Abraços me fazem dizer "adversidade, você não vai me derrotar"

Abraços que me fazem dizer “adversidade, você não vai me derrotar”

junho 6, 2016 em Psicologia 3 Compartilhados
Abraços carinhosos

Gosto desses abraços que, mesmo não resolvendo nada, são uma forma de dizer à adversidade que ela não poderá me vencer. Gosto de fechar os olhos enquanto me rodeiam com a força que a espanta, enquanto crio essa coragem que a fará fugir como uma menina assustada perseguida por uma bruxa.

Através deles aliviamos tensões, diminuímos o estresse, melhoramos a nossa autoestima, restabelecemos a confiança em nós mesmos e no mundo que nos rodeia. Além disso, fortalecemos a nossa segurança e fomentamos o cuidado das nossas necessidades emocionais.

A verdade é que às vezes, através de um abraço, alguma coisa faz “click”, acende a lâmpada do nosso bem-estar, que nos dá amor e colhe sentimentos limpos e maravilhosos que consolam a nossa dor.

abraços

Mesmo na distância, quando um abraço é sincero a alma estende as suas asas e é capaz de abraçar o coração.
Compartilhar

O melhor calmante é um abraço

Existem abraços que fazem você fechar os olhos, suspirar e viajar a um mundo paralelo de paz e sossego. De fato, dizem que o remédio genérico dos ansiolíticos se chama abraço, pois acalma quem o recebe em momentos de apuro e preocupação.

Podem chegar a ter mais sentido que um montão de palavras bem armadas e que palmadas nas costas. Tudo isso tem uma simples explicação: os abraços são gestos maravilhosos que servem para dizer aos outros que estamos ao seu lado, em presença física e emocional.

Porque a conjunção das duas presenças é essencial para que uma pessoa perceba a outra a partir da simplicidade e da riqueza da troca. É com pequenos detalhes e grandes gestos que percebemos o apreço dos outros.

Esse calor que se dá por um abraço faz a gente sentir que tudo vai ficar bem, que não podemos nos render, e que as pessoas que nos amam não vão nos deixar sem o seu consolo, nem o seu apoio.

Ela precisava de um abraço de olhos fechados. Desses em que a gente se agarra ao outro e à vida. Desses que transformam os seus braços em lar, fogo e açúcar”
-Brando. Baforadas e beijos. Mind of Brando-

abraços

Os maravilhosos abraços que fazem a tristeza ir embora do corpo

É incrível como as nossas emoções podem mudar quando alguém nos abraça e nos transmite o seu carinho. As emoções negativas como a tristeza e a raiva, mesmo que dolorosas e saudáveis, ficam mais leves.

Com os abraços recarregamos a energia positiva, dizemos para a nossa mente que ela pode encarar o que vem pela frente e que não existe obstáculo que nos impeça de caminhar pela vida com o rosto erguido e cabeça altiva.

Porque um abraço, no fim das contas, é sentimento, remédio para as dores da alma, delicia pura, contato, carinho, reencontro, amor, doçura, riqueza, bons desejos, olhar o coração, nobreza, compreensão, proximidade, intensidade, felicidade, aconchego…

abraços

Adoro esses abraços porque quebram os meus devaneios, me ajudam a manter o equilíbrio, me confortam e despem a minha essência. Adoro esses abraços porque me transmitem um carinho tão ideal que me atrevo a me beliscar para saber se estou sonhando ou se é verdade que o meu mundo se sustenta nas alturas.
Compartilhar

Porque os abraços na hora H podem fazer a diferença, fazer sorrir um coração e apagar dores e solidão. Não resta dúvida de que fazem a gente se sentir especial, de que são o melhor presente que podemos dar.

Por isso, nunca despreze o poder físico e psicológico de um abraço, pois este simples gesto é capaz de tirar você de um poço de escuridão, iluminar as sombras e fazer com que as muralhas das suas adversidades fiquem pequenas e frágeis.

Imagens cortesia de Puung y Claudia Tremblay.

Recomendados para você