5 frases inesquecíveis de André Breton

· junho 3, 2019
Nas frases de André Breton encontramos poesia, rebeldia e profundidade. Suas afirmações foram uma provocação contra um sistema que busca converter o ser humano em uma peça dentro de um mecanismo pré-projetado.

Há muitas frases de André Breton, o famoso pai do surrealismo no mundo, que entraram para a história. Esse médico ficou marcado por seus poemas, ensaios, romances e, é claro, por suas contribuições teóricas ao surrealismo.

São várias as frases de André Breton citadas e repetidas até hoje como símbolo de uma época e de uma postura intelectual. Os “manifestos surrealistas” serviram de farol para toda uma geração, que viu neles uma nova maneira de encarar o mundo.

“(…) hoje ninguém se escandaliza, a sociedade encontrou maneiras de anular o potencial provocativo de uma obra de arte, adotando em relação a ela uma atitude de prazer consumista”.
-André Breton-

O pensamento desse extraordinário artista francês era uma mistura de psicanálise, marxismo e anarquia. Toda essa combinação, como resultado, deu origem a um artista único, exaltado por grandes homens de sua época, como Octavio Paz e Salvador Dalí. Essas são, portanto, algumas das frases mais lembradas de André Breton.

1. Riqueza, uma questão paradoxal para André Breton

“O que é a riqueza? Nada, se não se gasta; nada, se mal gasta”.

Esta é uma das frases mais engenhosas de André Breton sobre os paradoxos da cultura. Mostra a desprezível realidade que existe em torno do conceito de riqueza material. Além disso, denuncia, de certa forma, o profundo vazio que envolve esse conceito.

De fato, a riqueza é uma realidade transitória que, de uma maneira ou de outra, está sempre cercada pelo nada. Como disse Breton, se não se gasta, é o mesmo que não ter nada. E, se for desperdiçada, também se torna algo trivial e extinto.

Mulher pensando em dinheiro

2. Os loucos e a imaginação

“Os loucos são, em certa medida, vítimas de sua imaginação, no sentido que esta os induz a quebrar certas regras, regras cuja transgressão define a qualidade de louco”.

Nesta frase, André Breton associa três conceitos: loucura, imaginação e transgressão. O ponto de referência são as regras. Estas são, portanto, as que servem de ponto de partida para definir o que é loucura e o que não é.

Quem quebra determinadas regras é qualificado como “louco”, mas quem diz que os que seguem as regras não podem ser qualificados assim também? Esta é uma das frases de André Breton que mostra essa dialética entre o chamado “razoável”, porque está estabelecido, e o “irracional”, porque se afasta do preceituado.

3. Uma das frases de André Breton sobre a rebeldia

“A rebelião e apenas a rebelião é criadora de luz, e essa luz só pode tomar três caminhos: a poesia, a liberdade e o amor”.

Nesta frase, André Breton revela seu espírito de eterno revolucionário, comprometido com os processos de mudança. No entanto, em vez de vincular a questão aos aspectos políticos, ele a associa a grandes valores.

Este poeta francês, além disso, sempre esteve dividido entre a militância política e a liberdade criativa. Por fim, optou pela segunda, e por isso seu pensamento se orientou mais para as grandes transformações internas e cotidianas que geravam mudanças nos sistemas de poder.

4. Isso é o surrealismo

“O homem que não consegue visualizar um cavalo galopando sobre um tomate é um idiota”.

A frase, obviamente, é uma metáfora do mais profundo espírito surrealista. Uma declaração contundente a favor da imaginação, acima da razão e dos sentidos. Esta função de ir além daquilo que é material que também é exclusiva dos seres humanos.

No mundo simbólico torna-se possível o que no mundo material é impossível. E o ser humano, com o sonho e os devaneios, pode acessar essas impossibilidades que, no entanto, dão sentido completo a muitas realidades que, de outra forma, seriam insípidas ou absurdas.

Homem pensando na vida

5. O pensamento e os sapatos

“Não devemos carregar nossos pensamentos com o peso dos nossos sapatos”.

O que André Breton fez foi exaltar a imaginação em seu mais alto nível. A ele se deve o famoso slogan utilizado pelos estudantes no maio de 1968 francês que dizia: “A imaginação ao poder”.

Assim, quando ele fala de não carregar os pensamentos com o peso dos sapatos, o que ele faz é um chamado a não ser “realista”. Enquanto isso é uma virtude para quem faz da vida um projeto e do utilitarismo uma prioridade, também acaba sendo uma prisão para o ser humano. Alguns vão com os pés bem no chão, outros voam.

As frases de André Breton são um eterno manifesto que apela à liberdade, a qual, finalmente, se alcança através da arte e da imaginação. Os vestígios desse pensamento, como resultado, marcaram toda uma época e foram responsáveis ​​por muitas das criações humanas.

  • Breton, A., & Eluard, P. (2003). Diccionario abreviado del surrealismo (Vol. 1). Siruela.