Personalidade INFJ, a mais peculiar de acordo com Carl Jung

Personalidade INFJ, a mais peculiar de acordo com Carl Jung

novembro 13, 2017 em Psicologia 0 Compartilhados
Menina com personalidade INFJ

A personalidade INFJ, caracterizada por combinar as dimensões psicológicas da introversão, da intuição, do sentimento e do julgamento, representa, segundo Carl Jung, apenas 1% da população. Este padrão de personalidade define um perfil idealista, sereno, firme em seus valores, altamente sensível, mas seguro de si mesmo e orientado sempre a melhorar a vida dos demais.

Se alguém nunca ouviu falar sobre esse tipo de personalidade, não irá demorar muito para encontrar um livro, um documentário ou um artigo com a clássica lista das 10 principais características que definem esse tipo de perfil tão único. A personalidade INFJ está na moda no mundo anglo-saxão e, embora à primeira vista possa nos lembrar um pouco a personalidade altamente sensível, devemos dizer que não são exatamente as mesmos.

“Ninguém fica iluminado imaginando a luz, mas sim tornando a escuridão consciente…”
-Carl Jung-

Para entendê-la um pouco melhor, vamos fazer uma viagem até sua origem. A tipologia INFJ faz parte do Indicador de Myers-Briggs, um teste de personalidade projetado para identificar nossas preferências pessoais. Este teste é baseado nos tipos psicológicos desenvolvidos por Carl Jung ao longo de toda a sua experiência clínica.

Atualmente, esse indicador é usado principalmente em dinâmicas de grupo e em testes de crescimento pessoal. No entanto, cabe dizer que, dentro do âmbito mais acadêmico e na literatura psicológica mais rigorosa, não lhe dão muita validade. No entanto, os trabalhos de Carl Jung a respeito de seus tipos psicológicos são sempre de interesse, e atualmente estamos vendo ressurgir com força muitos dos seus enfoques, e acima de tudo, sua contribuição para o estudo da personalidade.

Assim, e entre todo esse conjunto de perfis psicológicos oferecidos pelo indicador Myers-Briggs, sempre chama a atenção a que é considerada a personalidade mais peculiar e exclusiva de todas, a INFJ. Aprofundemo-nos um pouco mais nela.

Personalidade INFJ

A personalidade INFJ ou o perfil do “advogado”

O indicador Myers-Briggs é um tipo de teste psicológico que costuma ser apreciado por profissionais do mundo educacional. Ajuda os alunos a se conhecerem melhor, para tomar decisões mais fundamentadas sobre seu futuro acadêmico e de trabalho. Através de suas quatro escalas podemos saber, por exemplo, como vemos o mundo, como processamos tudo o que nos rodeia e como nos relacionamos.

Da mesma forma, é interessante lembrar que esse indicador é baseado em 8 tipos de personalidades extrovertidas e 8 de personalidades introvertidas, sendo a personalidade INFJ a mais incomum de todas por definir pouco mais de 1% da população. Estas seriam as suas características.

Orientado para ajudar aos demais

A personalidade INFJ também é conhecida como o perfil do advogado pelos seguintes motivos:

  • São idealistas e têm um alto senso do que é certo e do que é errado.
  • São guiadas por seus valores e são sempre muito orientados por suas crenças.
  • Um dos seus objetivos mais claros é ajudar os outros.
  • No entanto, não se limitam a “resgatar”, porque a personalidade INFJ tem a capacidade de inspirar, de fazer com que os outros sejam melhores, que progridam, que se tornem aqueles tipos de pessoas que não precisam ser resgatadas.

São bons se relacionando, mas valorizam a solidão

Este tipo de perfil de personalidade tem uma habilidade especial para estabelecer relacionamentos. Sabem como fazer amigos e conservá-los, são próximos, calorosos e de trato amável, simples e bons conversadores.

Vistos de fora podem dar a impressão de que são o clássico exemplo de um extrovertido, no entanto, a personalidade do INFJ controla muito bem os momentos de sociabilidade e os delimita no tempo por uma razão muito básica: sua natureza é introvertida e precisa de momentos de solidão para recuperar a “energia”.

Homem dentro de esfera

São sonhadores ativos

A personalidade INFJ é uma sonhadora incansável. No entanto, seus sonhos não permanecem na mera ilusão, no clássico sonhador passivo, onde seu idealismo é tão frágil e leve que o vento o leva. Pelo contrário. Essa personalidade tem a necessidade natural de contribuir para a sociedade e, a partir daí, sonhar acordada para agir do mesmo modo: com convicção e decisão.

Em um cenário de trabalho, essas pessoas sempre mostram independência, orientação clara aos objetivos, alta criatividade e muita intuição. Além disso, é comum que gostem tanto da arte quanto da ciência.

Seu entusiasmo e idealismo frequentemente o esgotam

A personalidade do INFJ tem apenas um problema: a sociedade. Neste mundo cheio de desigualdades, portas fechadas e de paredes para superar diariamente, é fácil cair em desânimo diante de tantos obstáculos. Por isso, é comum que este perfil acabe se decepcionando e sofrendo um desgaste físico e emocional constante.

Não é fácil para eles terem que enfrentar diariamente as críticas, o estresse e esse choque entre seu idealismo e a dura realidade. Além disso, outro fato que os caracteriza é que muitas vezes esquecem de cuidar de si mesmos.

“Todo homem deve decidir se vai andar à luz do altruísmo criativo ou na escuridão do egoísmo destrutivo”.
-Martin Luther King-

Mulher caminhando em jardim de flores

Dadas as principais características desse tipo de personalidade definida por Carl Gustav Jung, podemos perceber que estamos diante de uma dessas figuras cujo pensamento e eco têm significado uma pequena revolução mundial. Esse 1% da população é na verdade a luz da nossa sociedade: pessoas com ideais claras, sonhadores com propósito que anseiam em dar o melhor para os demais.

Assim, e no caso de alguém se sentir totalmente identificado com a personalidade INFJ, só podemos adicionar um conselho: devemos persistir sem negligenciar nossos próprios ideais. Não devemos desistir jamais, porque às vezes, esse 1% da população é suficiente para inspirar os outros 99%.

Recomendados para você