15 conselhos para superar uma desilusão amorosa

· novembro 1, 2015

Você se sente totalmente decepcionada, já não está feliz com ele… ele já não a reconhece…

Onde está aquela pessoa pela qual você se apaixonou? Por que ele se comporta assim, com esta indiferença que tanto lhe faz mal? Porque não há nada mais doloroso que a indiferença… inclusive, preferiria que discutíssemos como em outros tempos, mas não há nada… nem discussões.

O amor dói profundamente, na alma e no coração, quando não é correspondido; é uma dor distinta e diferente do resto… parece que estava escrito de forma diferente. É a desilusão amorosa.

No entanto, todos nós sabemos o que é, todos convivemos, uma vez ou outra, com essa sensação que parece que nunca vai passar… mas ela passa. Ainda que acreditemos nunca mais sermos capazes de voltar a confiar no amor, o amor volta. Ele volta a aparecer quando menos esperamos e da forma mais casual, porque o amor nunca pode ser procurado.

Como podemos superar uma desilusão amorosa?

1. Aceite a situação. Na vida, há mil situações nas quais não resta mais do que aceitar… a vida é assim. Quando começamos a aceitar o que acontece conosco, deixamos de lutar contra isso e podemos começar a assimilar a situação.

2. Deixe a pessoa partir. Não se empenhe no que não tem mais jeito. Se essa pessoa não quer estar com você, deixe-a ir. Caso contrário, cairia em obsessões que não levariam a nada bom.

3. Tome um tempo. Não se desespere, haverá momentos de baixas, a lembrança da pessoa voltará à sua mente, mas lembre-se sempre de “dar tempo ao tempo”.

4. Chore tudo o que você precisar. Nas lágrimas, descarregamos toda a tristeza que temos dentro de nós. Elas são um incrível remédio para limpar nossa alma. Nós sentiremos muito mais calmos e relaxados se decidirmos deixar, nas lágrimas, para sempre toda a dor.

5. Faça atividades que lhe ajudem. Ter a mente ocupada é muito importante. Faça atividades que você sempre gostou. Ler, escrever, pintar, fazer esportes, trabalhos manuais…

6. Tente não prolongar o monólogo interior em torno dessa pessoa. É verdade que, quando passamos por estes momentos, essa pessoa fica insistindo em aparecer em nossa cabeça. Mas diga “Chega!” Tente uma e outra vez mais. Certamente você acabará conseguindo.

7. Ouça música. A música relaxa, anima, não é em vão que desperta as endorfinas, os chamados hormônios da felicidade. Então, quando estiver para baixo, coloque uma música bem alta e vá dançar!

8. Reflita, perdoe. Faça com que a dor sirva para você aprender. Apenas vivendo aprendemos a viver. Tome como uma experiência a mais em sua vida, que serviu para lhe enriquecer. Perdoe a si mesmo e perdoe o seu ex parceiro, caso ele tenha lhe causado algum mal. Os danos não servem para nada, somente para ferir a você mesmo.

9. Apoie-se nas pessoas que mais a amam. Nestes momentos, é bom que você esteja acompanhada de pessoas que você sabe que realmente a amam. Um abraço, risadas e uma boa conversa podem aliviar muito.

10. Comece do zero. Passado o “luto”, apague tudo e comece do zero. A vida continua e há milhares de coisas maravilhosas que ainda estão por vir. Corte o “mal pela raiz”. Não leia seus e-mails, apague todas as suas fotos. Nada disso tem a ver com despeito, com ódio… não permita estes sentimentos; simplesmente, às vezes, é necessário cortar relações para conseguir esquecer. Talvez, no futuro, vocês possam ser amigos… ou não. Mas, nesse momento, se você quiser esquecer, livre-se de todas as lembranças.

11. Ajude-se escrevendo. Muitas vezes, escrever nossos sentimentos é uma boa forma de desabafarmos. Há pessoas que, inclusive, escrevem cartas a si mesmas e, então, as queimam. É um ato simbólico que tem significado para nós, significa que rompemos e deixamos esta relação para trás.

12. Cuide da sua saúde mais do que nunca. Quando estamos tristes, nosso sistema imunológico enfraquece. Tenha uma boa alimentação, não se descuide e dê a si mesma alguns caprichos… como comer um chocolate ou um doce, por exemplo.

13. Se seu ex parceiro lhe deixou por outra pessoa, nunca se compare a ela. “As comparações são odiosas”, essa frase resume com perfeição.

14. Conheça pessoas novas. Muitas vezes, nos damos conta de que estávamos tão concentrados em nosso parceiro, que nunca tínhamos reparado que há milhares de pessoas maravilhosas no mundo. Não falamos somente de possíveis parceiros, mas de amigos, pessoas com quem podemos ter uma boa conversa, passar um bom momento e rir. Uma brincadeira, um bom momento com os amigos… grave em sua cabeça, “Eu mereço e prometo que vou rir, mesmo que seja só uma vez”.

15. Leia algum artigo, algum livro sobre este tema que possa ajudar. Esperamos que, se você estiver passando por uma situação parecida, possamos ajudar com este pequeno artigo. Desejamos a você toda a força e o ânimo do mundo!

“Quando uma porta se fecha, uma janela se abre”.