A tristeza que não tem explicação

A tristeza que não tem explicação

Última atualização: 19 fevereiro, 2022

Certamente isso já aconteceu com você em algum momento: você acorda de manhã com uma estranha apatia, com uma tristeza que não tem explicação. Seu corpo reage mais lentamente e qualquer estímulo, como raios de luz ou até sons muito altos, te machuca. O que está acontecendo?

Algo dentro de você lhe diz que você está triste, você percebe uma pontada que o oprime e que enche sua mente com um sentimento indefinível que você não consegue explicar. Esses são os dias em que, quando alguém olha para a sua expressão e pergunta o que há de errado com você, você diz “bem, eu não sei, estou tendo um dia ruim hoje”.

A realidade é que nosso cérebro e nosso corpo são um aglomerado de reações químicas que às vezes geram em nós sensações das quais não temos consciência. E apesar de haver momentos em que a tristeza pode ter uma origem exógena, na maioria das vezes essa emoção tem uma origem pontual muito clara.

Mas geralmente colocamos o “piloto automático” em nossas vidas para continuar trabalhando, para não ver o que acontece, apesar de nosso cérebro nos dar sinais de alarme de que há algo que devemos resolver.

Por que sinto uma tristeza que não tem explicação?

menino triste cercado por folhas

Há muitas pessoas que passam por isso. A tristeza te envolve e te pega de repente, tornando seu corpo mais pesado, dando-lhe um cansaço quase extremo e uma apatia indefinível. Mas vejamos as possíveis causas dessa tristeza que não tem explicação, pelo menos aparentemente:

1. Fatores externos

Uma dieta incorreta pode ser um dos motivos. Ocorre naqueles casos em que seguimos dietas extremas onde deixamos de comer os nutrientes que nosso corpo precisa.

Uma dieta pobre em proteínas, vitaminas, minerais como ferro, magnésio ou fósforo, pode causar o enfraquecimento de muitas funções básicas. Quando o corpo não está bem nutrido, o humor diminui e nos sentimos fracos. Você tem que levar em consideração isso.

Outro fator é a depressão sazonal, porque o clima nos afeta. Quando o inverno chega com menos horas de luz do dia, mais chuva e umidade, muitas pessoas são afetadas por essa tristeza que não pode ser explicada e que pode muito bem levar à depressão. Os ciclos de sono são alterados, aparecem fadiga e apatia… É muito característico.

2. Fatores internos

Mulheres mostrando tristeza que não tem explicação
sofremos uma queda drástica de neurotransmissores como norepinefrina e serotonina no cérebroneurotransmissores

Isso se deve, obviamente, a fatores externos. Fatores pessoais. A tristeza não vem de repente sem motivo, ela tem uma origem.

Podemos levar uma vida normal quando, de repente, começamos a notar alguns sinais estranhos: dores de cabeça, cansaço, doenças como muitos resfriados ou gripes… nosso sistema imunológico está enfraquecendo e sofremos o que é chamado de somatização. Ou seja, nosso corpo reage às preocupações de nossa mente.

O que acontece biologicamente em nosso cérebro é que o hipotálamo responde a essas preocupações secretando corticotropina, que, por sua vez, estimula a secreção de cortisol no sangue. Tudo isso afeta nosso comportamento, nossas sensações… por isso ficamos mais cansados, mais preocupados, mais taciturnos.

Há sempre uma razão

Menina com guarda-chuva simbolizando tristeza
A tristeza que supomos “aparece inesperadamente”, sempre responde a um motivo

Às vezes nos negamos a existência desses problemas porque não podemos parar: são muitas as obrigações que temos, trabalho, filhos, parceiro… a correria do nosso dia a dia é um motor bem lubrificado que às vezes nos impede de sermos pessoas.

Devemos sentar e refletir. Falar com nós mesmos para aceitar que talvez não estejamos tão bem quanto pensamos. Que não somos invulneráveis e há algo que está nos prejudicando e que devemos resolver. Tire sua armadura. Procure a ponta dessa meada que está em sua mente e descubra o que está por trás dela.

Seu corpo já lhe deu uma pista de que você não está bem. Cuide-se e tenha sempre em mente aquele mundo interior que, na realidade, move a vida de cada um de nós.

Pode interessar a você...
O que Cortázar nos ensina sobre o amor?
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
O que Cortázar nos ensina sobre o amor?

Você continua sofrendo por amor? Neste artigo, Cortázar nos fala sobre o amor, revelando seu lado mais poético e humano.