Amar é se entregar, querer é desejar

Amar é se entregar, querer é desejar

11, maio 2016 em Emoções 972 Compartilhados
Mulher com borboleta representando o amar

Essa é a palavra que ronda a minha alma quando eu ouço o seu nome: coração. Palavra que não uso com qualquer pessoa e muito menos na hora de me referir a meus sentimentos. Porque é certo que não posso afirmar que te amo e tampouco posso afirmar que te desejo. Amar e querer não são as mesma coisa…

Ainda que minha alma se encha de luz cada vez que você me propõe, jamais mentirei afirmando que uma vez foi assim. Também não posso dizer que senti saudades a cada momento, a cada dia… Em cada canto que me virava, pensando que você ainda estaria ali, me esperando, como já aconteceu uma vez.

São milhões de estrelas que fazem parte do número de vezes que morri por te beijar, te abraçar e desejar te sentir bem dentro de mim. Mas seguiria mentindo porque aconteceu, sim, mas não posso deixar de lado o fato de pensar em você quando estou com outras pessoas.

casal-amar-eternamente

Cada vez que beijo outros lábios, o seu cheiro me embriaga outra vez

Será que preciso de você? Ainda não posso responder a esta pergunta, nem posso verdadeiramente sentir que necessito de você ou que quando estamos juntos sinto ser a pessoa mais feliz do universo.

Não, não é isso que acontece. Mas sigo dizendo a verdade quando cada lembrança sua volta para mim. Quando penso que uma ligação pode ser sua, ou lembro do seu lindo sorriso e seu doce olhar cada vez que me olhava.

Porque quando beijo outros lábios, seu cheiro ainda me embriaga, enquanto lembro dos seus gestos, suas palavras e até seus silêncios…

Também não minto quando digo que você faz e fará parte de mim para sempre. Você forma a minha essência por que com você aprendi o melhor da vida. Essa parte onde o céu e a terra unem-se para desfrutar o mais lindo que a humanidade pode oferecer: a lembrança eterna…

Muitas vezes me perguntaram se…

Pergunto a mim mesma se o nosso amor, eu e você, foi verdadeiro. E cada vez fica mais claro que nunca foi amor, mas que sim, fomos parte de algo maravilhoso.

Algo que não existem palavras para descrever e que apenas os valentes se atrevem a nomear. Porque enquanto meus sentimentos se referirem a você, estaria mentindo se dissesse que não me importo, ou que não perguntei a milhares de estrelas o que teria acontecido entre a gente se não fosse eu, ou talvez você.

Porque eu também estaria escondendo minha emoções eternas por você se dissesse que a cada noite não lembrei dos seus beijos quentes e suas carícias no meu cabelo. Que apaguei seu número infinitas vezes para tentar esquecê-lo e virar a página.

Mas nada disso funciona porque, ainda que não queira, sigo lembrando tudo o que tem a ver com o seu mundo, que uma vez foi nosso, e seu coração.

casal-amar-conscientemente

O amor e a arte de amar são construídos a cada dia

Estaria dizendo a verdade se afirmasse que o problema da minha vida, de tudo o que tem a ver com você é que simplesmente “acontece”. Acontece e é real porque o amor se constrói a cada dia, com momentos como esses que duram anos e vidas. Porque vêm à tona as emoções mais quentes, trazendo verdade e consequência à minha realidade.

É certo que meus sentimentos, como você pôde sentir, não são claros porque se desvanecem, mas como as estrelas cadentes, eles voltam. Cheios de dúvidas, e pode ser que inclusive grandes expectativas tenham sido postas em ilusões cheias de amor.

Tudo culpa da minha imaturidade e falta de experiência, de não saber o que queria, de não saber amar e inclusive de não valorizá-lo como você merece. Mas o que é verdadeiro, e com o que eu poderia voltar a vê-lo na minha eternidade, é cada uma das minhas lágrimas derramadas pelo seu coração.

Nunca teria mentido pra você se dissesse que em todas as eternas noites minha alma relembra tudo o que perdi uma vez por culpa do meu ser incompleto. Mas é que eu não posso deixar de sentir que gosto de você, não que te amo. Porque amar é se entregar, e querer é desejar o outro coração ainda distante.

Recomendados para você