7 frases sobre a ira das quais você deve ter consciência 

· junho 26, 2018

É sempre importante ter em mãos algumas frases sobre a ira para que nos lembremos de todo o mal que esta emoção pode provocar. É claro que também não podemos dizer que nunca devemos ficar com raiva, porque isso é impossível. O que é possível é não nos deixarmos levar pelo impulso da ira e evitar que ela nos invada.

Quase todas as frases sobre a ira nos fazem pensar exatamente nisso, em não deixar de senti-la, mas em não permitir que ela tome o controle e se apodere de nós. As consequências geralmente são muito negativas.

“A ira é uma escolha e um hábito. É uma reação aprendida diante da frustração, e ela surge quando você não se comporta como desejaria. De fato, a raiva profunda é uma forma de loucura. Alguém é louco quando não pode controlar o próprio comportamento.”
-Wayne Dyer-

Nossos impulsos agressivos iniciais só surgem diante de uma ameaça ou um frustração direta. É a criação e a educação que nos leva a moderar estas reações para transformá-las em respostas canalizadas. Entretanto, podemos aprender a lidar com ela em qualquer idade. Estas são algumas das frases sobre a ira que podem nos ajudar neste propósito.

Frases sobre a ira sobre as quais vale a pena refletir

Isso já foi dito muitas vezes, mas nunca é demais repetir: quando você sentir raiva, não fale, não faça nada. Sabe-se isso desde sempre. Por isso, uma das frases sobre a ira que devemos ter em conta neste sentido foi dita por Sêneca há vários séculos. Ele disse assim: “Contra a raiva, tempo.” Forte. Não há melhor forma de evitar a raiva do que esperar antes de reagir. 

Mulher com vestido pegando fogo

Thomas Jefferson afirmou algo similar. Sua frase indica: “Quando você estiver com raiva, conte até dez antes de falar. Se estiver com muita raiva, conte até cem.” Um magnífico conselho que funciona com a maioria das chateações.

A ira faz mal a nós mesmos

Um dos aspectos mais desconcertantes da raiva é que ela pretende fazer mal aos outros, mas acaba fazendo mal a nós mesmos de diversas formas. Assim, Florence Scovel relembra em uma de suas frases: “A raiva altera a visão, envenena o sangue: é a causa de doenças e decisões que levam ao desastre.”

Algo similar também foi dito por Mark Twain quando afirmou que: “A raiva é um ácido que pode fazer mais mal a aquele que a armazena do que a qualquer outra coisa na qual é descontada. A raiva queima quem a sente. Danifica seus pensamentos e suas emoções. Pode ser que descarregá-la sobre outra pessoa a afete, mas afetará em maior medida a nós mesmos.

A ira nos limita

Laurent Gounelle escreveu uma simples, mas muito precisa frase sobre a ira. Diz: “A raiva te faz surdo e o desespero te faz cego.” Ele tem toda a razão. Quando estamos com raiva, nosso cérebro para de processar a informação. Nos tornamos surdos aos chamados da razão.

Mulher tendo ataque de raiva

Isso é dito em uma das frases de Dalai Lama sobre a raiva. Ele diz o seguinte: “O sucesso e o fracasso dependem da sabedoria e da inteligência, que nunca podem funcionar apropriadamente sob a influência da ira.” 

Essa descrição não poderia ser mais clara. Sob a influência da raiva acabamos limitando nossa capacidade de ser assertivos e corretos. Nos esquecemos do que sabemos e não raciocinamos corretamente. Sob este estado é impossível alcançar bons resultados. Muito pelo contrário. Por último, é como se tentássemos sobreviver à ira nos afogando nela.

A ira nasce da fraqueza e da inferioridade

O Dalai Lama é um dos pensadores que mais se manifestou contra as emoções da ira. Outra de suas frases diz: A ira nasce do medo, e este de um sentimento de fraqueza ou inferioridade. Se você tiver coragem ou determinação, terá cada vez menos medo e, consequentemente, se sentirá menos frustrado e incomodado.” 

Há muita riqueza nessa afirmação. Ela nos mostra que o precedente imediato da raiva é o medo. É quando alguém se sente em risco que a raiva aparece. O risco pode ser objetivo ou subjetivo. Em todo caso, implica se sentir inferior e sem capacidade de enfrentar uma ameaça.

Pessoa com a cabeça quente

Se existe uma emoção sobre a qual devemos trabalhar, essa emoção é a ira. O objetivo é impedir que ela nos invada, nos induzindo a dizer ou fazer algo por impulso. As consequências geralmente são muito negativas. E se adotarmos o costume de reagir agressivamente, com o tempo o ódio também vai se apoderar de nós. Uma vida assim se torna muito solitária e amarga.