Você é dono do seu próprio destino – A mente é maravilhosa

Você é dono do seu próprio destino

13, março 2015 em Psicologia 1 Compartilhados
destino

Assumir responsabilidades não é fácil, especialmente quando se vive com estigmas da infância. Para muitos, essa é a maneira mais fácil de viver, é o que os faz sentir-se em sua zona de conforto. “Assim fui criado e por isso me comporto desta maneira”.

Certamente, tornar-se adulto implica ser responsável por si mesmo. Não se pode culpar os professores por não ter lhe ensinado o que agora deveria saber; se necessita algum conhecimento, agora pode aprendê-lo por si mesmo. Também não se pode culpar os companheiros de infância pelos maus hábitos que não te deixam seguir em frente, pois se você tem algum comportamento prejudicial que afeta a sua vida adulta, você é o único que pode mudá-lo. Afinal, você é dono do seu próprio destino.

O passado não pode ser um impeditivo

O passado certamente influencia nossa vida atual. Mas se você for capaz de detectar a raiz do problema, enfrente-o e verá que tudo começa a fluir. Deixe de culpar o passado pelo que acontece no presente. E se realmente você é incapaz de superá-lo, busque ajuda profissional e verá que nenhum complexo ou trauma é insuperável. Talvez alguns sejam mais difíceis de resolver, mas com o tempo e a ajuda necessária, todos somos capazes de superar os problemas de ontem que nos afetam.

Muitas vezes, o que nos ata ao passado nos causa muita dor e nos paralisa, não nos permitindo viver o presente. Se, durante a sua infância, as pessoas não cansavam de repetir que você era gordo/a, idiota, ou inútil (ou qualquer outro adjetivo com o objetivo de menosprezar), com certeza isto ficou registrado em sua mente e faz pensar que é natural que seja assim, embora isso não lhe agrade agora como adulto. Mas isso não quer dizer que você deve manter esta crença pelo resto de sua vida. Você pode mudar desde que se proponha a isso.

Amadurecer, crescer e mudar

O processo de se tornar adulto implica amadurecer, crescer e mudar. Sua fase adulta não deve ser negativa apenas porque sua infância foi. Mudar as marcas que carregamos pode custar muito trabalho, mas a longo prazo, o pensamento positivo acarreta uma mudança pró-ativa e favorece o crescimento do amor próprio e da aceitação.

Embora muita gente lembre da infância como uma das melhores etapas de sua vida, outros, lamentavelmente, a lembram como um sofrimento. Isso já não se pode mudar, mas ao amadurecer, cada um tem as ferramentas para construir e reconstruir sua vida, porque já não depende de ninguém para criar seu próprio presente. Cada um o cria. Isso significa deixar as más experiências no passado e fazer-se responsável de você mesmo.

Desculpas e incompetências

Também há pessoas que usam o passado como escudo, não necessariamente porque tenha sido tão ruim, mas porque não encontram coragem para mudar e assumir responsabilidades como adultos.

Os medos não são insuperáveis, embora seja sempre mais fácil dizer que assim foi educado(a) do que enfrentar sua incapacidade ou ignorância. Apenas lembre-se de que nada melhor que suas próprias ações para lhe retirar de sua zona de conforto. Às vezes o medo pode ser motivador, é apenas questão de que você se proponha.

Superar os obstáculos que lhe impedem de seguir em frente é algo que poderia determinar sua existência e nada é mais certo que esta afirmação: somente você é o dono do seu próprio destino.

Imagem cortesia de Erik Johansson