Assertividade laboral: aprendendo a dizer não no trabalho

· junho 18, 2018

Saber dizer ‘não’ no trabalho é uma habilidade social (também conhecida como assertividade laboral) que se enquadra na descrição de pessoas com uma autoestima saudável, com a segurança e o conhecimento para poder impor limites aos outros. Por outro lado, dizer sistematicamente que ‘sim’ pode ser um indicador de baixa autoestima ou de um desejo exagerado de tentar se dar bem com os outros.

Aprender a dizer ‘não’ no trabalho, ainda que represente ficar fora de um projeto ou de nem sempre passar uma imagem agradável perante os colegas ou superiores, acabará por nos beneficiar a longo prazo: estaremos demonstrando aos outros que temos um critério próprio.

As pessoas que dizem sempre ‘sim’ são aquelas que buscam aceitação e reconhecimento por parte dos chefes e colegas de trabalho, indivíduos esses que tendem a ser autoritários com elas. A seguir veremos alguns conselhos para aprender a dizer ‘não’ no trabalho e desenvolver a assertividade laboral.

Como recuperar a assertividade laboral

Atualmente vivemos num mercado de trabalho com altos índices de desemprego. Mercado esse que frequentemente se foca apenas nos resultados dos funcionários, o que faz com que muitos deles arranjem problemas quando se negam a participar de algum tipo de atividade.

Esse medo de dizer ‘não’ faz com que colegas e superiores vejam uma oportunidade de se aproveitarem da nossa vulnerabilidade para exigir de nós mais funções do que aquelas que nos correspondem. Por outro lado, mesmo que não existam más intenções nas ações dessas pessoas, não saber dizer ‘não’ no trabalho pode fazer com que sejamos obrigados a colaborar em projetos que não nos interessam e em que não tínhamos qualquer obrigação de participar.

Mulher com problemas em reunião de trabalho

Para melhorar a assertividade que deve nos caracterizar num ambiente de trabalho, podemos seguir as seguintes diretrizes:

1. Distinguir o problema

A dificuldade na hora de dizer ‘não’ pode ser o resultado de um problema de comunicação ou estar relacionado com a desorganização no ambiente de trabalho. Existem chefes que não sabem fazer a distinção entre o importante e o urgente, e isso faz com que se crie um ritmo de trabalho muito mais estressante.

2. Sermos claros sobre o que pensamos

Para saber dizer ‘não’ no trabalho, é essencial sabermos expressar o nosso ponto de vista sobre uma determinada situação de modo claro e conciso. Para isso, é necessário definirmos previamente esse ponto de vista. Parece algo óbvio, mas muitas vezes cometemos este erro.

3. Conhecer o seu modo de trabalhar

Também é importante conhecer o funcionamento dos procedimentos internos da empresa. Desta forma, se encontrarmos dificuldades na hora de trabalhar com alguém ou se investirmos muito tempo em uma determinada tarefa, devemos parar e refletir sobre a situação com o intuito de estabelecer limites.

Ter os seus resultados laborais atualizados e em dia também lhe dará uma melhor compreensão sobre o seu modo de trabalhar, para que possa ter argumentos para enfrentar possíveis objeções de um superior.

Mulher no trabalho

4. Falar com prudência

Dar muitas explicações ou justificativas na hora de nos negarmos a realizar um determinado trabalho pode ser interpretado como uma demonstração de submissão perante um chefe agressivo. Em vez disso, se acreditarmos que é justo e correto nos negarmos a realizar alguma atividade, o melhor será refletir sobre as razões que nos levam a fazer isso e expô-las claramente. Isso também evitará possíveis reações de impaciência.

5. Pense nos seus próprios interesses

Finalmente, é comum encontrar funcionários que se focam mais no que os seus superiores podem pensar ou no bem da empresa do que no seu próprio bem. Não podemos esquecer que, mesmo dentro de uma empresa ou de um ambiente de trabalho, continuamos a ser indivíduos com interesses particulares.

Por isso, é importante não relegar o nosso bem-estar a um segundo plano de forma sistemática. Devemos ter consciência de que pertencer a uma ambiente de trabalho implicará realizar certos sacrifícios em prol do grupo. Simplesmente temos que encontrar um equilíbrio entre o que damos e exigimos, de forma a satisfazer os interesses da empresa e os nossos.

O medo de dizer ‘não’ n0 trabalho pode fazer com que colegas e superiores vejam uma oportunidade de se aproveitarem da nossa vulnerabilidade, exigindo de nós mais funções do que aquelas que nos correspondem.

Em suma, incluir a assertividade laboral no dia a dia aumentará a probabilidade de os outros, superiores e subordinados, respeitarem os nossos direitos. Às vezes é melhor ficar mal perante um superior do que nos “queimarmos” por fazer tarefas que não nos competem. A longo prazo, essa atitude repercutirá tanto para o nosso próprio benefício quanto para o da empresa.