Debaixo da sua pele, vive a sua alma

· setembro 4, 2017

Debaixo da sua pele, vive a sua alma. Às vezes vive escondida entre as dúvidas e sequestrada pelos medos; outras vezes corajosa, mostrando as feridas que sofreu ao longo do tempo. No entanto, apenas aqueles que se aproximam o suficiente podem conhecer a verdade que se esconde por trás dessa pele de cordeiro.

Embora pareça que o escudo que protege a sua alma é fino e frágil, é mais forte e denso do que você imagina. Pode se disfarçar sob uma aparência de perfeita inocência e conferir uma proteção poderosa contra as ameaças externas.

É claro que você ainda sente medo daquelas pessoas que, como lobos, se aproximaram do seu corpo para possuí-lo sem querer conhecer a sua alma, a sua personalidade. Porque não há inimigo maior do que aquele que se vende com o disfarce de algo que não é e só pensa no seu próprio interesse.

“Com um simples olhar você pode ver a pele, mas não consegue conhecer a alma que ela guarda”.

Para conhecer alguém de verdade é preciso olhar além da sua imagem externa

Para conhecer alguém de verdade é preciso olhar além da imagem que ele projeta, porque muitas vezes é apenas uma dura couraça que esconde o que ele realmente pensa. Muitas vezes, é o resultado do medo de ser magoado como aconteceu no passado, medo de ver as suas ilusões pisoteadas no chão.

Quando nos mostramos de peito aberto, sem segredos, nos tornamos vulneráveis, e é isso que, muitas vezes, tentamos evitar a todo custo. O medo de sofrer por amor é mais poderoso do que a coragem de se mostrar como realmente é. E embora você perca uma parte de si mesmo toda vez que se esconde, sabe que se proteger é a melhor opção. Foi dessa forma que você internalizou as suas experiências desagradáveis.

Talvez o tempo o ajude a perder os medos que o perseguem. Talvez o mundo mude e as mulheres deixem de ser meros troféus para lobos com fome de conquistas. Talvez então, a pele seja apenas pele, um espaço para carícias, e não uma proteção contra as coisas ruins da vida.

“A minha pele está gravada com os seus sinais e não há vento e nem água que possa lavá-los sem deixar meu nome borrado, desbotado e sem um sorriso.”
 – Gioconda Belli –

Para amar alguém de verdade é preciso alcançar a sua alma

Para amar alguém de verdade é preciso alcançar a sua alma, conhecer todos os recantos que ele esconde nas dobras da sua pele e que se conectam com os medos das histórias que já viveu. Porque você não é apenas um corpo bonito, é uma tela pintada de histórias, cheia de palavras, construída com os abraços cheios de amor e moldada pelos golpes das injustiças. Não são somente as cicatrizes que o tornam único, por mais que você estremeça quando passa os seus dedos através dos seus relevos.

Nunca esqueça o seu valor, por mais que a vida tenha lhe machucado e feito você tropeçar mil e uma vezes, porque você se levanta, sacode a poeira e segue em frente.

Os seus medos podem afastar as pessoas que entram na sua vida com boas intenções, mas não se esqueça de que a paciência só dá frutos para aqueles que realmente a possuem. O tempo se encarrega de deixar cair as máscaras dos mentirosos e o aproxima das pessoas que com um olhar, com os atos e as palavras, realmente o abraçam.

E nesse momento, diante dessas pessoas, seus medos desaparecerão e sua pele se tornará transparente mostrando o reflexo fiel da pessoa que você realmente é. Porque você não precisa se esconder para sempre, basta encontrar um lugar onde se mostrar; esse lugar e essas pessoas não vão machucá-lo, eles o tornarão muito mais forte.