5 chaves para gerar boas relações – A mente é maravilhosa

5 chaves para gerar boas relações

27, agosto 2015 em Emoções 15 Compartilhados
boas relações

O amor inclui, não exclui.  Multiplica e soma, não divide.

Aproxima, não afasta.  Abraça, não aperta.

Compreende, não julga.

Criar relações de qualidade nem sempre é fácil. De fato, a grande maioria de nós vive tão submerso na rotina, que não temos, sequer, tempo de pensar na opção de gerar boas relações.

E a isto se acrescenta uma dificuldade imensa: o fato de que, antes de mais nada, antes de gerar novos e bons amores, temos que ter conseguido amar a nós mesmos.

Não é comum que uma relação amorosa comece com conflitos e experiências negativas, já que partimos do princípio de que todo começo é sempre bom. Sem dúvida, temos a bola em nosso campo quando começamos a jogar.

Vivemos em um contínuo vórtice de emoções, de relações caducas e de pressas sentimentais. O que podemos fazer para gerar relações de qualidade? A seguir, falaremos sobre alguns princípios básicos que não podem faltar na hora de criar boas relações:

1- Não somos um, somos dois

Você sabe que é inútil procurar a nossa metade da laranja? As laranjas são inteiras ou não são laranjas, mas sim pedaços delas… Procure por uma pessoa completa e íntegra com a qual você possa fazer trocas em todos os sentidos.

Uma relação amorosa deve ser composta de duas pessoas compartilhando a vida, apoiando-se mutuamente em seus projetos, planos e sentimentos.

2- A comunicação é a chave

Escute, frente a frente, o que o seu parceiro/a tem a dizer, sempre de forma reflexiva e equilibrada, partilhe seus pensamentos. Em uma era de tecnologia, a maior parte dos casais se acostumou com a comunicação através de mensagens instantâneas ou redes sociais.

Isto, sem a menor sombra de dúvidas, tem causado muitos danos por várias razões. Uma delas é que criou-se uma necessidade de comunicação constante, de fiscalização e de controle; o pior de tudo é que se trata de uma comunicação vazia, rotineira e nada passional, que pode levar a mal-entendidos extremamente prejudiciais para a confiança.

3- Liberte-se do passado

Todos temos experiências passadas boas e más que nos condicionam no presente. Perdoe-se e também aos demais, deixe ir os maus sentimentos. O passado já se foi, recolha seus sentimentos passados e deixe de comparar sua realidade presente com a anterior.

Trate, de vez em quando, de parar e revisar sua bagagem para se desfazer do negativo e do desnecessário. Devemos estar conscientes do que fazemos, fortemente determinados pelo que levamos dentro nós, por isso é de suma importância que periodicamente empreendamos uma nova viagem com a bagagem renovada.

4- Use as palavras corretas

Quando se trata de amor, há palavras mágicas que abrem o coração. Não se trata de recitar poesias diariamente para o seu amado/a, mas de manter uma comunicação compreensiva e uma atitude carinhosa como base da relação. Assim, é importantíssimo não sucumbir à rotina, e que os “eu te amo” sejam sinceros e com paixão.

Também não devemos nos deixar levar pelos aborrecimentos e faltar com o respeito; este aspecto é fundamental e inquestionável. Nada e nem ninguém justifica um comportamento agressivo e autoritário com a pessoa à quem dizemos amar.

5- Dê o que quer receber e fale a partir de seu coração

É outra das premissas que mostram união, carinho e reconhecimento do outro. Demonstre seu interesse, faça seu amor rir, dê-lhe amor e, sem dúvida, é o que você receberá.

Estas são as 5 chaves que permitirão pavimentar relações saudáveis e duradouras. Lembre-se do seu objetivo e não o perca de vista. Como assinalou Robert Holden, o propósito final de uma relação é transformar-se na pessoa mais amorosa que se possa ser.

Imagem cortesia de Pavinee Chareonpanich

Recomendados para você