Amor para desarmar e humor para suavizar

Amor para desarmar e humor para suavizar

30, julho 2016 em Emoções 7 Compartilhados
Amor para desarmar e humor para suavizar

O amor e o humor são os dois elementos chave para manter uma boa saúde mental, melhorar os relacionamentos com os outros e ser mais feliz.

Muitas vezes tendemos a entrar em discussões acaloradas com as outras pessoas, ficamos na defensiva e nos estressamos por um fato comum e passageiro.

Finalmente percebemos que a nossa atitude não foi adequada e quem saiu perdendo fomos nós.

Por exemplo, existem casais que vivem se acusando sem chegar a um acordo mútuo, porque normalmente quando nos sentimos atacados, levantamos uma barreira e tentamos nos defender para que nosso ego não fique ferido.

Na realidade, isso é um erro. Se eu me defender com a mesma arma com a qual fui atacado criarei uma guerra que não vale a pena. O que sobrará é um “gosto amargo na boca” e uma boa dose de “más vibrações”.

Outro exemplo muito claro e radical para provar que o amor é uma arma poderosa é Gandhi. Ele obteve a independência da Índia sem um tiro sequer, sem agressividade, simplesmente graças a “Ahimsa”.

bom-humor

O que é “Ahimsa”?

É um princípio ético-religioso presente no hinduísmo e no budismo que consiste em não causar mal a outros seres vivos, seja com ações, palavras ou pensamentos. É uma estratégia que permite descobrir no outro o seu lado bom e amoroso.

Ou seja, é dar amor para o outro, independentemente do modo como ele nos trata. Lembre-se de que ele é uma boa pessoa e que o amamos incondicionalmente, embora nesse momento esteja nos tratando mal ou até sendo agressivo.

É uma arma que atua lentamente, mas é extremamente poderosa. Dê o seu amor até que a outra pessoa reflita sobre o seu comportamento e comece a se transformar.

Podemos praticar essa técnica em nossa vida diária e verificar os efeitos poderosos que podem surgir. Vamos perceber que podemos quebrar os esquemas dos outros e o resultado é que eles passam a nos tratar bem e a entrar em contato com a sua criança interior.

Se o nosso cônjuge, amigo ou familiar está muito irritado conosco, grita e nos reprova, o mais sensato é não entrar nessa guerra absurda e lhe dar um abraço, um beijo ou um carinho.

Provavelmente no início ele vai rejeitá-lo, mas se persistirmos conseguiremos desarmá-lo.

E o que dizer do humor?

Por outro lado, o uso do humor se converte em um grande amortizador dos golpes que levamos da vida. Assim como o amor, ele melhora os relacionamentos pessoais e torna os acontecimentos desagradáveis da vida mais suportáveis.

mulher-bom-humor

O senso de humor nos torna conscientes de que nada é tão importante e de que, na maioria das vezes, somos nós que valorizamos e dramatizamos os fatos da nossa vida e nos sentimos muito mal com tudo isso.

Em certas ocasiões realmente não há espaço para o humor, mas são uma minoria. Sempre que possível, precisamos abrir nossas mentes, ser mais flexíveis e rir das adversidades.

Os problemas são inevitáveis e acontecem com todo mundo, mas eles nunca são tão ruins quanto pensamos, quase sempre somos nós que aumentamos as coisas com os nossos pensamentos negativos.

Além disso, o bom humor estimula a criatividade, nos desbloqueia e nos ajuda a encontrar soluções.

Parece muito simples, mas a prática do senso de humor e do amor em nossa vida pode se tornar uma tarefa árdua. A chave é perseverar até torná-la parte de nós; então nos tornaremos pessoas amorosas, risonhas e a vida ficará muito mais tranquila.

Recomendados para você