4 técnicas para regular as emoções

· outubro 17, 2018

As diferentes emoções nascem por algum motivo e nunca é uma boa ideia contê-las, confiná-las sob pressão em nosso interior, da mesma forma que não devemos libertá-las sem controle do nosso comportamento. Existem técnicas para regular as emoções que nos tornam mais inteligentes nesta área.

Uma das emoções mais difíceis de administrar é a raiva, por ser uma das que mais nos fornece energia. Há muitas pessoas no mundo que se deixam invadir pela raiva e acabam dizendo ou fazendo algo que prejudica a si mesmas ou as outras pessoas. Da mesma forma, o medo às vezes assume o controle, gerando limites que atrasam nosso crescimento ou prejudicam nossa qualidade de vida.

É por isso que é tão importante conhecer as técnicas para regular as emoções. São métodos simples que nos permitem administrar o que sentimos, de modo que seja mais fácil alcançar um ponto de equilíbrio entre contenção e expressão. Estas são quatro delas.

“Aquele que domina os outros é forte; mas aquele que domina a si mesmo é poderoso”.
-Lao Tse-

Estratégias para regular as emoções naturalmente

1. Vipassana

Vipassana é um método muito antigo de meditação baseado na auto-observação. O nome significa “ver as coisas como são”. Para as culturas da Índia, é equivalente a um meio para desenvolver “a arte de viver”. A técnica consiste, basicamente, em dedicar tempo para ver a si mesmo, como se olhasse de fora.

A ideia é ir a um lugar tranquilo, fechar os olhos e respirar profundamente. Observe a respiração. Devemos nos fazer conscientes de como o ar entra no corpo, para depois sair. O próximo passo seria rever cada uma das áreas do corpo para identificar o que se sente ao passar por elas mentalmente. O adequado é fazer isso todos os dias, por alguns minutos. É um exercício que ajuda a desenvolver o autocontrole.

Meditar para regular as emoções

2. Ambientes virtuais

Outra técnica para regular as emoções é o uso de ambientes virtuais ou imaginários. Consiste em se expor, de maneira simulada, a diferentes situações nas quais você se sente particularmente vulnerável. O segundo passo será avaliá-las (tanto as situações em si quanto os seus sentimentos).

Atualmente, existem psicólogos e institutos que contam com a tecnologia necessária para reproduzir digitalmente determinadas situações. No entanto, não é o único meio.

Quando se dispõe da tecnologia necessária, nada melhor do que recorrer à imaginação. Você pode desenhar ou descrever com palavras algumas dessas situações nas quais você sente que não tem controle. A ideia é identificar exatamente quais são os estímulos ou os momentos que levam você a se sentir fora de si mesmo. Depois, tentar entender essa emoção, sua razão de existir e o que poderia substituí-la ou diminuí-la.

3. Arteterapia

arteterapia é muito mais do que uma moda ou uma de tantas tendências. Na verdade, ela sempre existiu, mas só agora recebeu a importância que merece. Consiste em utilizar as diferentes artes como um meio para expressar as emoções e alcançar um maior equilíbrio emocional. Além disso, também ajuda a elaborar os conflitos psíquicos e a construir novos significados.

Esta é uma das técnicas mais eficazes para regular as emoções, porque, principalmente, convida a expressá-las através de uma linguagem criativa. Este simples fato já implica um passo adiante. As emoções devem ser pensadas e repensadas para serem expressadas através da escrita, da pintura, do artesanato ou de qualquer outro veículo que seja utilizado. Praticada de maneira constante, nutre o autocontrole.

Arteterapia para regular as emoções

4. Autoavaliação

A falta de controle sobre as emoções muitas vezes surge da falta de autoconhecimento e de autoestima. Nos sentimos tensos porque nos exigimos demais ou porque nos punimos pelos nossos erros, em vez de nos concentrarmos nos acertos. Essa tensão nos torna muito sensíveis a determinados elementos, como a crítica, a diferença ou a exigência.

Uma boa ideia é fazermos uma avaliação completa semanalmente ou mensalmente. Neste caso, não se trata de identificar no que falhamos na última semana ou no último mês, pelo contrário.

O objetivo é identificar nossos sucessos, as razões pelas quais temos que nos parabenizar. Esse simples exercício nos ajuda a nos reconciliarmos com nós mesmos.

Mulher escrevendo diário

As técnicas para regular as emoções não são receitas mágicas. No entanto, o simples fato de colocá-las em prática ajuda a promover mudanças visíveis em nós. Assim, aprender a administrar o que sentimos nos permitirá viver uma vida mais tranquila.