A causa de muitos transtornos mentais pode estar no sofrimento

A causa de muitos transtornos mentais pode estar no sofrimento

outubro 24, 2017 em Psicologia 442 Compartilhados
A causa de muitos transtornos mentais pode estar no sofrimento

A causa de muitos transtornos mentais pode estar no sofrimento, mais especificamente no significado que atribuímos a esse estado emocional. O mais interessante dessa perspectiva é que não se trata de uma elaboração teórica, e sim de uma técnica psicológica conhecida como logoterapia. Ela se baseia no significado da existência humana, assim como na busca desse sentido por parte do ser humano.

Há uma grande variedade de transtornos mentais, cada um com manifestações diferentes. Em geral, se caracterizam por uma combinação de alterações do pensamento, da percepção, das emoções, do comportamento e das relações com os outros. Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), os tratamentos eficazes contra os transtornos mentais são as medidas que permitem aliviar o sofrimento que causam.

Por outro lado, a incidência dos transtornos mentais continua aumentando, causando efeitos consideráveis na saúde das pessoas e graves consequências a nível socioeconômico e no âmbito dos direitos humanos em todos os países.

“A dor é o sentimento. O sofrimento é o efeito que gera a dor. Se alguém consegue suportar a dor, poderá viver sem sofrimento. Se alguém consegue resistir à dor, resistirá a qualquer coisa. Se alguém aprende a controlar a dor, aprenderá a controlar a si mesmo.”
-James Fray-

Para quem é maior o risco de sofrer de uma doença mental?

Uma em cada quatro pessoas vai sofrer ao longo da sua vida com algum problema de saúde mental. A saúde mental é entendida como uma forma harmônica de se relacionar consigo mesmo e com os outros, mantendo uma boa inserção social e uma qualidade de vida de acordo com a fase e as expectativas de cada pessoa.

Pode ser modificada por vários motivos. Por outro lado, os conflitos vitais ou as reações a situações dolorosas com que nos deparamos durante a vida não devem ser entendidos como doenças, salvo quando essas situações se prolongam no tempo ou quando sua intensidade for muito alta.

Homem com pinturas no rosto

Os determinantes da saúde mental e dos transtornos mentais incluem não apenas características individuais, como a capacidade de lidar com nossos pensamentos, nossas emoções, nossos comportamentos e nossas interações com os demais. Também incluem fatores sociais, culturais, econômicos, políticos e ambientais, como as políticas nacionais, a proteção social, o nível de vida, as condições de trabalho ou os apoios sociais da comunidade.

Outros fatores que podem agir como causa de muitos transtornos mentais são o estresse, a herança genética, a alimentação, as infecções perinatais e a exposição a riscos ambientais.

“Um desejo de ser responsável pelas nossas próprias vidas, uma necessidade de controle, nasce em cada um de nós. Assumir o controle é essencial para nossa saúde mental e nosso sucesso.”
-Robert Foster Bennett-

Como o sofrimento pode ser a causa de muitos transtornos mentais?

Existem doenças que aparecem com a mesma frequência em quase todas as culturas e todos os países. Em contrapartida, existem outras que estão mais ligadas às condições sociais e familiares, culturais, socioeconômicas, etc. Também há fatores genéticos que são uma predisposição a determinadas doenças e também fatores ligados ao gênero.

No entanto, quando o prejuízo na saúde mental é muito significativo, se deve ao fato de que está produzindo muito sofrimento e esse sofrimento está modificando a maneira de viver, de perceber e de entender da pessoa. Além disso, ressalta-se que o problema pode ser originado por diferentes motivos biológicos, psicológicos ou sociais.

Mulher sofrendo sozinha

Precisamos ter consciência de que qualquer pessoa pode, em algum momento da sua vida e sujeita a determinadas circunstâncias, sofrer uma alteração emocional e uma grande dor que podem afetar diretamente o curso da sua vida. Mas, para que a doença mental apareça é comum a necessidade da presença de outros fatores que também influenciam, fatores de ordem biológica, psicológica ou social, atuais ou passados. Nestes casos, o sofrimento se torna tão intenso a ponto de se transformar em uma causa de muitos transtornos mentais.

“A dor mental é menos dramática que a dor física, mas é mais comum e também mais difícil de suportar.”
-C. S. Lewis-

Recomendados para você