Área de Broca e a produção da linguagem - A Mente é Maravilhosa

A área de Broca e a produção da linguagem

fevereiro 3, 2018 em Psicologia 36 Compartilhados
A área de Broca e a produção da linguagem

A produção da linguagem é a capacidade do ser humano de se comunicar através de um sistema simbólico denominado idioma. Essa capacidade ajudou a espécie humana em grande medida ao longo de nossa história evolutiva. A capacidade de nos comunicarmos de um modo eficaz nos permitiu colaborar entre si e criar sociedades complexas para fazer frente a um mundo hostil. Para que o humano tenha essa capacidade linguística, nosso cérebro possui partes específicas relacionadas à linguagem. Essa parte é chamada de área de Broca.

Um aspecto chave da disposição dos neurônios relacionados à linguagem é que estes se encontram lateralizados. Ou seja, a grande maioria das estruturas que se ligam à linguagem se encontram no hemisfério esquerdo. Alguns processos, no entanto, como as piadas, o pragmatismo e o sarcasmos são gerados no hemisfério direito de acordo com alguns estudos. A área de Broca, encarregada da produção da linguagem, é localizada no hemisfério esquerdo, mais especificamente na zona 44, segundo as áreas de Brodmann.

No presente artigo vamos falar dos aspectos fundamentais para entender a implicação da área de Broca na linguagem. O primeiro deles serão os aspectos anatômicos e funcionais. O segundo será sobre a afasia de Broca, produzida por lesões na área.

Anatomia e funcionalidade da área de Broca

Com o passar do tempo os estudos têm descoberto que não é só a área de Broca que está implicada na produção da linguagem. Além da área 44 de Brodmann, estão também implicadas as zonas 45, 47 e grande parte da área 6. O mais correto, portanto, seria falar de um sistema de Broca. Dessa forma, é possível englobar todas as zonas encarregadas de produzir a linguagem.

Área de Broca no cérebro

Dentro desse sistema de Broca podemos encontrar uma subdivisão em duas grandes estruturas: (a) a triangular e  (b) a opercular. A zona triangular se encontrara na parte anterior da área de Broca, enquanto a opercular se encontra na parte posterior. A nível anatômico, também é importante falar de outras grandes conexões que esse sistema tem. Uma grande conexão é com a área de Wernicke. Essa área é encarregada principalmente da compreensão da linguagem. Essas duas áreas em conjunto – Broca e Wernicke – estão conectadas por uma série de caminhos neurais, que por sua vez formam o denominado fascículo arqueado.

As funções da área de Broca são as seguintes:

  • Produção do comportamento verbal, tanto em sua modalidade falada quanto escrita.
  • Gestão dos fonemas e palavras para estruturar a gramática e a morfologia.
  • Coordenação dos órgãos articulatórios para regular a pronúncia da linguagem.
  • Regulação da prosódia, tom de voz e ritmo da fala.

Essas funções são os pilares que sustentam uma produção adequada da linguagem que permita a comunicação. Por isso, as lesões na área de Broca podem ter consequências negativas importantes na hora de usar a linguagem e manter a comunicação. A seguir falaremos das consequências específicas das lesões que ocorrem nessa área.

Afasia de Broca

A afasia de Broca é um transtorno de produção da linguagem originado por lesões nas áreas de Broca. Esse transtorno se caracteriza por uma fala lenta, com esforço e não fluida. Ainda que frequentemente a pronúncia seja difícil, a mensagem que transmitem costuma ter algum significado. Portanto, a semântica não se encontra prejudicada nesse tipo de transtorno.

Comunicação entre pessoas

Para as pessoas com afasia de Broca é mais fácil dizer alguns tipos de palavras do que outras. Por exemplo, as palavras funcionais (um, o, alguns, sobre, de…) são muito mais complicadas para os pacientes que as palavras de conteúdo. Isso se deve principalmente ao fato de que as primeiras palavras são de uso unicamente gramatical e que a gestão da gramática é uma competência da área de Broca. Ao contrário, a semântica se encontra intacta, então as palavras de conteúdo são mais simples de formar.

Outro aspecto chave da afasia de Broca é que a compreensão da língua também se encontra intacta. Os sujeitos com esse transtorno não têm nenhum problema para ler ou escutar a linguagem. Isso é devido ao fato de que a estrutura cerebral encarregada desse processo é a área de Wernicke. Isso nos ajuda a entender que a área de Broca está especializada na produção da linguagem, e apesar de suas conexões com outras áreas, estas são capazes de seguir seu funcionamento de maneira independente.

Por último, um processo curioso é o que se dá quando aparece uma lesão nas áreas da linguagem em uma idade muito nova. Devido à grande plasticidade do cérebro, apesar da linguagem ser situada normalmente no hemisfério esquerdo do cérebro, se este sofre algum dano, é possível que a linguagem se desenvolva no hemisfério direito. Graças a isso, as lesões cerebrais antes da consolidação da linguagem poder ter uma redução, tendo como consequência um desenvolvimento normal ou praticamente normal.

Recomendados para você