A amizade entre homens e mulheres – A mente é maravilhosa

A amizade entre homens e mulheres

13, fevereiro 2015 em Emoções 20 Compartilhados

Os relacionamentos de amizade são aqueles onde as pessoas compartilham alguns aspectos de suas vidas pessoais, porque coincidem em certos valores, crenças, passatempos e opiniões.

Estas relações podem ser entre mulheres e homens, mas mesmo assim, ainda existem alguns tabus se a amizade surge entre um homem e uma mulher.

Alguns preconceitos e estereótipos são:

1. “Não é bem visto ter amigos do outro sexo”.
Acredita-se frequentemente que essa relação está baseada na atração  sexual entre ambos os “amigos”.

2. “Todo mundo vai achar que você está namorando”.
Por isso mesmo, geralmente tenta-se evitar ou esconder este tipo de relacionamento pessoal, preocupados com o que a sociedade dirá

3. “Sempre querem algo mais”.
Este preconceito é outro motivo pelo qual esse tipo de amizade é evitada. Neste caso, por medo do que pode acontecer ou pelas pretensões da outra pessoa, sobretudo, se tememos que não seja o mesmo que nós queremos.

De onde vêm esses preconceitos e estereótipos?

Na vida, não escolhemos nossos pais, nossos filhos, e nem nossos colegas de trabalho ou vizinhos, mas escolhemos as nossas amizades pela compatibilidade em alguma faceta das nossas vidas. Também escolhemos os nossos parceiros, e além da compatibilidade, procuramos por algo mais, um sentimento que faz com que a relação de amizade seja bem diferente da relação de um casal.

Estas duas escolhas são baseadas em compatibilidades muito diferentes, mas muitos parecem não perceber isso. Como consequência, aparece o preconceito social de achar erroneamente que todas as amizades com o sexo oposto podem terminar em namoro ou se transformar em uma relação de índole sexual.

Por outro lado, ambas as relações diferem pelo caráter delas, pois o relacionamento de um casal é de caráter privado, onde os dois vão procurar ambientes íntimos e proximidade, enquanto a relação de amizade tem um caráter social e público, não buscando o ambiente íntimo, próximo e privado que procuram os casais ou aqueles que querem outra coisa.

Podemos ser somente amigos?

Se compreendermos a diferença que existe entre ambos os tipos de relacionamentos, os de amizade e os dos casais, então podemos ser somente amigos sem sentir medo, nem tentando se esconder, e sem se preocupar com o que a sociedade vai pensar.

O conflito surge quando isto não é claro, e continuamos pensando ou temendo que, por sermos amigos, temos “direitos especiais”.

Existe a amizade nas relações de casais?

Certamente, em muitos casos, um casal surge da amizade que os unia. Foi ela que permitiu que se conhecessem bem, e que mais tarde propiciou que surgisse outro sentimento, de atração, paixão ou amor.

Contudo, nem todos os relacionamentos de casais são iguais. As vezes, surge antes o “amor à primeira vista”, a atração, e a amizade acaba surgindo depois, com a convivência diária.

Por que marcar as diferenças?

É importante marcar as diferenças sobre o tipo de relacionamento que temos ou queremos, pois é somente assim que poderemos desfruta-lo plenamente, sem medos nem ocultações.

Expressar e tratar abertamente o que cada um deseja ou espera da relação significa não se enganar, não buscar nem esperar algo que a outra pessoa não quer, e inclusive, não prejudicar a relação em curso com expectativas erradas.

Além disso, não esclarecer as coisas gera conflitos emocionais, pois podemos confundir a amizade com outro tipo de relacionamento, como aquele onde surge um sentimento entre os dois, ou aquele cuja finalidade é satisfazer alguma necessidade ou carência afetiva de alguma das partes envolvidas na relação.

¿Como saber o tipo de relacionamento que temos?

É tão simples como expor para a outra pessoa o que esperamos ou queremos da relação, ao mesmo tempo em que ouvimos o que a outra pessoa tem pra nos dizer. Desta forma, saberemos o tipo de relacionamento que temos e o que esperar. A partir daí, o medo de que aconteça alguma coisa vai sumir, e vamos nos permitir desfrutar de uma relação de amizade saudável, sempre que seja do jeito que concordamos com a outra parte.

¿É possível manter a amizade com uma pessoa do outro sexo, mesmo tendo um parceiro?

Sempre e quando a amizade estiver bem definida e a relação de namoro também esteja, não haverá conflito algum.

Quando decidimos namorar, não renunciamos à nossa vida social, nem a que tínhamos antes e nem a que possa surgir a partir de quando encontramos nosso parceiro.

De fato, as relações de casais que se condenam a sim mesmas, renunciando ou exigindo que a outra pessoa deixe tudo de lado, estão fadadas ao fracasso, pois este comportamento irá gerar a anulação pessoal e o isolamento, causando infelicidade no relacionamento.

Por tanto, não é só possível, mas também é conveniente, manter tanto a relação de amizade como a de casal. Podem ser compartilhadas com o parceiro e comuns com ele, ou também amizades próprias.

¿Como manter as minhas amizades sem que o meu parceiro ache ruim?

Em todo momento é conveniente no casal deixar intactas a confiança e a sinceridade. A amizade não é um pecado, mas sim um aspeto social e inerente do ser humano.

A melhor forma para que o seu companheiro aceite as relações de amizade que você tem com pessoas do sexo oposto é integrá-lo ao seu círculo de amigos, e deixar que ele participe dessa amizade se desejar, já que, como falamos, as relações de amizade são do âmbito público e social, e podem ser compartilhadas com mais pessoas, pois não procuram a intimidade.

Leve a amizade com naturalidade, sem ocultar nada, nem mentir para o parceiro, já que um passo em falso pode fazer com que ele interprete mal as coisas, pois você estará transferindo a amizade ao âmbito privado, secreto, e íntimo a que pertencem os relacionamentos, que diferem um pouco das relações de amizade pura ou que pretendem somente isso.

Recomendados para você