Se apaixonar à distância e online, algo cada vez mais comum

Os relacionamentos online também podem ser gratificantes e enriquecedores. Embora seja sempre apropriado ter cautela, muitos casais se encontram graças às novas tecnologias e desfrutam de um relacionamento estável, comprometido e feliz.
Se apaixonar à distância e online, algo cada vez mais comum

Última atualização: 23 Maio, 2021

O amor na era dos aplicativos tem má fama. Dizem que encontrar alguém online é um risco, que os vínculos são frágeis, que são muitos os ghostings, que não se pode confiar em ninguém e que a única coisa que a maioria procura é sexo. Pode até ser assim. Porém, a verdade é que se apaixonar à distância já é muito comum e às vezes dá até certo…

As formas de conhecer novas pessoas e parceiros em potencial mudaram completamente nos últimos anos. Tanto é assim que poderíamos dizer sem erro que é mais fácil para a maioria usar um site ou um aplicativo online do que sair para o mundo real para socializar. Da mesma forma, nesta época de pandemia e confinamento, parece mais útil do que nunca recorrer à janela do virtual.

Há quem desconfie, é verdade. No entanto, ninguém pode negar que é mais confortável, próximo e fácil não precisar de nada além de se inscrever em um aplicativo e depois olhar uma série de perfis e esperar que apareça o tão esperado matchO que vai acontecer a partir desse momento ninguém sabe, mas essa transição do virtual para o real costuma trazer tantas decepções quanto descobertas maravilhosas.

Biscoitos em formato de coração

Se apaixonar à distância e através de um aplicativo

Não sabemos o que Jane Austen pensaria se alguém lhe explicasse que, mais de duzentos anos após a publicação dos seus romances, Elizabeth Bennet não precisaria mais comparecer a eventos sociais públicos para conhecer o Sr. Darcy. Teria sido suficiente se inscrever no Tinder, OkCupid ou Badoo. Você não precisa mais sair de casa para conhecer alguém, e isso é tanto uma vantagem quanto uma desvantagem.

No que diz respeito às desvantagens, estas são, sem dúvida, bem conhecidas. Às vezes, depois de passar dias ou semanas conversando com alguém e sentindo um feeling excepcional, a magia e o charme vão por água abaixo após o primeiro encontro. Porque, em muitos casos, esse cara a cara precisa de algo mais do que uma atração física ou a cumplicidade que às vezes se constrói no mundo online.

São fatores, elementos e pequenos detalhes pelos quais a atração pode escapulir. Por outro lado, outras vezes é possível se apaixonar à distância e mais tarde, depois daquele primeiro encontro, sentir que você encontrou a pessoa da sua vida. Este é, sem dúvida, um tema que interessa à psicologia há décadas.

A autenticidade e a falsidade no mundo online

No mundo online, a realidade parece ficar mais fácil. Somos como ilhas remotas e anônimas tentando nos conectar. Haverá aqueles que alcançarão os outros por meio de um navio pirata: com falsidade e más intenções. Outros, por outro lado, graças a essa interação cotidiana, revelam seu eu autêntico com toda a franqueza e autenticidade.

Isso é o que nos diz um estudo publicado pelos Drs K. McKenna, Amie S. Green e M. Gleason em 2012. Relacionamentos iniciados na internet ou em aplicativos online podem ser bem-sucedidos. O fato de isso se concretizar faz parte da questão de que, em certos casos, as pessoas conseguem revelar a sua personalidade mais facilmente por meio desse cenário virtual.

Os relacionamentos de casais formados através de aplicativos são tão felizes quanto aqueles iniciados de forma mais “tradicional”

Nossos pais podem ter se conhecido em uma festa, em uma sala de aula ou em um bar. O fato de termos encontrado nosso parceiro em um app de namoro não torna o relacionamento menos sincero ou feliz do que as gerações anteriores.

É o que nos indica uma pesquisa realizada na Universidade de Genebra em 2018. Depois de acompanhar o caso de 3.248 casais que se conheceram online, verificou-se que o fato de se apaixonar à distância e online leva uma parte significativa dos casos a resultados bem-sucedidos. Não apenas o amor pode ser encontrado, mas também pode ser um amor bom, estável, enriquecedor e feliz.

Além disso, a diretora deste estudo, Gina Potarcque, aponta algo interessante. Casais que se conheceram através de um aplicativo têm mais interesse em morar juntos.

Mulher ao telefone antes de dormir

Se apaixonar à distância vai ser cada vez mais comum no futuro

Continuaremos encontrando pessoas incríveis em festas, em salas de aula de universidades, no metrô e até nos lugares mais inesperados. Porém, se apaixonar à distância e online será algo cada vez mais comum. Isso vai acontecer por diversos motivos:

  • O primeiro é porque nos economiza tempo, é algo fácil e nos permite ser mais seletivos. Se existe uma vantagem na utilização de aplicativos ou até mesmo de grupos do Facebook, é que podemos conhecer pessoas com gostos semelhantes aos nossos. Partir de interesses comuns é sempre um grande passo.
  • Em segundo lugar, porque a tecnologia online nos permite uma conexão mais rápida, direta e diária. Essa interação constante que se constrói aos poucos com cumplicidade, sinceridade e intimidade pode formar um vínculo muito sólido em questões emocionais.

No entanto, como bem sabemos, o mais importante é ser cauteloso e prudente. Sempre corremos o risco de que do outro lado da tela exista uma farsa, mas isso não é novidade. Eles apenas usam mecanismos mais sofisticados. A falsidade e até mesmo o desaparecimento sem explicação são coisas que vêm acontecendo desde a época de Jane Austen. Apesar disso, o amor sempre abre seu caminho em todas as suas formas e canais.

Pode interessar a você...
Os benefícios da gratidão para a saúde
A mente é maravilhosaLeia em A mente é maravilhosa
Os benefícios da gratidão para a saúde

São muitos os benefícios da gratidão para a saúde de quem a pratica, tanto física quanto psicológica. Saiba mais neste artigo!



  • McKenna, K., Green, A.S., & Gleason, M. (2002). Relationship formation on the Internet: What’s the big attraction? Journal of Social Issues, 58, 9-31.
  •  Potarca G (2020) The demography of swiping right. An overview of couples who met through dating apps in Switzerland. PLoS ONE 15(12): e0243733. https://doi.org/10.1371/journal.pone.0243733