Às vezes é preciso seguir em frente, como se nada tivesse acontecido…

· janeiro 19, 2018

Às vezes é preciso seguir em frente, não como uma opção, mas como uma obrigação. Um elo psíquico indiscutível. A fusão de um material luminoso e resistente que deve cobrir o nosso coração para nos permitir avançar, como se nada pudesse tirar a nossa esperança, como se ninguém fosse tão poderoso para nos tirar a oportunidade de sermos felizes mais uma vez.

Todos nós já passamos por isso, todos nós já ficamos presos em um momento específico da nossa vida. Quando isso acontece, o nosso universo fica distorcido, ficamos perdidos e fora de sintonia, ancorados em uma dimensão estranha e sufocante. Sabemos muito bem que tudo que fica parado ou se agarra a algo deteriora, assim como água estagnada começa a cheirar mal.

“O segredo para seguir em frente é começar a caminhar”.
– Mark Twain –

Quando passamos por momentos complicados e adversos, há uma parte do nosso cérebro que nos encoraja a avançar. É a voz da lógica, essa que se alinha ao que as pessoas mais próximas nos dizem, quando tentam nos encorajar e se preocupam conosco: nos oferecem o melhor suporte e as melhores palavras. No entanto, há outra parte do nosso cérebro que é resistente à mudanças e está completamente ligada aos eventos dolorosos que lhe tiraram a calma, e acima de tudo, ao sentimento de segurança.

Afastar-se de algo ou alguém, abandonar tudo o que nos identifica como um emprego ou uma amizade, nos coloca em um estado de alerta. Uma situação complexa que é necessário gerenciar adequadamente, meticulosamente e com sabedoria.

Além de afastar todo esse acúmulo de emoções negativas que nos atormentam, é conveniente entender antes esse nó emocional para compreendê-lo e desvendá-lo. Uma situação tão complexa que, se conseguirmos controlar e decifrar, nos oferecerá o impulso necessário para entendermos que é preciso seguir em frente.

Dificuldades de comunicação

Avançar é a única opção válida

Às vezes subestimamos a maravilhosa capacidade de resistência e superação que cada um de nós tem no seu interior, dentro do nosso coração. Um diamante bruto indestrutível capaz de iluminar os nossos caminhos. Para aprofundar esta ideia, vale a pena conhecer uma pequena história que, sem dúvida, nos fará refletir.

A história de uma mensagem perdida em uma biblioteca antiga

Todos nós já vimos o famoso cartaz que traz a seguinte frase: “Keep Calm and Carry On”. Manter a calma e avançar é possivelmente uma das mensagens mais vendidas no campo do crescimento pessoal. No entanto, a sua origem é bastante curiosa. Para conhecê-la é preciso viajar até a Segunda Guerra Mundial na capital britânica, para a Londres de 1940.

O governo sabia que a situação no Reino Unido não poderia ser mais complicada. A guerra estava no seu pior momento e as bombas do exército alemão estavam atingindo as cidades regularmente. Eles precisavam de instrumentos defensivos, não apenas referentes ao armamento, mas precisavam elevar a moral da população, alimentar a famosa fleuma britânica para que os ânimos não se desintegrassem nesse contexto.

Para isso, criaram vários cartazes para colocá-los nas ruas. Dessa forma, foram criadas várias propostas como: “Your Courage, Your Cheerfulness, Your Resolution will bring us Victory” (Sua coragem, alegria e determinação nos darão a vitória) e “Keep Calm and Carry On”, (“Mantenha a calma e siga em frente”). Este último foi o cartaz escolhido e foram impressas mais de dois milhões de cópias. Podemos dizer que, para este projeto, foi investido uma boa parte do orçamento geral.

Fique calmo e siga em frente

A questão é, essa ajuda impressionante e bem-intencionada teve alguma utilidade? A resposta é simples: não era necessária. Esses cartazes nunca apareceram nas ruas. Winston Churchill considerou que não eram adequados porque os ingleses não precisavam de mensagens paternalistas. As pessoas já sabiam muito bem que a única opção possível era seguir em frente, lutar e confiar. O ser humano já possui esse mecanismo próprio para tirar forças da adversidade, resistir e avançar…

Colocar essas mensagens nas ruas seria pouco mais do que uma piada ou uma brincadeira. Por isso esconderam, ocultaram e destruíram boa parte deles, para que ninguém descobrisse que haviam investido uma quantidade considerável de dinheiro em algo que simplesmente não era necessário.

No ano 2000 encontraram acidentalmente uma parte deles em uma livraria antiga. A descoberta foi tão surpreendente que não demorou muito para que uma frase criada há várias décadas se tornasse conhecida e popularizada…

“O sucesso está em ir de fracasso em fracasso sem perder o entusiasmo”.
– Winston Churchill –

É preciso seguir em frente com entusiasmo e confiança

O ser humano é feito de um material indestrutível e está em seus genes resistir e persistir. No entanto… o que podemos fazer quando perdemos o entusiasmo? Como reagir quando temos os nossos pés presos, o nossos corações tristes e as nossas mentes habitadas por pensamentos negativos?

Homem correndo com sombra de lobo
Chaves para continuar sem perder a coragem 

  • Conheça as suas emoções. Como dissemos no início, devemos ser capazes de nos aprofundarmos nesse nó emocional, tomar consciência das emoções negativas e compreendê-las, desintegrá-las, torná-las nossas e canalizá-las para que, pouco a pouco, elas percam a intensidade.
  • O que você merece? Pense nisso, reflita sobre essa questão e faça uma lista do que você merece como pessoa: ser feliz, ter outra oportunidade, ser mais livre, assumir a responsabilidade por si mesmo, amar e ser amado, alcançar o sucesso, novos objetivos…
  • Veja como os seus pés tocam o chão. Pode parecer bobagem, mas algo tão simples como sentir nossos pés tocando o chão nos dá uma sensação de segurança e mobilidade. Não estamos presos, temos a capacidade de nos movermos, de seguir em frente…
  • Pratique a respiração profunda e a meditação. Conectar-nos com nós mesmos e com tudo o que nos rodeia é fundamental. Essas práticas nos ajudarão a focar, canalizar as emoções e deixar a mente consciente de outras perspectivas.
  • Forme um grupo de pessoas resilientes. Provavelmente entre os seus amigos e familiares, há pessoas que passaram por situações complicadas e que, sem dúvida, seguiram em frente. Permita-se aprender com elas.
  • Crie um mantra. Crie uma frase que sirva de incentivo e motivação no seu dia a dia. Aqui estão alguns exemplos: “Eu mereço”, “Eu sou corajoso”, “Coisas incríveis me esperam, estou preparado para elas”.

Finalmente, falta o passo mais importante: tomar impulso. Seguir em frente é um ato de fé, de confiança em si mesmo e nos próprios recursos. Algo que todos nós podemos fazer para alcançar uma realidade mais plena e satisfatória. A realidade que merecemos.