A importância de dormir bem - A Mente é Maravilhosa

A importância de dormir bem

Maio 12, 2018 em Psicologia 0 Compartilhados
A importância de dormir bem

A importância de dormir bem está diretamente relacionada aos benefícios de uma boa noite de sono, tanto a nível fisiológico quanto psicologicamente. Descansar de forma inadequada pode trazer sérias consequências para o nosso corpo e cérebro.

Dormir é tão necessário quanto se alimentar de forma saudável ou se exercitar regularmente. É uma função biológica essencial para o nosso corpo e, além disso, precisamos levar em conta que passamos um terço das nossas vidas dormindo.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda dormir aproximadamente 8 horas por noite para completar o nosso ciclo completo de sono. No entanto, esse número de horas é uma média estatística, pois algumas pessoas precisam de mais tempo de sono para se sentirem descansadas. Outras pessoas ficam totalmente recuperadas com menos horas de sono.

Os benefícios e a importância de dormir bem

“Somos feitos do mesmo material que os sonhos, e nossa pequena vida acaba dormindo”.
– W. Shakespeare –

Mulher dormindo profundamente

O sono, assim como a fome, o comportamento sexual e o desempenho intelectual, é regulado pelo nosso relógio biológico, localizado no hipotálamo. Quando esse relógio é ativado, começa a secretar melatonina, o hormônio que prepara o corpo para iniciar o estágio do sono.

Dessa forma, se dormirmos o suficiente e o sono for reparador, há muitos benefícios para a nossa saúde. Agora, se mudarmos nossas rotinas drasticamente, é muito provável que experimentemos fadiga, estresse e mau humor.

Melhora o humor

A falta de sono tem um efeito negativo sobre o nosso humor. Se não descansarmos o suficiente, nos sentiremos estressados, apáticos e mentalmente esgotados. Podemos até nos sentir tristes e incapazes de realizar nossas tarefas.

Assim que a rotina de sono é retomada, a nossa energia é restaurada, melhorando o nosso humor: nos sentiremos tranquilos, felizes e com iniciativa para começar bem o dia.

Nós retemos melhor as informações

O sono profundo ajuda a reter melhor a informação e promove a capacidade mnemônica. Um estudo publicado na Psychological Science afirma que dormir bem ajuda a reter informações de longo prazo.

Por outro lado, se o sono é leve ou é interrompido durante toda a noite, a nossa capacidade de consolidar memórias diminui, porque enquanto dormimos o nosso cérebro trabalha e organiza o que é processado durante o dia.

Homem dormindo

O sono melhora a aparência física

O sono repara e tonifica a nossa pele. Se descansarmos o número de horas certas, reduziremos a probabilidade de ter bolsas sob os olhos e olheiras, e a nossa aparência geral melhorará.

Previne doenças

O nosso sistema imunológico utiliza o tempo de sono para se regenerar, o que permite que ele lute eficazmente contra as toxinas e germes que nos ameaçam. Com um sistema imunológico fraco, teremos menos chances de superar as infecções.

Ajuda a combater a depressão

A produção de melanina e serotonina ocorre durante o sono. Esses hormônios neutralizam os efeitos dos hormônios do estresse (adrenalina e cortisol) e nos ajudam a nos sentirmos mais felizes e mais fortes emocionalmente.

Alterações do sono

Existem fatores que podem alterar o sono voluntariamente, como os nossos hábitos alimentares. Mas também existem outros tipos de fatores involuntários, sobre os quais não temos controle, como a genética e a idade, que influenciam a qualidade do nosso sono. Veremos alguns deles abaixo.

  • A idade

Os padrões de sono começam a mudar com a idade. À medida que envelhecemos, temos mais dificuldades para adormecer e acordamos com mais frequência durante a noite.

A transição entre dormir e acordar se torna acentuada com o passar dos anos, o que torna as fases do sono profundo mais leves.

Homem acordando pela manhã

  • A genética

Estudos realizados sobre a hereditariedade de certos padrões de sono demonstram um importante fator genético. A latência do sono ou o tempo que decorre desde quando vamos para a cama até adormecermos e os distúrbios do sono são geralmente semelhantes aos dos nossos pais.

Os seres humanos são governados por ritmos circadianos de 24 horas, nas quais distribuímos estágios de concentração, lazer e descanso. Respeitar esses ritmos aumenta a nossa qualidade de vida, pois dedicamos um tempo para cada necessidade.

A proteína CLOCK (Circadian Locomotor Output Cycles Kaput) regula esses ritmos circadianos que controlam, entre outras coisas, os hormônios envolvidos no processo do sono. A alteração dessa proteína tem um efeito negativo imediato sobre a insônia, fadiga, ou no famoso jet lag.

  • A alimentação

Uma dieta correta e equilibrada facilitará o descanso e contribuirá para que o nosso sono seja de melhor qualidade.

A digestão é muito mais lenta durante o sono, portanto dormir imediatamente após uma refeição atrapalha o sono e pode causar problemas de estômago e insônia.

  • O barulho ambiental

O ruído reduz a qualidade do sono. O nosso corpo, embora permaneçamos dormindo, está alerta sobre o que acontece ao nosso redor. Se não pudermos controlar este aspecto, há sempre a opção de usar tampões de ouvido.

Fones de ouvido para dormir

Dicas para dormir bem

Agora que sabemos quais são os benefícios de dormir bem e alguns dos fatores que estão envolvidos, é conveniente lembrar algumas dicas para que nosso sono seja de qualidade:

  • O quarto deve permanecer escuro durante a noite.
  • A temperatura ideal é entre 18 e 20 graus.
  • Evite hábitos nocivos, como álcool e cigarro.
  • Tente ter uma rotina de sono: vá para a cama e se levante todos os dias no mesmo horário.
  • Evite tirar um cochilo durante a tarde.
  • Remova qualquer dispositivo eletrônico do quarto.
  • Diminua o consumo de bebidas com cafeína.
  • Pratique exercícios físicos regularmente.

“Para os homens que estão despertos, há apenas um mundo comum a todos, mas cada um que está dormindo está imerso no seu próprio mundo”.
– Heráclito –

Recomendados para você