3 técnicas psicológicas para acalmar crianças nervosas

3 técnicas psicológicas para acalmar crianças nervosas

Abril 13, 2018 em Psicologia 0 Compartilhados
Técnicas psicológicas para acalmar crianças nervosas

O que podemos fazer para acalmar crianças nervosas? Lidar com os nossos filhos nem sempre é fácil, especialmente nos momentos em que as suas emoções estão “à flor da pele” e eles não conseguem controlá-las.

Quando nossos filhos estão nervosos, nós os vemos sofrer e desejamos fazer todo o possível para que seus sentimentos negativos se acalmem o quanto antes.

No entanto, às vezes precisamos de alguma ajuda externa para conseguir tranquilizá-los. Neste artigo você encontrará 3 técnicas psicológicas eficazes para acalmar crianças nervosas.

As melhores técnicas psicológicas para acalmar crianças nervosas: considerações prévias

Vamos listar algumas considerações prévias para que você possa escolher a técnica que pode ajudá-lo em cada momento:

  • Dependendo da sua própria personalidade, do relacionamento que você tem com os seus filhos e do seu modo de ser, algumas técnicas serão mais úteis do que outras. Portanto, é importante que você experimente várias delas até encontrar a que funciona melhor na sua situação específica.
  • É essencial que você permaneça calmo durante todo o processo. Quando o seu filho está nervoso ou ansioso, ele precisa que você, que é a sua figura de referência, lhe assegure de que tudo ficará bem. Por isso, utilizar técnicas como a respiração profunda ou a meditação pode ser útil antes de tentar acalmar as suas emoções descontroladas.
  • Lembre-se de que por melhor que seja a técnica, você precisará de um pouco de paciência para que ela funcione adequadamente. As técnicas para reduzir a ansiedade ou o nervosismo dos seus filhos não funcionarão como mágica. Em algumas ocasiões as suas emoções estarão muito alteradas. Neste momento, o seu trabalho será aguardar a passagem da tempestade e acompanhá-los durante o processo.

Criança chorando

Técnica 1: dê um nome para as suas emoções

Um dos problemas mais comuns sofridos pelas crianças nervosas com as suas emoções descontroladas é que elas veem tudo isso como algo muito poderoso e aterrorizante. Portanto, a primeira das nossas técnicas psicológicas para acalmar crianças nervosas é ajudá-las a dramatizar a sua ansiedade.

O funcionamento da técnica é muito simples: basta pedir ao seu filho para imaginar um nome engraçado para as emoções desagradáveis que está sentindo. É importante que o nome seja o menos ameaçador possível.

Depois de encontrar um nome que pareça adequado, tudo o que seu filho precisa fazer é mandar essas emoções embora. Por exemplo, se ele decidiu que as suas emoções serão chamadas de “Pepe”, seu filho poderia lhe dizer algo assim:

“Deixe-me em paz, Pepe!

“Pepe, pare de me fazer sentir assim!”

Quando colocar um nome engraçado nos seus sentimentos e conversar com eles em voz alta, o seu filho conseguirá minimizar o que está sentindo e será capaz de se acalmar rapidamente.

Técnica 2: escute o seu filho

Quando alguém fala sobre seus problemas, geralmente um dos nossos primeiros impulsos é ajudá-lo. Mas no caso dos nossos filhos, como ainda são menos racionais do que os adultos, aplicar a lógica para explicar que tudo vai dar certo nem sempre funciona tão bem quanto deveria.

É por isso que, com os nossos filhos, tentar mostrar que nada de ruim vai acontecer pode aumentar a sua ansiedade. Em vez disso, tente ouvi-los atentamente e demonstrar-lhes todo o seu amor. Por exemplo, através do contato físico, com beijos e abraços. Em geral, se o seu filho se sentir compreendido e protegido, o seu nervosismo diminuirá quase imediatamente.

Pai com seu filho no campo

Técnica 3: dê ao seu filho um objeto que o acalme

Vários estudos mostram que é possível associar um objeto a uma determinada emoção. Por exemplo, se o seu filho tiver um bicho de pelúcia especial, ou algum acessório que lhe dê segurança (como um lenço ou uma pulseira), aproveite-o!

As pesquisas mais recentes indicam que dormir com um bicho de pelúcia ajuda as crianças a superarem os medos noturnos. Esse mesmo princípio pode ser aplicado em muitas outras situações: se seu filho tem medo do primeiro dia de aula, por que não fazê-lo carregar algo que o deixa tranquilo? Se for algo pequeno o suficiente, as outras crianças nem perceberão.

Essa técnica será ainda mais eficaz se você disser ao seu filho qual é a sua intenção e pedir que ele escolha um objeto para acompanhá-lo em seus maus momentos. Dessa forma, a criança se envolverá mais no processo e os sentimentos positivos serão mais intensos.

Recomendados para você