5 livros para educar crianças que acreditam em si mesmas

5 livros para educar crianças que acreditam em si mesmas

outubro 13, 2017 em Livros 0 Compartilhados
Como educar crianças que acreditam em si mesmas

Hoje vamos apresentar uma série de livros para educar crianças que acreditam em si mesmas. Por que esse detalhe é importante? Existe uma frase de Karl A. Menninger que resume perfeitamente: “o que é dado às crianças, as crianças darão para a sociedade”.

Certamente, como pais, todos sonhamos com filhos felizes, plenos e fazendo o que gostam. Para isso, se desenvolverem em um mundo mais justo e mais equilibrado se torna básico. E para obter uma sociedade desenvolvida de forma adequada, fazem falta pessoas que acreditam em si mesmas, que tenham segurança e autossuficiência, e que possam transformar todas as suas capacidades em uma vida mais completa.

“Envelhecer é obrigatório, mas crescer é opcional.”
-Walt Disney-

A fé que os faz acreditar parte da intuição e do conhecimento

Durante a mais terna infância, as crianças são frequentemente são espontâneas e diretas, por isso, em parte, lidar com elas é uma experiência tão peculiar. No entanto, a partir dos 7 anos já começam a se preocupar com “o que vão dizer” e as opiniões de amigos, educadores e familiares.

Livros para educar crianças que acreditam em si mesmas

No entanto, não se deve permitir que parte da espontaneidade dos pequenos se perca. É preciso ensiná-los a gerenciar suas emoções, mas sem se desconectar delas. Se queremos que eles se desenvolvam de forma adequada e segura, devemos mostrar o caminho para que se expressem com assertividade. Eles têm direitos e nossa missão é que os conheçam para que ninguém em nossa ausência possa atentar contra eles.

Caso contrário, a única coisa que obtemos é que as crianças se desconectem de suas emoções, se afastando também de parte de sua identidade. Devemos lembrar que uma criança, assim como um adulto que não tem clara a sua identidade, perde parte de si mesmo, o que dá origem a sua insegurança.

Livros para educar crianças que acreditam em si mesmas

É aí que entra em jogo esta lista de livros para educar crianças que acreditam em si mesmas. A leitura pode ajudá-los a entender seus gostos e desejos sempre que eles vão em um lugar, dialogar diretamente com suas emoções, para que possam identificá-las e expressá-las de forma a não lhes prejudicar ou prejudicar os outros. Além disso, esses livros vão adicionar o seu grão de areia para fazer com que se sintam mais seguros, confiantes em suas possibilidades e fortes em sua autoestima. Então anote esses títulos.

‘O rebanho’

Iniciamos a lista com ‘O rebanho’, de Margarita del Mazo. Um livro com belas ilustrações que diverte tanto pequenos quanto adultos. Nele encontramos uma bela lição sobre o respeito pelo indivíduo, ao próximo e à diversidade.

Para isso, a autora conta a história de um grupo de carneirinhos muito especiais, os que contamos para dormir. Porque tudo era muito bonito quando esses animais saiam do pensamento, corriam, saltavam e seguiam seu caminho… até que a número 4 desapareceu.

‘Corvo’

Vamos agora com ‘Corvo’, obra de Leo Timmers. Outro livro ilustrado que trata com carinho a necessidade de todos de nos sentirmos amados. Não é porque somos diferentes que devemos permitir sermos tratados de forma diferente dos outros.

Neste caso, é o que acontece com o corvo que protagoniza a história. Nenhum pássaro quer saber nada sobre ele, e o próprio animal não entende nada. Mas tudo mudará quando este pássaro escuro assumir as rédeas de sua vida e descobrir que não é preciso ser quem não é realmente para ser aceito.

‘Todos menos um’

Chega a vez de ‘Todos menos um’, de Éric Battut. Aqui, os protagonistas são um grupo de ervilhas que são forçadas a permanecerem imóveis na ordem da vagem onde elas tiveram que nascer.

Tudo muda quando uma ervilha decide que não quer ser como todas as outras. Assim, a coragem necessária para sair das regras e viajar pelo mundo é o verdadeiro protagonista desta emotiva história.

Livros para educar crianças que acreditam em si mesmas

‘Eu te amo (quase sempre)’

Agora é a vez de ‘Eu te amo (quase sempre)’, de Anna Llenas. Neste caso, a história tem como protagonista o amor incondicional, além das convenções sociais, defeitos e diferenças.

Aqui, o protagonista é um animal chamado Lolo, juntamente com Rita, uma vaga-lume. Personagens antagônicos, o primeiro é perfeccionista e controlador, a segunda, pura improvisação. Mas, quando há amor, o equilíbrio é sempre uma missão possível.

‘Um caso grave de listras’

Terminamos com o livro de David Shannon, ‘Um caso grave de listras’. Nós realmente precisamos fazer algo porque é o que todos fazem? Isto é o que vemos nessa divertida obra.

Aqui, a menina Camila Flan não come feijão porque ninguém come, embora ela adore. Uma garota que, por causa de sua vontade de se integrar, acaba fazendo tudo como os outros fazem. Mas logo irá aprender que essa não é a solução.

“Para ele, não era um erro conservar dentro de si uma parte da infância, uma parte de sonho.”
-Marc Levy-

Agora você já conhece 5 livros para educar crianças que acreditam em si mesmas que são muito divertidos e muito agradáveis de ler junto com seus pequenos. Regue o jardim de sua infância para que eles se desenvolvam plenos, felizes e confiantes de que são pessoas únicas e maravilhosas.

Recomendados para você