5 exercícios de meditação com a técnica da visualização

· maio 3, 2018

Descansar a mente tem inúmeros benefícios, tanto para nossa saúde física quanto para a saúde psicológica. Permite que nós restauremos o equilíbrio interior, desde a escuta interna até a harmonia entre a alma e o corpo. Mas e se pudéssemos aproveitar esses benefícios apenas através da nossa imaginação? É nisso que consiste a meditação com visualização: uma forma criativa de realizar exercícios mentais para alcançar o bem-estar. Aprenderemos aqui 5 exercícios de meditação com essa técnica.

Imaginar é criar, entrar em um mundo ao qual nunca fomos antes e ultrapassar os limites do real. Graças ao poder da nossa imaginação podemos desenhar uma realidade exatamente como nos nossos desejos. Por isso seu uso na meditação é tão benéfico. A meditação com visualização é empregada por todo tipo de profissional, desde esportistas até diferentes tipos de artistas e grandes empresários.

“O equilíbrio é a última meta”.
-Ricky Lankford-

Exercícios de meditação para lutar contra a ansiedade

A visualização é uma técnica muito empregada para diminuir a ansiedade. Mais especificamente, é uma ferramenta usada para alcançar um estado de pleno relaxamento mediante a diminuição da resposta ou da ativação fisiológica do organismo que aparece nesses momentos mais estressantes.

Mulher respirando ar puro

Os exercícios de meditação a seguir, realizados pela técnica da visualização, permitem trazer a calma de volta e despertar a sensação de paz da qual muitas vezes precisamos tanto. Além disso, facilitam também a criação de novos caminhos, oportunidades, sensações e alegrias futuras.

A primeira coisa que devemos fazer é ir para um lugar confortável no qual nos sintamos bastante tranquilos e possamos ficar em paz e em silêncio. Uma vez que tenhamos esse lugar, esse refúgio, devemos então começar a respirar profundamente, inspirando pelo nariz e expirando lentamente pela boca. A seguir, vamos descrever os exercícios.

Cores

A gama cromática foi amplamente estudada desde o início da psicologia para analisar as percepções, os comportamentos e as sensações que as cores nos suscitam. Por isso, imaginar que nosso corpo está repleto de luz pode ser uma boa forma de atrair determinadas emoções.

Esse exercício consiste em respirar profundamente enquanto pensamos que estamos rodeados de uma luz de uma cor específica que vai mudando do branco, para o laranja, para o vermelho… Além disso, temos também que nos concentrar nas sensações físicas que experimentamos com a imaginação de cada cor. O que o amarelo me faz sentir? Uma vez feito isso, o próximo passo é nos imaginarmos na cor que nos trouxe as melhores sensações até que nos encontremos em uma harmonia total.

Tensão muscular

Frequentemente chegamos em casa e notamos que todo o nosso corpo dói. Para aliviar essa sensação, podemos utilizar esse exercício de meditação com visualização. O que devemos fazer é nos sentarmos ou deitarmos no chão, e nos concentrarmos no nosso corpo até encontrar a parte da musculatura que está mais tensa.

O próximo passo é imaginar que essa região tem um nó que nos impede de nos movermos com liberdade, e temos que desfazer esse nó com a nossa mente. Assim, temos que manter nossa atenção nesse nó enquanto cada pedaço dele se desfaz, enquanto respiramos e visualizamos como a tensão vai se desfazendo. As cordas se desfazem e, ao fim, se desintegram como se fosse um simples amontoado de areia.

Esse exercício pode ser repetido quantas vezes quisermos com todos os pontos de tensão muscular que forem percebidos em nosso corpo.

Recordações ativas

Tivemos um dia duro. Aconteceram várias coisas desagradáveis conosco. O exercício que explicaremos a seguir nos ajudará a nos conectar com o estado de calma que tanto precisamos em alguns momentos. Para isso, temos que fechar o olhos e fazer uma respiração profunda para nos transportarmos para o início do nosso dia: como dormimos, o que comemos no café da manhã, como demos bom dia para nossa família… A questão é reviver todos esses pensamentos e sensações como se estivéssemos de fato presenciando esse momento.

Uma vez que já tivermos recriado tudo com a maior riqueza de detalhes possível, devemos focar nossa atenção nos momentos dolorosos para que consigamos nos libertar e facilitar o processo dessa parte do dia nos abandonar.  Em seguida, temos apenas que nos concentrar no presente, no aqui e agora, para nos sentirmos relaxados e livres, com as pazes feitas com os momentos ruins do dia.

Mulher segurando dente-de-leão

Bolhas

Esse exercício de meditação com visualização é um dos mais completos porque combina dois sentidos: visão e audição. Consiste em imaginar que nós estamos em um lugar tranquilo, solitário e escuro. Vamos nos envolvendo em uma sensação de paz e escutamos lá longe um agradável som de estalo.

Esse som veio de uma pequena bolha que estourou bem ao nosso lado. E logo depois escutamos outra no lado oposto. Depois em cima de nossa cabeça. Pouco a pouco, várias bolhas vão estourando ao redor de todo o nosso corpo, com intensidade e delicadeza ao mesmo tempo. Cada vez nos sentimos mais e mais relaxados…

Enfrentar o desconhecido

O que há logo ali? Como será o nosso futuro? O que a vida separou para nós daqui alguns anos? Para enfrentar as incertezas da vida podemos nos visualizar em um lugar escuro e fechado, localizado em um bosque. No exterior do local sopra um vento e é possível ouvir animais barulhentos… O próximo passo é fechar os olhos e se concentrar na sensação que estamos experimentando. É medo? Ou ansiedade? Mantemos a atenção nisso durante alguns minutos e depois nos libertamos.

Agora, imaginemos que se abre uma porta e vemos a saída desse cômodo. Corremos até ela e de repente nos encontramos no bosque com toda aquela situação. Que emoção estamos sentindo? Uma vez que a identificamos, observamos que um caminho se abre logo diante de nós… Decidimos caminhar e escapar e pouco a pouco e sentiremos como a tensão que sentíamos foi tendo alívio e foi eliminada de nosso corpo. Estamos sãos e salvos, calmos e tranquilos. Só nos resta aproveitar a sensação e nos conectar profundamente com ela.

Esses exercícios de meditação com a técnica da visualização podem ser realizados a qualquer momento e em qualquer lugar. Basta treinar nossa capacidade de concentração e desenvolver também a capacidade criativa para sentir as sensações de alívio geradas pelas situações da nossa mente.