3 dicas fundamentais de como ser mais espontâneo

· outubro 2, 2017

A espontaneidade é a habilidade de ser natural e sincero na forma de pensar e agir. Não tem a ver com fazer ou dizer coisas originais ou inteligentes, simplesmente se aplica a quem é transparente e se mostra do jeito que realmente é, tanto no seu comportamento quanto nas suas palavras, sendo um indicador de bem-estar emocional. Como ser mais espontâneo em nosso dia a dia?

Uma pessoa espontânea está livre das aparências, de fingir ser algo que não é e, além disso, não tem problemas na hora de reconhecer seus erros e seus vazios. Ser espontâneo é ser natural, assim, a pessoa que o é não precisa se disfarçar para mostrar uma versão melhorada de si mesma.

“Nada impede tanto ser natural quanto o desejo de parecer.”
-François de La Rochefoucauld-

Além disso, a espontaneidade é uma grande virtude que facilita as relações humanas. Quando não há segundas intenções nem mensagens indiretas, tudo sempre fica mais simples. Porque quem é espontâneo se deixa fluir em qualquer circunstância, cria um clima de segurança e ajuda os outros a serem sinceros, graças a sua naturalidade.

É fácil para uma pessoa ser espontânea se ela tem confiança em si mesma e grande autoestima. Em contrapartida, se existem inseguranças e resistências para se aceitar, o assunto se torna um pouco mais complicado, mas não impossível. Assim, se você quiser saber como ser mais espontâneo para se mostrar natural e transparente, livre de qualquer tipo de artifício, você pode ler e colocar em ação os seguintes pontos-chave.

Como ser mais espontâneo

1. Siga a sua intuição

Você não vai conseguir ser mais espontâneo se não aprender a escutar e confiar na sua intuição. Prestar atenção naquela voz na sua cabeça que te inclina a alguma coisa ou a alguém em determinados momentos sem que exista uma razão aparente para tal é importante. De qual outra maneira poderíamos conhecer a nós mesmos e entrar em contato com a nossa naturalidade?

Mulher feliz por ser espontânea

A sua intuição é uma combinação de percepções, informações prévias e experiências. É a primeira coisa que vem à sua mente antes de aparecerem os julgamentos e os juízos acompanhados pelos medos ou pelas falsas crenças.

Apesar de não ser fácil escutar sua intuição porque talvez você esteja destreinado, não se dê por vencido. Tente confiar um pouco mais em si mesmo, pare de dar tantas voltas em relação ao que você quer fazer ou dizer e simplesmente se deixe levar. No entanto, muito cuidado com as decisões e as ações que possam envolver riscos significativos. Às vezes, refletir sobre o que acontece também é necessário.

2. Anime-se a sair da sua zona de conforto

Sair da zona de conforto é uma decisão muito positiva que nunca falha e acarreta grandes benefícios (embora a princípio você não enxergue dessa maneira). Um deles é exatamente se ajudar a ser mais espontâneo. No entanto, o mais importante é aumentar a sua autoconfiança, que vai ajudar você a acreditar em si mesmo e, dessa forma, a se mostrar mais natural.

Sair da sua zona de conforto significa fazer coisas que normalmente você não faria. Ir a lugares que você não conhece, mudar a sua rotina de alguma maneira, se desligar do celular por uma tarde… É exatamente se lançar ao desconhecido para deixar para trás a comodidade e continuar se descobrindo de alguma maneira.

Além disso, dentro dessas viagens para longe da sua zona de conforto, todas as atividades que envolvam enfrentar algum medo têm um valor especial. Você não precisa pular de bungee jumping ou de paraquedas, mas apenas decidir fazer alguma coisa da qual você se priva por medo como, por exemplo, dar a sua opinião em um grupo de amigos em vez de esperar todo mundo se pronunciar para só depois dizer o que você acha mais adequado. Ouse!

3. Libere a sua agenda para ser mais espontâneo

Uma das maiores limitações para ser espontâneo é ter uma agenda definida e, além disso, apertada. Muitas pessoas têm a sensação de que a agenda existe para ser preenchida, por isso a organizam de tal maneira que não sobre uma linha em branco. E se houver, elas procuram uma maneira de preencher esse espaço vazio o quanto antes.

Homem descansando em uma varanda

Uma das dicas de como ser mais espontâneo é fazer uma reorganização da agenda. Para isso, a primeira coisa que você deve fazer é sempre deixar alguns espaços livres e, sobretudo, não deixar que estes espaços se transformem em uma nova obrigação. Por isso, o mais recomendável é que cada semana você mude o horário dos seus momentos livres e reservados para você.

Outra recomendação é refletir sobre a importância dos compromissos que você tem agendados. É possível eliminar algum deles? Eu poderia delegar alguma dessas tarefas para outra pessoa? Existe a possibilidade de deixar um dia inteiro livre? A princípio você pode sentir alguma apreensão, mas se o que você quer é ser mais espontâneo, sem dúvidas isso vai ajudar.

Como você pode ver, ser mais espontâneo consiste, em primeiro lugar, em se aceitar para conseguir se escutar e, em seguida, se cuidar. Assim, além das técnicas que você pode aplicar, o mais importante é trabalhar para reconhecer cada vez mais todo o seu valor como pessoa.  O resto, como se diz, vem com o tempo. Se você reconhece o seu valor, com certeza sua forma de agir vai se tornar mais espontânea, sem inclusive que você tenha esse objetivo.

Agora que você já sabe como ser mais espontâneo, está pronto para colocar estas dicas em prática?