A samambaia e o bambu, uma fábula para entender a resiliência

· julho 13, 2018

‘A samambaia e o bambu’ é uma fábula que fala de um homem que passava por uma fase ruim. Ele era carpinteiro e, antes, tudo estava indo muito bem. Tudo começou a piorar quando uma grande empresa que fabricava móveis chegou à sua cidade. Tinham muito dinheiro, excelentes máquinas e muitos funcionários. Logo, se tornou uma verdadeira sensação no lugar.

A fábrica fazia os móveis em tempo recorde. Também os elaborava com muita qualidade. Para piorar as coisas, os vendia a preços mais baixos do que o carpinteiro. As coisas começaram a piorar para ele. Em apenas alguns meses, soube que estava no caminho da falência. Isso o angustiou.

“Devemos aceitar a decepção finita, mas nunca perder a esperança infinita”.
-Martin Luther King-

Para piorar as coisas, ele também começou a ter dificuldades com sua esposa. Ela era professora de escola e seu salário não era suficiente para sustentar os três filhos que tinham. O carpinteiro tentou encontrar um novo emprego, mas não conseguia. Sua esposa o recriminou e isso acabou afetando também as crianças, que começaram a ter problemas com suas notas nos estudos.

A samambaia e o bambu, um grande ensinamento

O carpinteiro da nossa história estava verdadeiramente desesperado. Tinha cada vez menos dinheiro. Também menos energia e menos otimismo. Sua mente começou a se fechar. Não via uma saída. A única coisa que lhe ocorreu um dia foi dar um passeio em uma floresta próxima, para tentar colocar suas ideias em ordem. Estava a ponto de conhecer os segredos da samambaia e do bambu.

Caminho em floresta

Havia caminhado por meia hora pela floresta, quando conheceu um gentil ancião que o cumprimentou. Ele tinha uma casa humilde e, ao ver o carpinteiro, convidou-o para tomar chá. Ele notou a preocupação em seu rosto e perguntou o que estava errado. O carpinteiro contou-lhe seus infortúnios, enquanto o ancião o ouvia atenta e calmamente.

Quando terminaram de tomar o chá, o ancião convidou o carpinteiro para ir a um esplêndido terreno nos fundos da casa. Ali estavam a samambaia e o bambu, ao lado de dezenas de árvores. O ancião pediu-lhe para observar as duas plantas e disse-lhe que precisava contar uma história.

A história prometida: a samambaia e o bambu

O carpinteiro estava muito interessado no que o ancião tinha para lhe dizer. Então ele começou a história. Ele disse:Há oito anos peguei algumas sementes e plantei a samambaia e o bambu ao mesmo tempo. Eu queria que ambas as plantas crescessem no meu jardim, porque as duas são muito reconfortantes para mim. Coloquei todo o meu esforço para cuidar de ambas como se fossem um tesouro”.

Floresta de bambu

“Pouco tempo depois, percebi que a samambaia e o bambu respondiam de maneira diferente aos meus cuidados. A samambaia começou a brotar e em poucos meses tornou-se uma planta majestosa que enfeitava tudo com sua presença. O bambu, por outro lado, continuava debaixo da terra, sem mostrar sinais de vida.

O ancião continuou com sua história, enquanto o carpinteiro o escutava com grande interesse. Um ano inteiro se passou e a samambaia continuou crescendo, mas o bambu não. No entanto, não desisti. Continuei cuidando com mais cuidado. Mesmo assim, mais um ano se passou e meu trabalho não dava frutos. O bambu se recusava a se manifestar.

O tempo e a resiliência

O ancião continuou dizendo: “Também não desisti depois do segundo ano, nem do terceiro nem do quarto. Quando cinco anos se passaram, finalmente vi que um galho tímido saía da terra. No dia seguinte, estava muito maior. Em poucos meses, cresceu sem parar e tornou-se um lindo bambu de mais de 10 metros. Você sabe por que demorou tanto para sair à luz?

Ensinamento da fábula da samambaia e do bambu

O carpinteiro pensou por um momento, mas não sabia o que dizer. O ancião lhe disse: Demorou cinco anos porque durante todo esse tempo a planta trabalhava para criar raízes. Sabia que tinha que crescer muito alto, e por isso não podia sair à luz até que tivesse uma base firme que lhe permitisse subir satisfatoriamente. Você entende?

O carpinteiro entendeu a mensagem. Entendeu que às vezes as coisas demoram, porque estão criando raízes. Que o importante é persistir e não perder a fé. Antes de se despedir, o ancião passou uma mensagem ao carpinteiro, para que a guardasse para sempre. Dizia: “A felicidade o mantém doce. As tentativas o mantêm forte. As dores o mantêm humano. As quedas o mantêm humilde. O sucesso o mantém brilhante…”