Yin e Yang: o princípio da dualidade da existência

julho 5, 2019
Os conceitos de Yin e Yang falam sobre a dualidade que está presente em toda realidade natural e humana. Não existe o dia sem a noite, nem a vida sem a morte, ainda que muitas vezes nos empenhemos para que só uma dessas duas facetas esteja presente em nossas vidas.

Yin e Yang são conceitos que provêm da filosofia chinesa, mas especificamente do taoismo, e falam sobre o princípio da dualidade da existência.

Essa filosofia é uma linha de pensamento criada por Lao Tsé, uma figura que não se tem certeza se realmente existiu. O certo é que esses conceitos passaram a estar presentes a partir do século VI antes da nossa era.

A filosofia de Lao Tsé ficou registrada em um livro chamado Tao Te King, nome que significa algo como “caminho da virtude”. Foi nele que foram mencionados e elaborados pela primeira vez os conceitos de Yin e Yang, que foram traduzidos como “escuro e brilhante”.

“Se você quer viver uma vida equilibrada, deve admitir que a natureza humana é yin e yang, dia e noite, amor e ódio, você não pode rejeitar isso. Trata-se de abraçar a realidade e celebrar o fato de que somos fracos, e disso emerge um grande poder”.
-Adam Darsky-

Lao Tsé fala do Yin e Yang como uma dualidade, por isso o princípio da dualidade da existência, que está presente em tudo que existe. O dia e a noite, o homem e a mulher, a vida e a morte, etc.

São dois estados opostos que não estão em contradição, mas que se completam e dependem um do outro. Um não quer se impor sobre o outro, mas sim existir em equilíbrio com ele.

Colar do princípio da dualidade da existência

O princípio da dualidade da existência no Yin e Yang

Para o taoismo, tudo está em constante mudança de forma natural. O inverno aparece depois do outono, e assim sucessivamente, sem que façamos algo para que isso ocorra.

O mesmo acontece com as realidades humanas. O caminho da virtude consiste em não alterar essas mudanças, nem na natureza e nem na própria vida.

Os desejos e os objetivos pessoais são o que nos levam a querer alterar essa ordem natural. A “não ação”, ao contrário, permite que as coisas fluam e se desenvolvam como devem, sem mudanças introduzidas a partir do exterior.

Yin e Yang representam essa mudança contínua. A harmonia consiste em manter em equilíbrio a dualidade expressada nesses dois conceitos. Por sua vez, a desarmonia tem relação com a predominância excessiva de algum desses dois aspectos, o que tenta negar o princípio da dualidade da existência.

O Yin corresponde a tudo o que é feminino, suave, úmido, terreno, passivo, absorvente e escuro. O Yang tem relação com o masculino, áspero, seco, aéreo, ativo, penetrante e luminoso. Ambos os elementos e características estão presentes em tudo que existe.

Os princípios que regem o Yin e Yang

Segundo o taoismo, os conceitos de Yin e Yang são regidos por uma série de princípios que são próprios a eles. Esses princípios definem a dinâmica que existe entre esses dois fatores e servem como guia para aplicá-los a situações concretas.

Os princípios mencionados são os seguinte:

  • Yin e Yang são opostos. Não são, porém, excludentes. Pode haver algo Yin em uma realidade Yang e vice-versa. Por exemplo, no meio da escuridão da noite está a luz da Lua.
  • Interdependência. O Yin não pode existir sem o Yang e vice-versa. Por exemplo, não há morte sem vida, nem vida sem morte.
  • Há um equilíbrio dinâmico. Quando o Yin aumenta, o Yang diminui e vice-versa. Quando um dos dois cresce em excesso, obriga o outro a se concentrar, e isso desencadeia uma transformação. Por exemplo, o excesso de calor leva ao degelo em uma área, e isso por sua vez provoca inundações.
  • Quando um desaparece, transforma-se no outro. Eles não formam uma realidade separada, mas coexistem. Por isso um desaparece, relativamente, só para dar lugar ao outro. Por exemplo, o dia e a noite.
  • No Yin sempre há um traço de Yang e vice-versa.
Pintura Yin e Yang

Aplicações práticas

É importante ressaltar que os conceitos de Yin e Yang fazem parte de uma filosofia e não de uma teoria científica, ainda que a física quântica tenha desenvolvido teses que coincidem em alguma medida com eles.

Mesmo assim, essa ideia do princípio da dualidade da existência tem diversas aplicações práticas.

Os conceitos de Yin e Yang se aplicam diretamente às práticas de artes marciais. Ideias como defesa e ataque, concentração e relaxamento, vêm diretamente deles.

Além disso, a medicina chinesa também faz uso da dualidade e da complementariedade, tanto para diagnosticar quanto para tratar todas as doenças. Uma expressão se dá por meio dessa frase: “sedar o excessivo e tonificar o deficiente”.

Do mesmo modo, os conceitos de Yin e Yang podem ser aplicados na vida diária para alcançar a harmonia interna. Geralmente chamamos o desprendimento de aceitação, de deixar fluir.

Que as noites de nossas vidas sigam os dias, que a alegria venha depois da tristeza, e assim sucessivamente. Que não pretendamos que tudo seja sempre positivo nem pleno. Admitamos o princípio da dualidade da existência.

  • Larocca, F. (2009). Nature vs Nurture: El Yin y Yang de la teleología aplicado a las ciencias del comportamiento humano… en pikis. cl y en monografías.com.