O que perdemos deixando de escrever à mão?

· novembro 3, 2018

Com a chegada das novas tecnologias, o papel e a caneta deixaram de ser tão essenciais. No entanto, depois de sabermos quais benefícios escrever usando essas ferramentas traz, surge uma nova pergunta: quais são as consequências de deixar de escrever à mão?

Ainda que muitos adultos se neguem a abandonar esse hábito, o uso do computador, dos tablets e dos celulares nos leva a fazê-lo quase inconscientemente. Gradativamente, até as escolas e universidades estão incorporando os computadores como uma forma de apoio ao alunos.

No entanto, Morocho Jaen e Katherine Malena publicaram algumas descobertas no artigo Internet como fator causador de desinteresse dos estudantes no momento de escrever um texto. Eles demonstram uma das primeiras desvantagens do uso das tecnologias: “Ninguém mais quer escrever a menos que seja em computadores e telefones celulares”.

Deixar de escrever à mão influencia o desenvolvimento das crianças

Ainda que deixar de escrever à mão seja considerada uma consequência natural da influência das tecnologias, sua incidência não está sendo igual para todos. Quem descobriu o computador durante a adolescência ou a idade adulta aprendeu a escrever à mão e se beneficiou disso.

Hoje em dia, no entanto, as crianças nascem, como se diz coloquialmente, com um celular na mão. Ainda que as tecnologias tragam múltiplas vantagens para o nosso dia a dia, crescer com elas e dar a elas o espaço predominante no momento de aprendizagem da escrita pode afetar o desenvolvimento cerebral das crianças.

“A escrita é uma tarefa complexa que requer diversas habilidades: sentir a caneta e o papel, mover o instrumento de escrita e dirigir o movimento pelo pensamento”.
-Edouard Gentaz-

Criança pequena brincando com celular

As pesquisas de de Karin James

A BBC entrevistou Karin James, uma neurocientista e professora da Universidade de Bloomington que, preocupada com essa realidade, conduziu diversas pesquisas com crianças que ainda não tinham aprendido a ler.

Embora soubessem identificar algumas letras do alfabeto, uni-las para formar palavras ainda era uma grande dificuldade. Para comprovar as consequência de deixar de escrever à mão, ela dividiu as crianças participantes de uma pesquisa em 2 grupos:

  • O primeiro grupo foi formado por crianças que iam aprender a escrever à mão.
  • O segundo grupo foi formado por crianças que aprenderiam a escrever com um teclado de computador.

Para saber como cada criança aprendia, Karen fez uso de ressonâncias magnéticas para ver o nível de ativação cerebral quando estavam aprendendo a escrever. Além disso, também avaliou as mudanças que foram provocadas no cérebro ao longo de todo o processo de aprendizagem.

Criança fazendo lição de casa

O vínculo entre escrever à mão e aprender a ler

As pesquisas de Karin James trouxeram descobertas valiosas. O cérebro não responde igualmente nas crianças que aprendem a escrever à mão e naquelas que o fazem teclando palavras em um computador.

Os primeiros apresentam uma ativação cerebral similar àquela que é produzida em pessoas que sabem ler e escrever, mas isso não aconteceu no segundo grupo.

Karin determinou que a escrita à mão estabelece um vínculo entre aprender a escrever e aprender a ler. Por isso, o fato de “pular” a aprendizagem da escrita à mão pode provocar sérias dificuldades na hora de aprender a ler (atenção à leitura, compreensão, expressão escrita, etc).

Mulher escrevendo à mão

As tecnologias e a escrita à mão

Poderíamos utilizar as tecnologias sem que isso significasse substituir a escrita à mão? Poderíamos, por exemplo, escrever sobre a tela de um tablet com uma caneta adequada para isso? Mesmo assim ainda teríamos algumas diferenças.

Não exerceríamos a mesma pressão sobre um tablet e sobre um papel. Isso pode fazer com que, ao escrever num papel, nossa mão se canse antes se não estivermos muito bem treinados.

Além disso, escrever sobre um dispositivo eletrônico não é tão simples quanto pode parecer. Para nos darmos conta disso, é só lembrar dos momentos em que vamos tirar algum documento e precisamos assinar em uma tela. Nossa assinatura fica bem diferente da original, principalmente pela pressão que fazemos sobre a tela.

Com tudo isso, não podemos nos esquecer de que outra consequência importante de deixar de escrever à mão é a perda da legibilidade. Se não praticarmos, acabaremos tendo uma mão fraca para a escrita, o que fará com que seja cada vez mais difícil nos expressarmos por meio dela.

E você, ainda escreve à mão?