Konrad Lorenz: um legado para despertar para a vida

Konrad Lorenz: um legado para despertar para a vida

abril 13, 2018 em Psicologia 72 Compartilhados
Konrad Lorenz: um legado para despertar a vida

Konrad Lorenz foi, sem dúvida, um dos cientistas e pesquisadores mais importantes do século XX. Ele estudou como nenhum outro cientista o comportamento animal. Ele é conhecido como o “pai da etologia”, que é precisamente a disciplina que estuda o comportamento animal. A sua pesquisa enriqueceu muito o que sabíamos sobre as leis de adaptação e sobrevivência.

Este notável cientista nasceu em Viena em 1903. Desde muito jovem demonstrou um amor especial pelos animais. Ele tinha inúmeros animais de estimação e dedicava boa parte do seu tempo para cuidar deles com carinho. Curiosamente, ele sentia uma grande atração pelos gansos selvagens, e desse fascínio nasceram as suas primeiras descobertas. Por isso, ele sempre quis estudar zoologia, mas seu pai esperava que ele fosse médico e Konrad não quis contrariá-lo.

Foi assim que Konrad Lorenz acabou estudando medicina na Universidade de Columbia, em Nova York. No entanto, assim que se formou, continuou com a sua pesquisa em zoologia. Isso o levou a concluir os estudos de doutorado naquela disciplina, na Universidade de Viena.

“O vínculo com um cachorro é o mais duradouro desta terra”.
– Konrad Lorenz –

Konrad Lorenz e a etologia

Konrad Lorenz foi um grande observador. Passava muito do seu tempo observando os gansos selvagens e outras aves. Em 1936 ele conheceu Niko Tinbergen, biólogo e ornitólogo. Ambos compartilhavam o mesmo fascínio pelos animais e começaram a trabalhar juntos. Os dois lançaram as bases do que mais tarde se tornaria a etologia, uma ciência que estuda o comportamento animal.

Pássaro abrindo asas em mão humana

A etologia é uma ciência puramente biológica, mas tem uma relação muito próxima com a psicologia porque também estuda as bases do comportamento. O que é encontrado nos animais se contrasta com o comportamento humano e vice-versa.

Um dos aspectos mais relevantes dos estudos de Konrad Lorenz foi que ele projetou, com a ajuda do seu professor, Oskar Heinroth o conceito de “padrões fixos de comportamento”. Como o nome indica, é uma série de padrões de comportamento invariáveis, que eles encontraram em grande parte das espécies animais.

Ele descobriu que algumas respostas são instintivas, marcadas pela programação genética. Diante de certos estímulos, esses comportamentos eram acionados, muitos dos quais incluíam verdadeiros rituais. Este é o caso dos rituais de acasalamento dos pássaros.

“Imprinting”: um conceito interessante

Outro dos conceitos mais importantes desenvolvidos por Konrad Lorenz é o imprinting. É uma espécie de marca ou impressão fixada em alguns animais desde o momento do nascimento. Lorenz descobriu isso observando os filhotes de gansos e patos recém-nascidos.

Ele percebeu que os filhotes saíam do ovo e seguiam o primeiro objeto em movimento que viam. Não importava se esse objeto era a sua mãe ou não. Eles simplesmente agiam automaticamente, perseguindo o que quer que se movesse na frente deles. Esse comportamento recebeu o nome de imprinting.

Konrad Lorenz também observou que essa impressão não se limitava aos primeiros minutos de vida, mas se mantinha ao longo do tempo. Esse fenômeno levava esses animais a tentarem acasalar com os seres humanos quando atingiam a maturidade. Eles até rejeitavam os membros de sua própria espécie, dando prioridade aos humanos. Isso não ocorre em todas as espécies animais, mas em algumas delas.

Pássaros no jardim

Um grande legado

Os estudos de Konrad Lorenz tiveram grandes impactos na psicologia. Um dos mais importantes foi ter mostrado que o instinto desempenha um papel muito importante em todos os animais, incluindo os humanos. Isso contradizia algumas teses comportamentais, nas quais se postulava que todos os comportamentos humanos eram aprendidos.

Da mesma forma, o conceito de “imprinting” nos permitiu definir novos pontos de vista sobre o impacto que as circunstâncias têm no comportamento. Mostrou claramente que sob certas condições, até mesmo o instinto é capaz de nos conduzir por caminhos inesperados.

A pesquisa de Konrad Lorenz forneceu elementos valiosos para entendermos as leis de adaptação e sobrevivência no reino animal, que podem ser extrapoladas para os seres humanos. Ele ganhou o Prêmio Nobel de Medicina em 1973 e se tornou responsável pela criação de uma nova disciplina: a etologia. A sua marca está viva nos conhecimentos atuais e seu nome já tem um lugar indiscutível entre os grandes da história.

Recomendados para você