Dúvidas no amor: terminar ou continuar com o relacionamento?

Dúvidas no amor: terminar ou continuar com o relacionamento?

Março 10, 2018 em Psicologia 218 Compartilhados
Casal com dúvidas no amor

Todos já tivemos dúvidas no amor. Manter um relacionamento exige sensibilidade, atenção e às vezes uma boa dose de paciência; por isso, não é raro que às vezes nós perguntemos se realmente vale a pena continuar com o nosso parceiro atual, especialmente se estivemos juntos muito tempo e parte da “magia” do início se dissipou.

No entanto, embora seja algo tão comum, muitos de nós não estamos preparados para sentir dúvidas no amor, e geralmente sofremos muito. Isso significa que aquela não é a pessoa certa para mim? Devemos terminar, mesmo que tudo tenha ido bem até agora?

Às vezes as dúvidas sobre os relacionamentos podem indicar um problema mais profundo e que deve ser resolvido, caso contrário a relação não prosperará. No entanto, em muitas outras ocasiões, as dúvidas no amor surgem porque nossas expectativas sobre como um casal deve ser não são realistas. Neste caso, sentir insegurança em relação ao relacionamento não precisa significar que necessariamente existe um problema mais sério. No artigo de hoje, aprenderemos a diferenciar esses dois tipos de dúvidas.

Dúvidas no amor: por que aparecem?

As dúvidas em um relacionamento podem aparecer por diferentes motivos. Algumas não dizem nada sobre a saúde da relação, enquanto outras indicam que uma mudança é necessária.  De maneira geral, as dúvidas mais comuns no amor ocorrem nas seguintes situações:

  • Em resposta a uma mudança (externa ou interna).
  • Quando uma das pessoas do casal se sente atraída por alguém novo.

Vamos analisar cada uma delas.

Dúvidas no amor

Quando acontecem mudanças no casal

Os filmes românticos nos atrapalharam muito. Em quase todos eles, apenas o início de um relacionamento é mostrado, que é quando os sentimentos são mais fortes, tudo parece perfeito e as duas pessoas são totalmente compatíveis e passam o dia se olhando nos olhos com cara de apaixonados. No entanto, há menos câmeras que retratam o que acontece a seguir.

A verdade é que todos nós já experimentamos esse sentimento alguma vez. Quando começamos a namorar alguém novo, às vezes estamos tão apaixonados que só podemos ver as coisas boas e ignoramos todas as negativas. O mais comum nestes casos é começar um relacionamento que nos fará muito felizes durante alguns meses.

Qual é o problema? Essa sensação sempre acaba. Segundo pesquisas recentes sobre o amor, esta fase (que tecnicamente se chama “limerência”) dura entre três meses e um ano. Depois disso, os sentimentos são transformados e o verdadeiro amor romântico nasce. No entanto, a maioria de nós, ao sentir que essa sensação desaparece, se assusta e começa a ter dúvidas sobre o parceiro, sobre nossos sentimentos, e sobre os sentimentos dele.

Se algo assim aconteceu com você, não se preocupe: é a evolução normal do amor. O importante nestes casos é concentrar-se na criação de uma boa comunicação e confiança com a outra pessoa, além de trabalhar para manter a paixão a longo prazo. De acordo com as pesquisas, estes são os três componentes fundamentais do amor saudável e duradouro.

A mesma coisa pode acontecer se houver uma grande mudança na vida de um dos dois membros do casal. Nessas situações, é fundamental para a saúde do relacionamento que vocês dois trabalhem em equipe. Em geral, todos os relacionamentos terão altos e baixos como esses, mas se o casal mantém um equilíbrio e canais de comunicação abertos, é provável que a união fique ainda mais forte.

O que acontece se há outra pessoa?

Novamente, Hollywood espalhou algumas crenças sobre o amor que são muito prejudiciais. Nesse sentido, algumas das dúvidas mais frequentes aparecem quando não nos sentimos atraídos ou percebemos que nosso parceiro pode estar atraído por uma nova pessoa. No entanto, isso significa que nosso relacionamento está arruinado? Não necessariamente.

Atração por outras pessoas

A realidade é que, para a maioria das pessoas, estar apaixonado não significa que não se pode sentir atração por outro alguém. Isso ocorre porque a decisão de estar com apenas uma pessoa é fruto do nosso compromisso: preferir o nosso parceiro em qualquer momento em detrimento de qualquer atração momentânea ou casual.

Portanto, se você se sentir atraído por alguém novo e isso faz você duvidar de seu relacionamento, respire fundo. Não é o fim do mundo ou do seu relacionamento; pelo contrário, continuar com seu parceiro atual ou trocá-lo por uma nova pessoa é uma decisão que só você pode tomar, depois de pensar racionalmente e sem se deixar levar pela emoção do momento.

Outra questão é, naturalmente, a infidelidade. Nesses casos, o problema não é a atração por outra pessoa, mas a quebra de confiança no casal. Os membros do relacionamento devem então decidir se acham que podem reconstruí-lo ou se, pelo contrário, é melhor começar do zero, cada um à sua maneira.

Recomendados para você