5 gestos que prejudicam a imagem que você projeta para os outros

5 gestos que prejudicam a imagem que você projeta para os outros

setembro 14, 2017 em Psicologia 977 Compartilhados
5 gestos que prejudicam a imagem que você projeta para os outros

Todos nós sabemos que os gestos e as posturas revelam muito sobre a personalidade, a atitude ou o estado de espírito de qualquer pessoa. Sem nos darmos conta, cada um de nós vai adotando formas de olhar, de caminhar, de se posicionar frente aos outros. Incorporamos essas maneiras e elas acabam fazendo parte de um estilo próprio, que às vezes “nos delata” e mostra aquilo que não queríamos deixar passar.

Há situações sociais nas quais o tratamento é fugaz e efêmero. As pessoas formam uma ideia de nós considerando aspectos dos quais estamos conscientes e outros dos quais não estamos. Elas criam uma opinião a partir do que dizemos, mas também a partir do que expressamos através dos nossos gestos e das nossas posturas.

“Ser ‘perceptivo’ significa ser capaz de identificar as contradições entre as palavras de uma pessoa e a linguagem do seu corpo.”
-Allan Pease-

Isso não seria um problema se não fosse o fato de que essas situações efêmeras também têm grande importância. Pode ser o caso de uma entrevista de trabalho ou de uma reunião específica para estabelecer contatos que são do nosso interesse. Também – e por que não? – aquelas situações nas quais queremos agradar alguém que nos interessa afetivamente e nas quais queremos que a outra pessoa leve uma sensação boa e positiva desse encontro.

Por essas razões, vale a pena aprender a reconhecer nossos gestos e decifrar o que eles expressam. Também é importante conseguir melhorá-los para que joguem do nosso lado nas diversas situações da vida. Para conseguir isso, veremos a seguir alguns gestos que nos prejudicam e que seria bom mudar.

1. Morder o lábio inferior, um dos gestos que nos delatam

Ao morder o lábio inferior, independentemente da forma, você passa um certo grau de rejeição em relação ao que sai da sua boca.  Sem que você nem os outros estejam conscientes disso, é um dos gestos que vai ser interpretado como dúvida, ou falsidade em relação ao que você estiver dizendo.

Os gestos como forma de se comunicar

Esse gesto também indica que há uma mensagem oculta. Geralmente as pessoas dizem “mordi a boca para não falar disso ou daquilo”. É uma interpretação correta. Quando você realiza esse gesto, demonstra que há alguma coisa que você não está dizendo e que contraria em algum nível o que foi dito.

2. Franzir a testa constantemente

A testa franzida é um sinal de irritação, incômodo ou reprovação. A verdade é que se trata de um dos gestos que, na maioria dos casos, é realizado devido a alguma tensão no momento. No entanto, há quem o realize com tanta frequência que acaba esculpindo esse gesto no rosto.

Quando há medo ou nervosismo, se franze a testa. Além disso, esse gesto pode comunicar falta de confiança tanto no outro como em si mesmo. Nós também apertamos as sobrancelhas quando queremos enfatizar a observação ou quando adotamos uma posição defensiva.

3. Piscar de forma rápida e frequente

Esse é um dos gestos mais difíceis de controlar, já que se trata de uma reação quase automática frente a situações que provocam nervosismo. O normal é piscar de 14 a 17 vezes por minuto. Mas quando estamos nervosos esse número aumenta significativamente.

Os gestos dizem muito

O pior é que quando começamos a piscar muito e repetidamente, a atenção do nosso interlocutor se volta para esse curioso gesto. É fácil que nosso interlocutor pare de ouvir o que estamos dizendo e passe a se concentrar mais nessa falta de segurança que expressamos com os olhos.

4. Esconder as mãos enquanto fala

As mãos são expressão pura. Elas enfatizam, fogem, pontuam ou complementam o que você diz. Por isso, quando uma pessoa fala e movimenta muito suas mãos, ela é vista pelos outros como alguém mais espontâneo e confiável. Gera a sensação de sinceridade.

Por outro lado, quando alguém esconde as mãos quando fala, comunica o contrário. É como se a pessoa estivesse escondendo alguma coisa. Não é conveniente colocar as mãos para trás, colocar nos bolsos, esconder debaixo da mesa nem cruzar os braços. Se você fizer isso, estará levantando uma barreira na sua comunicação.

5. Não sorrir ou rir o tempo todo

O sorriso é, sem dúvida alguma, um dos gestos que mais abre os corações. Quando alguém sorri na sua direção, sem perceber, você se abre positivamente para a conversa. Esse é um excelente precedente para fazer com que o diálogo seja positivo, sereno e amável.

A importância dos gestos na comunicação

No entanto, quando uma pessoa sorri ou ri o tempo todo, o efeito pode ser adverso. Nesse caso, ela expressa nervosismo, falta de concentração ou desejo excessivo de ser aceito. Essa mensagem não é positiva e se transforma em um obstáculo para você ser adequadamente valorizado.

Em todos esses casos, não se trata de assumir uma identidade falsa ou maquiada. Pelo contrário. Através dos gestos, uma pessoa pode conhecer muito mais a si mesma. Assim, ao se tornar consciente da forma como se comunica com os outros, através da sua linguagem corporal a pessoa pode adequar a mensagem que realmente quer expressar de si mesma.

A imagem principal que ilustra o artigo é de autoria de Marcelo Monreal. Saiba mais sobre o trabalho dele em seu Instagram e página no Facebook.

Recomendados para você