Agora que escrevemos o começo da nossa história

Agora que escrevemos o começo da nossa história

Abril 27, 2018 em Emoções 0 Compartilhados
Agora que escrevemos o começo da nossa história

Agora que nossas mãos se tocam quase sem querer e saem faíscas toda vez que nos tocamos. Agora que sorrimos e trocamos olhares sem nos cansarmos. Agora que temos um livro com as páginas em branco… Agora é o começo da nossa história.

Nossas vozes ainda soam tímidas para evitar que nossas palavras saiam de forma diferente daquilo que estamos pensando e nossos passos avançam lentamente para evitar acabar outra vez em desilusão e decepção. Sei que é o começo da nossa história, ainda que nenhum de nós dois se atreva a lhe dar um nome quando nos encontramos. Nós nos contentamos com a vontade de estar perto e passar o tempo juntos, com os olhares em silêncio e deixando-nos levar pelas nossas emoções.

Pode ser que neste momento você esteja pensando em mim, sem saber o que me dizer ou mesmo se deve me dizer coisa alguma. Sei também que ainda não nos conhecemos o suficiente para que saiba que também passo a noite toda pensando em você, imaginando seu jeito, esboçando como você é, inventando seus gostos e acreditando que este é um bom começo. Algo que começa devagar, por medo de que nos precipitemos, como já nos aconteceu tantas vezes.

É agora, enquanto ainda fico trêmula quando sei que vou te ver, agora que olho para baixo e fico envergonhada quando você me elogia, agora quando presto atenção a cada detalhe em mim, tentando demonstrar toda a alegria que sinto por dentro. Agora é o começo de um livro, o princípio de uma lembrança, o início de uma história.

“Tudo o que sabemos do amor, é que o amor é tudo o que existe”.
-Emily Dickinson-

O início de uma história de amor

Agora que nos olhamos lentamente

Você e eu somos duas páginas em branco. Um livro inteiro por escrever, um caderno em branco para preencher. O que começarmos agora será parte de nosso passado amanhã, mas sempre continuará sendo o nosso começo. Este que criamos juntos e que, de alguma forma, só podemos preencher com o agora, com o instante presente em que deixamos nossas marcas.

Não sei o que poderá pensar amanhã, ainda que tampouco me importe, prefiro me concentrar no momento presente e aproveitar essa coisa tão bonita que nós temos. Meus olhos não me deixam ver nada além daquilo que tenho agora em minhas mãos. Minhas expectativas e entusiasmo fazem calar os meus medos e penso “Por que não desta vez? Por que este começo não pode ser aquele que não terá fim? É o meu momento, meu presente, e eu escolho como quero que ele seja.”

“Agora que nada é sagrado, nem molhado, ainda chove. Agora que o mundo está recém-pintado, agora que as tempestades são tão curtas. Agora que sem sequer sabemos como nos amar ainda antes de nos amar. Agora que os olhos se tocam, que as bocas olham. Agora que nada é urgente, que tudo é presente. Agora que todas as histórias parecem a história de nunca começar”.
-Joaquín Sabina-

O começo da nossa história

O começo da nossa história

Com você, tudo parece novo e surpreendente. Tudo tem outro brilho e outro significado. A impaciência que sinto quando estamos juntos revela meus sentimentos, me impulsiona a ser melhor e a criar junto com você o começo de algo novo. Sei que nunca é tarde para tentar outra vez, para voltar a se arriscar, para criar algo novo. Por isso, me deixo levar por esse começo da nossa história.

Não importa o que aconteça, nós enfrentaremos. Não importa o caminho que nos espera, quero me arriscar a descobrir tudo o que pode aparecer. É o começo de algo novo e quero aproveitá-lo, esse é o agora que eu esperava e eu o transformo em algo meu, em algo nosso. É o começo que eu desejava, a página em branco na qual escrever de novo, esse agora que tornamos nosso, as palavras e os sorrisos que nos damos. Esse é o momento, vamos aproveitá-lo.

“Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?”
-Fernando Pessoa-

Recomendados para você