E se cuidarmos da nossa higiene mental como cuidamos da higiene física?

E se cuidarmos da nossa higiene mental como cuidamos da higiene física?

julho 23, 2017 em Psicologia 0 Compartilhados
E se cuidarmos da nossa higiene mental como cuidamos da higiene física?

Todos sabemos como é bom manter uma boa saúde física. Contudo, deixamos de lado uma parte muito importante: a mente. Como bem sabemos, a nossa saúde mental influencia o nosso bem-estar físico. Já ouvimos muitas vezes como as preocupações ou a ansiedade, por exemplo, se somatizam no corpo. Será que não é imprescindível começar a prestar atenção em nossa higiene mental?

Para poder ter um cérebro saudável é bom prestar atenção a certos elementos que, normalmente, desconsideramos. Somos capazes de identificar alguns deles com facilidade, mas por algum motivo continuamos ignorando-os. Cedo ou tarde este tipo de ignorância cúmplice mandará a conta. Portanto é hora de começar a apostar em uma boa higiene mental colocando em prática alguns conselhos que vamos detalhar a seguir.

Apostar em uma boa higiene mental nos ajudará a prevenir doenças e transtornos como, por exemplo, aqueles relacionados à ansiedade.

Uma boa higiene mental se traduz em bem-estar

Quanto tempo as preocupações baseadas no passado ou no futuro ocupam na sua mente? E assim, o presente parece nem ser considerado. De repente, você se vê em “piloto automático”. Dias sem sentido que se sucedem do mesmo jeito e nos quais você até deixou de saborear as pequenas coisas.

É importante aprender a praticar a atenção plena, focar no aqui e agora para assim fugir de todos esses pensamentos que podem se transformar em obsessivos ou ruminantes. Se alguma vez estes provocaram estresse, você sabe bem do que estamos falando. Não importa o ontem, também não importa o amanhã. Abra os olhos hoje e aproveite.

Cuidar da nossa higiene mental

Apesar disto, existe outro aspecto importante na sua vida ao qual certamente você não deu a atenção devida. Você se relaciona com pessoas que acrescentam ou que subtraem? Por que você dá tanto de si a pessoas que não merecem? Procurar ser uma boa pessoa e agradar a todo mundo pode ser recompensado com dor e manipulação.

“Não deixarei que ninguém caminhe pela minha mente com os pés sujos”.
-Mahatma Gandhi-

Proponho a seguinte reflexão: se você dá tudo de si a pessoas que não agregam nada, talvez fique sem tempo para dar a aqueles que de fato o merecem. Reflita sobre os relacionamentos que você mantém. Às vezes temos medo de tomar a decisão de acabar uma relação ou amizade por temor de perder aquilo pelo qual nos sacrificamos, mas que não valeu tanto a pena como pensávamos. Contudo, fazer isso trará alivio e favorecerá a nossa higiene mental.

Na minha vida quero pessoas que somem, não que subtraiam.

Afaste-se da visão pessimista da realidade

É fácil optar por uma visão pessimista da realidade quando tudo anda mal. Isto denota uma baixa resiliência e tem um grave risco, que é a sua felicidade e a sua higiene mental estarem em jogo. Se você parar para pensar, as coisas não têm uma única interpretação. Uma demissão ou o fim de um relacionamento pode ser considerado uma desgraça ou uma oportunidade de crescimento. Você escolhe o caminho em direção ao qual reconduz esse fato.

Cuidar da mente com a higiene mental

Além disso, você se dá o que precisa? Mimar-se, alimentar-se bem e cuidar de si são atitudes que certamente alguma vez (ou muitas) você deixou de lado. Talvez porque está tão atento aos outros que não pensa em si mesmo, ou talvez porque às vezes deixa que a sua felicidade dependa dos outros. Este é um terrível engano e pode fazer você enxergar a vida de uma forma muito negativa. Você vem primeiro e isto não é egoísmo. Significa se valorizar e gostar de si, sem esperar que os outros façam isto por você.

Certamente, também em algum momento da vida você se sentiu travado por não poder alcançar um objetivo. Mas, você chegou a comprovar se este era possível? Às vezes pode acontecer de você traçar metas para si que, por mais que queira, não poderá tornar realidade. Elas precisam ser realistas. Livre-se dos impossíveis que só lhe trarão frustração, ansiedade e uma sensação de inutilidade. Isto será muito positivo para a sua higiene mental.

“Lave a sua mente com amor e sinceridade depois de cada pensamento que quiser tirar a sua tranquilidade”.
-Luis Espinoza-.

Você percebeu como é importante ter uma boa higiene mental? Existem muitos mais hábitos que podem lhe fazer muito bem, como eliminar expectativas, deixar de revirar pensamentos que não solucionam nada, parar de tentar mudar as pessoas e aprender a administrar suas emoções.

Higiene mental para cuidar da mente

Costumamos complicar as nossas próprias vidas ou culpar a mesma por tudo que nos acontece, quando na verdade está em nossas mãos fazer com que tudo seja muito melhor e mais simples. Nem tudo é tão terrível quanto parece, nem tudo é tão ruim como pensamos. Limpar a nossa mente do que está sobrando e que está nos impedindo de ver com clareza nos permitirá sentir o verdadeiro bem-estar.

Imagens cortesia de Jessica Rimondi, Agata Wierzbecka.

Recomendados para você