Conheça nossos 8 processos psicológicos básicos

Conheça nossos 8 processos psicológicos básicos

novembro 9, 2017 em Psicologia 1 Compartilhados
Processos psicológicos básicos

Um recurso que nós temos para nos adaptarmos ao mundo é o nosso comportamento. Isso nos permite modificar nosso ambiente e nossa realidade para podermos nos adaptar ao que acontece. Sabemos que nossos comportamentos são mediados por processos mentais internos, mas quais são esses processos mentais? Aqui entram nossos 8 processos psicológicos básicos.

Os 8 processos psicológicos básicos são: (a) Percepção, (b) Aprendizagem, (c) Linguagem, (d) Pensamento, (e) Atenção, (f) Memória, (g) Motivação e (h) Emoção. Ao longo do artigo eles serão expostos individualmente, mas esses processos estão altamente relacionados entre si. Embora mantenham sua independência terminológica, muitos deles não poderiam existir sem os outros; então, é melhor entender essa distinção como uma classificação artificial que facilita o trabalho científico.

Os 8 processos psicológicos básicos

1. Percepção

Dentro dos processos psicológicos básicos, a percepção é a encarregada de que tenhamos uma “imagem” da realidade que nos rodeia, já que esta nos dá a informação dos estímulos externos através dos sentidos.

A percepção é a responsável por organizar e dar significado a qualquer estímulo sensorial. A função desse processo é óbvia: conhecer o ambiente permite nos movermos e interagirmos com ele, aspectos básicos para alcançar uma adaptação eficiente.

2. Aprendizagem

Aqui temos o processo pelo qual modificamos e adquirimos conhecimentos, habilidades, experiências, comportamentos, etc. Ela funciona através do que aconteceu no passado, aprendemos a relacionar condutas com suas consequências, por isso está intimamente relacionado com a memória.

Processos psicológicos básicos

O estudo da aprendizagem é dado em grande parte pelo ramo psicológico do comportamentalismo, o qual nos fornece as teorias do condicionamento clássico e operante; estas explicam os mecanismos por meio dos quais aprendemos.

Esse processo é útil porque nos permite variar nosso repertório de condutas de acordo com o que aconteceu no passado, algo que nos ajuda a responder de forma mais adaptativa em situações atuais e futuras.

3. Linguagem

O ser humano é um ser social, por isso a linguagem é o processo que nos fornece a capacidade de nos comunicarmos com os outros. Esta comunicação, no caso dos humanos, é realizada através de um código simbólico complexo, o idioma ou a língua. A complexidade de nosso idioma nos permite descrever com precisão quase qualquer coisa, seja no passado, no presente ou no futuro.

A utilidade desse processo é dada por nossa necessidade de manter relacionamentos sociais complexos que nos permitam sobreviver em um ambiente hostil. A linguagem nos oferece um modo de comunicação suficientemente amplo para manter as sociedades humanas.

4. Pensamento

Aqui estamos diante de um processo muito complexo que na psicologia é definido como o responsável por transformar a informação para organizá-la e lhe dar sentido. O estudo do pensamento começou com a lógica aristotélica, mas esta não se mostrou eficaz para sua análise, porque o ser humano não raciocinava com a lógica.

O raciocínio é um processo rápido, mas em certa medida impreciso, que nos permite agir efetivamente em nosso ambiente.
Compartilhar

A função do pensamento hoje continua sendo um tema controverso. Isto ocorre, em parte, devido à confusão terminológica existente ao seu redor. Mesmo assim, a ideia mais aceita é a de que seu objetivo é atuar como mecanismo de controle diante das situações que nos são apresentadas.

Homem pensando em várias ideias diferentes

5. Atenção

A atenção é o processo encarregado de concentrar nossos recursos em uma série de estímulos e ignorar o restante. Isso ocorre porque nós recebemos uma grande quantidade de estímulos que não podemos atender ao mesmo tempo.

O processo de atenção é adaptativo porque, se não existisse, ficaríamos perdidos sem saber a que estímulo deveríamos reagir. É paradoxal que a autoimposição de uma limitação cognitiva implique uma adaptação evolutiva, mas é assim.

6. Memória

O processo psicológico básico da memória nos permite codificar a informação para armazená-la e depois recuperá-la. Estamos diante de um processo essencial e muito relacionado com todos os outros processos.

A memória nos permite lembrar informações explícitas, tais como qual é a capital da França ou informações procedimentais, como andar de bicicleta. A memória existe porque é muito útil ter informações sobre nossas experiências passadas para poder raciocinar e agir sobre eventos futuros. Além disso, sem esse processo, os demais processos psicológicos básicos não existiriam, já que todos possuem um forte suporte da memória.

7. Motivação

Entre os processos psicológicos básicos, a motivação é a responsável por fornecer ao corpo recursos para realizar o comportamento. É o processo responsável por ativar o corpo e colocá-lo no estado ideal. Outro aspecto importante da motivação é a sua direcionalidade; não apenas prepara o corpo, mas também se encarrega de dirigir a conduta entre as opções possíveis.

A função da motivação é fazer com que o indivíduo direcione a conduta em direção a suas metas e objetivos, e para evitar que permaneça parado sem ter qualquer comportamento. É um processo muito relacionado com a emoção e a aprendizagem.

Mulher feliz por ter alcançado seu objetivo

8. Emoção

As emoções são reações aos estímulos externos que nos permitem guiar nosso comportamento e agir rapidamente em resposta às demandas do nosso ambiente. As emoções têm um componente triplo: (a) somático, seriam as mudanças fisiológicas que provocam a emoção, (b) comportamentais, aqui entraria o aspecto de comportamento que desencadeia a emoção e (c) sentimento, seria a experiência da emoção subjetiva do indivíduo.

A função da emoção é conseguir dirigir o nosso comportamento de forma rápida e eficiente. A maioria das decisões carecem da importância necessária para dedicar um tempo e recursos elevados, e é aí que a emoção atua. É importante entender que qualquer decisão é mediada por nossas emoções em maior ou menor grau.

Neste artigo, expomos os processos básicos de forma muito superficial. Todos eles são assuntos de estudo amplos e com muitos detalhes. O estudo intensivo de cada um deles nos fornece a informação básica para compreender o comportamento e os processos mentais do ser humano.

Recomendados para você