Narcisistas no trabalho: ambientes tóxicos e improdutivos

· outubro 28, 2018

Um clima organizacional marcado pela tensão, ansiedade, críticas, baixa produtividade… os narcisistas no trabalho prejudicam toda dinâmica, iniciativa e até mesmo as atividades mais simples.

São aqueles perfis que precisam ser sempre o centro das atenções e levar todos os méritos por meio de uma estratégia tão elementar quanto destrutiva: sabotando os direitos e o bem-estar dos outros.

Os especialistas em psicologia da personalidade indicam que todos nós, em algum momento de nossas vidas, encontraremos alguém com perfil narcisista. No entanto, quando encontramos um colega de trabalho, gerente ou qualquer outro cargo em um contexto de trabalho, a situação se torna complicada e desgastante.

Pensemos que nossas jornadas de trabalho cobrem uma grande parte do nosso tempo. A isso, devemos adicionar o fator financeiro, o fator produtivo e a projeção pessoal que queremos fazer em nossa carreira ou dentro de uma empresa.

Assim, o fato de contar com uma presença prejudicial e tóxica pode fazer com que todos esses objetivos sejam claramente dizimados.

“Juntar-se a pessoas medíocres é juntar-se a pessoas tóxicas, sem perceber que o ar viciado entra pelos seus poros e te deixa doente”.
-Bernardo Stamateas-

Não é fácil lidar com os narcisistas no trabalho no dia a dia. Seu comportamento é, muitas vezes, tão irracional quanto exaustivo e, se não tivermos estratégias para nos defender, nossa qualidade de vida pode ser afetada.

Na verdade, embora existam estudos, como o realizado pela Universidade de Illinois e publicado na revista Psychological Science, que nos digam que o perfil narcisista está se reduzindo nos últimos anos, há um fato que não podemos deixar do lado.

É essencial saber como lidar com quem já vive conosco, sem sucumbir e sem perder uma ponta de espaço diante dos que querem tudo: os narcisistas. Vejamos como.

Homem se divertindo no trabalho

Narcisistas no trabalho, como reconhecê-los?

Os narcisistas no trabalho têm muitos nomes. Eles são os aproveitadores, os abusados, os egoístas, os que não sabem trabalhar em equipe, os que tomam decisões individuais sem contar a ninguém. Eles são, em essência, os que criam um clima sufocante e improdutivo a ponto de extinguir nossa motivação, iniciativa e desejo de trabalhar todas as manhãs.

Além disso, um aspecto deve ser entendido. Há pessoas que podem apresentar um ou outro traço narcisista. Outros, no entanto, se enquadram na pequena porcentagem da população que apresenta um claro transtorno de personalidade narcisista.

Há, portanto, um espectro em que certas pessoas evidenciam cada característica e outras podem se tornar mais flexíveis, e até mesmo corrigir seu comportamento quando recebem alguma advertência.

Vejamos, no entanto, como são os narcisistas no trabalho, esses perfis mais clássicos que causam estragos entre os colegas e para a própria organização.

  • Procuram ser o centro das atenções.
  • Querem levar todos os méritos.
  • Fazem uso de mentiras para conseguir o que querem.
  • Não hesitam em colocar os outros em evidência e ridicularizá-los.
  • Jamais admitirão que os outros fizeram algo bem.
  • Sabotam o trabalho dos outros.
  • Não assumem a responsabilidade por seus erros, conseguem culpar os outros por seus fracassos e incompetências.
  • Estamos diante de uma personalidade marcada pela inveja.
  • Muitas vezes, induzem os outros a realizarem comportamentos antiéticos.

Um estudo publicado pelos psicólogos Sander Thomaes e Bram Bushman, da Universidade de Utrecht, destaca que é muito comum que o narcisista nos deslumbre em um primeiro momento. Pode ser aquele patrão ou aquele companheiro acessível, assertivo e agradável com quem nos damos bem no começo. No entanto, com o tempo, eles acabam revelando suas reais intenções.

Como sobreviver aos narcisistas no trabalho

Como sobreviver diante dos narcisistas no trabalho?

Os narcisistas no trabalho podem fazer com que nos sintamos esgotados, exaustos, afundando nossas esperanças de crescer profissionalmente. A questão é ainda mais complexa quando esse perfil define o nosso superior ou aquele gerente que está sempre acima dos direitos de seus trabalhadores.

Assim, e quando estas situações se tornam extremas, será sempre aconselhável pedir aconselhamento laboral na empresa em questão.

Por outro lado, também é recomendável saber muito claramente a respeito de certos aspectos. Dimensões muito básicas que podem nos ajudar a não perder de vista nossa motivação ou nossos objetivos.

Conheça o narcisista, entenda suas fraquezas

A primeira chave é básica: evitar cair no jogo narcisista. Assim, é interessante lembrar que o que este perfil mais almeja é admiração e reconhecimento. Seu ponto fraco é sua autoestima, nunca nos esqueçamos disso.

Um narcisista sempre exige atenção imediata: ele se alimenta disso. Faça-o perceber que para você sua presença é secundária, sua prioridade são suas obrigações, seu trabalho e seus objetivos. Se o narcisista for nosso superior, evitaremos obedecer de primeira ou atender imediatamente às suas demandas (especialmente se não forem relevantes e se buscam apenas nos colocar em evidência).

Suas necessidades estão à frente

O narcisista demanda, exige, humilha, mente, só leva em conta a si mesmo e não vê mais terreno do que o que rodeia sua própria pessoa. Em face desse comportamento, façamos valer nossas necessidades e nossos direitos.

Se algo não nos parecer certo, justifiquemos a razão falando em primeira pessoa assertivamente para mostrar sua falta de empatia; não vamos ceder ou cair em sua rede sufocante.

Tudo por escrito

Os narcisistas no trabalho, como já sabemos, praticam uma única tarefa: exigir dos outros. Portanto, o melhor é que todas as demandas fiquem por escrito, seja qual for a forma, por e-mail, mensagem, etc..

Se, em algum momento, surgirem informações contraditórias ou ocorrer um incidente, precisamos ser capazes de demonstrar de onde partiu uma determinada ordem ou exigência.

Não caia nas armadilhas deles

O narcisista sempre almeja saber coisas sobre nós para usá-las a seu favor. Além disso, é comum que no início busque nossa proximidade para criar cumplicidade e obter informações.

Evitemos cair em suas armadilhas, evitemos falar sobre nossas vidas pessoais, sejamos cautelosos ao compartilhar informações e opiniões com esse tipo de perfil, pois a qualquer momento ele pode usá-las contra nós.

Clima de trabalho agradável

Saiba claramente seus valores e direitos trabalhistas

Um dos problemas mais comuns associados a essa personalidade é a falta de ética. Ele sabota os direitos dos outros e, o que é pior, pode levá-los a entrar na ilegalidade.

Portanto, é vital que nos lembremos de quais são nossos valores e estejamos bem informados sobre nossos direitos trabalhistas. Os gerentes narcisistas, por exemplo, sabem como gerenciar seus subordinados e funcionários para atingir metas por meios ilegais e antiéticos.

Portanto, evitemos lamentar atos que podemos prevenir sendo assertivos e lembrando onde estão os limites.

Para concluir, os narcisistas no trabalho podem ser altamente problemáticos. Às vezes podem demonstrar comportamentos claros de assédio ou, em outros casos, mobbing, e, para evitar essas situações, muitos trabalhadores escolhem deixar sua posição.

Não é fácil, sabemos disso, mas, na medida do possível, é necessário estabelecer limites e não ceder a este tipo de comportamento que continua sendo frequente.