Problemas e Oportunidades – A mente é maravilhosa

Problemas e Oportunidades

março 10, 2015 em Emoções 0 Compartilhados

Cada vez que minha avó Mercedes via-me presa em uma destas encruzilhadas cotidianas da vida, observava-me com cuidado e, de maneira infalível, aproximava-se para repetir um refrão com o qual ela afastava todos os problemas: “A boa vida cansa, e a vida ruim amansa”. Confesso que, quando era criança, isso me irritava. O “amansa” parecia mais apropriado para cavalos selvagens ou feras de circo. Mas ao crescer, descobri a delicada sabedoria desta frase e também compreendi que, de fato, há forças em nosso interior que precisam ser domesticadas.

Os seres humanos passam a vida inteira sentindo saudade de uma felicidade que jamais sentiram. Uma vida em que não há problemas, nem perdas, nem contradições. Somente êxitos, dias agradáveis e risos eternos. Raras vezes nos damos conta de que, se experimentamos tudo isso, foi apenas por um momento passageiro.

Também nos acostumamos a reagir de forma preventiva diante de qualquer conflito. A palavra “problema” tem uma conotação de desgosto em nossa mente. A afastamos. “Suma daqui”, dizemos quando aparece no horizonte. A pergunta então é: os problemas são tão ruins como parecem?

O aprendizado

Com certeza você se lembra das aulas de aritmética. O professor indicando a tarefa a ser elaborada e colocando o título de “Problemas”. Depois, passava um exercício que incluía uma situação em que João vendia a Pedro não sei quantas maçãs a um preço x, e você devia encontrar o caminho para saber quanto Pedro gastou. Se você fizesse o processo corretamente, no final encontraria o valor.

Algo semelhante acontece na vida.

Gostemos ou não, aprendemos com os problemas. Não problemas de Aritmética, mas outros não tão quantificáveis que se apresentam desde que acordamos: “Que sono tenho! Não quero me levantar, mas tenho que fazê-lo!” Durante o dia podem aparecer novos conflitos, maiores e menores que este. E ao longo da vida ocorre a mesma coisa. A diferença é que já não se trata de aplicar uma fórmula, mas de escolher o melhor caminho possível com base nos recursos que temos como seres humanos.

Não há saídas automáticas. Por isso, todo problema traz implícito um aprendizado. Não somos iguais antes e depois de resolver uma situação porque, para solucioná-la, tivemos de confrontar-nos com nós mesmos. Os problemas nos obrigam a perguntarmo-nos constantemente o que definitivamente queremos, qual é o rumo que desejamos dar à nossa vida. Por isso, longe de ser um desgosto, os problemas são grandes professores que nos fazem aprender.

A perspectiva

O problema é um ponto de ruptura em que se colocam em confronto forças opostas. Pode-se encará-lo como um tormento, ou assumir uma perspectiva de abertura e se dar conta de que se está tornando visível uma contradição que antes você não havia levado em conta.

Sua perspectiva pode ser a de ocultar ou reprimir o problema, como estratégia para eliminá-lo. Mas ele não tardará em reaparecer, às vezes com maior força. Por isso, talvez o verdadeiro problema não esteja na situação que gera conflito, e sim na forma como você a vê e a trata. Alguns inclusive conseguem convertê-lo em uma oportunidade. Como Demóstenes, o maior orador da Grécia Antiga, que quando criança tinha problemas de fala e trabalhou com afinco para alcançar praticamente a perfeição na arte da oratória.

Diz um refrão popular, que também segue repetindo minha avó: “Se do céu caem limões, aprenda a fazer uma limonada”.

Recomendados para você