Aprenda a viver melhor quebrando as suas próprias regras – A mente é maravilhosa

Aprenda a viver melhor quebrando as suas próprias regras

Abril 21, 2015 em Emoções 4 Compartilhados
viver melhor

Os seres humanos são adeptos dos hábitos. Gostamos de ter hábitos porque são padrões de conduta fáceis de serem reconhecidos. O simples é agradável. Contudo, nem todas as nossas atitudes cotidianas são dignas de repetição. Os hábitos prejudiciais também são fáceis de voltar a praticar, fazendo com que a nossa qualidade de vida diminua.

Ação ou Reação?

É obvio que existe uma diferença muito grande entre ser passivo e ser proativo. As pessoas passivas costumam reagir frente a tudo que lhes acontece na vida.  Mas se a nossa intenção é ter uma atitude diferente, não deveríamos permitir que cada coisa ao nosso redor nos afete, pois, como seres humanos que somos, nós mesmos fazemos a diferença neste mundo quando modificamos as coisas e as circunstâncias ou, melhor ainda, quando começamos a criar uma realidade que antes não existia.

As pessoas proativas se caracterizam por agir e tomar decisões constantemente. Em vez de dizer a si mesmos: “Isto aconteceu comigo e tenho que aceitá-lo”, pensam: “Estou aqui, mas se quero, posso decidir estar em outro lugar”. As diferenças entre uma pessoa proativa e uma passiva se resumem em uma única palavra: ação.

Obstáculos para conquistar o sucesso

Muito provavelmente, a única coisa que nos separa do sucesso é a capacidade que temos para decidir o que queremos fazer da nossa vida e, em geral, os maiores limitantes que temos são nossos próprios medos. Por isso, é importante refletir se os obstáculos que encontramos no caminho não são justamente aqueles que nós mesmos nos colocamos.

Existe um princípio fundamental que nos ajudará a mudar a perspectiva: precisamos nos dar conta de que possuímos uma enorme liberdade. Liberdade para decidir, liberdade para agir, liberdade para ser.

O medo de fracassar

Fracassar é algo muito comum na vida; no entanto, costumam nos ensinar a importância de acertar, mas não de falhar. Você sabia que grandes conquistas da humanidade foram alcançadas graças a uma enorme quantidade de fracassos que deram fruto a um êxito? Você sabia que pessoas como Michael Jordan ou Bill Gates conheceram o fracasso muito antes de ter sucesso?

O importante é superar o fracasso e continuar tentando. Quando a nossa meta for mais importante que todos os fracassos que acumularmos, teremos conseguido superar este medo tão comum.

Enfocar-se no que verdadeiramente importa

É necessário que aprendamos a ter foco nas soluções, e não nos problemas. Assim como os hábitos ruins, as atividades que trazem algo benéfico para nossa vida podem ser incorporadas se as executarmos com constância. Por exemplo, se você sabe que precisa praticar uma atividade física, mas não consegue ir à academia, continue insistindo até que isso deixe de ser um incômodo e se transforme em algo habitual, necessário e até prazeroso, para que você se sinta bem no dia a dia.

Se você tem medo de viajar, talvez possa começar fazendo pequenos passeios na sua cidade. Uma boa ideia é planejar fins de semana em cidades próximas; e inclusive mais estimulante ainda, fazer uma lista de todos os lugares que você gostaria de visitar. Viajar é um hábito que pode nos trazer grande satisfação. É apenas questão de tomar uma atitude e começar a fazê-lo.

Se o seu trabalho não lhe agrada, pense em algo que gostaria de fazer. É difícil imaginar algo assim? Da mesma forma que Chris Gardner, que morava no banheiro de uma estação de trem, passou a ser multimilionário, você pode conseguir um trabalho que lhe dê melhores recompensas se você se esforçar para alcançá-lo.

A importância do agora

A nossa cultura nos influencia para que pensemos mais no futuro do que em nosso presente. De alguma forma, estamos pensando constantemente que o melhor da nossa vida ainda está por vir. Esta falsa percepção do tempo nos leva a reduzir o valor do momento presente. Se modificarmos esta ideia no nosso dia a dia, a nossa qualidade de vida pode ir melhorando notavelmente. O momento ideal para começar alguma coisa é o dia que estamos vivendo hoje.

Carpe Diem

Imagem cortesia de Cardens Design

Recomendados para você