Já não tenho medo de nada – A mente é maravilhosa

Já não tenho medo de nada

25, agosto 2015 em Emoções 2 Compartilhados
não tenho medo

Uma garota receosa espiava pelas grades de uma janela… via o mundo passar, sem se atrever a ultrapassar tais grades… mas a vida quis que ela aprendesse e, ainda que durante muito tempo ela não quisesse sair de seu esconderijo, a vida se encarregou de que o mundo chegasse até ela batendo em sua porta.

Como era uma garota educada, sempre terminava abrindo a porta… receosa, espiava com a cabeça e, finalmente, abria as portas a toda classe de criaturas: duendes, magos, fadas disfarçadas de bruxas e bruxas disfarçadas de fadas. Às vezes, era hipnotizada pelos jogos do mágico, que, no final, terminava desaparecendo, deixando a garota sozinha e triste…

Às vezes, uma fada a surpreendia, cheia de palavras bonitas que se transformavam em dados diretos a seu coração; outras vezes sentia medo diante de uma estranha mulher, que talvez não fosse tão estranha, mas que a assustava…

Talvez porque as falsas fadas já tivessem batido em sua porta, assim como os incríveis magos que prometiam transformar tudo o que tocassem em ouro ou os graciosos duendes que desapareciam num passe de mágica. Tudo começou a mudar em seu interior…

Pouco a pouco, a menina começou a distinguir as fadas das bruxas, os falsos mágicos dos que eram de verdade e, embora ainda se equivocasse em algumas ocasiões, se sentiu profundamente feliz num dia bom, com uma felicidade que transbordava.

Já não tinha medo de nada, já não contemplava o mundo da janela, porque agora era ela quem batia nas portas de outras crianças receosas, para lhes ensinar tudo o que ela havia aprendido com todos aqueles hóspedes que, durante tanto tempo, haviam se apresentado diante de sua porta.

Desde então, sempre diz a si mesma e repete para outras meninas: “já não tenho medo de nada…”

Como deixar de temer?

Se você se sentiu identificado com as palavras desse relato. Se você sente medo de enfrentar a vida, os demais e o resto do mundo, não se preocupe ou se envergonhe por seu medo.

Todos nós tememos algo ou muitas coisas simultaneamente; mas a experiência vai nos ensinando pouco a pouco, nos fortalecendo e, por mais que você tente se esconder, a vida sempre bate à sua porta.

não tenho medo

Então não duvide em:

Viver experiências

A experiência é a única que nos ajuda a crescer, a aprender com nossos erros. Não tenha medo de errar ou de que os demais errem com você. Todos nós erramos não só uma, mas várias vezes.

Deixar de se arrepender do que fez

Em um dado momento, você já pensou isso… seja por sua idade, pelas circunstâncias, pela sua personalidade e pronto. Solte o lastro, não carregue as falhas. Uma vez que você já aprendeu com seus erros, a única coisa que eles fazem é impor limitações.

não tenho medo

Refletir sem se martirizar

Se você sentir que alguém lhe causou um dano ou que você causou a alguém, reflita sobre isso, perdoe-se ou perdoe os demais e continue seu caminho. Não é bom ter nosso interior cheio de rancores que não nos levam a nada.

Consultar seus entes queridos e tomar uma decisão final

Muitas vezes, nos encontramos perdidos e há pessoas que, além de nos amarem, têm a habilidade de nos acalmar apenas com as palavras. Escute-as e, enfim, seja você o responsável pela decisão.

Ninguém melhor do que você mesmo para conhecer a si próprio. Frequentemente você terá dois caminhos e apenas uma opção para escolher. Escolha após uma séria reflexão. Não se martirize com perguntas como, “E se eu tivesse escolhido outro caminho?”. O que foi feito, está feito, e um dia você acreditou que essa era a melhor escolha.

Recomendados para você