As leis do ikigai

· setembro 30, 2018

A cultura japonesa tem tido cada vez mais influência no Ocidente nos últimos tempos. Alguns de seus ensinamentos, que foram transmitidos durante séculos de geração em geração na terra do sol nascente, estão atualmente cruzando nossas fronteiras. Uma das últimas ideias a chegar por aqui foi a das leis do ikigai. Apesar de se tratar de algo relativamente novo para nós, está alcançando uma grande importância em alguns contextos.

Esse conceito pode ser traduzido como “propósito de vida” ou “razão de ser”. A seguir, vamos ver exatamente em que consiste essa ideia e quais são as leis do ikigai.

O que é o ikigai

As leis do ikigai surgiram pela primeira vez na ilha japonesa de Okinawa. Nesse pequeno pedaço do mundo, encontra-se uma das populações com mais pessoas idosas centenárias que existem. Por isso, autores como Dan Buettner decidiram ir estudar os segredos desse povo na segunda metade do século XX.

As leis do ikigai

Muitos eram os fatores que faziam com que a população de Okinawa chegasse aos cem anos. Entre todos os seus segredos, no entanto, um dos mais mencionados por eles foi o ikigai. Tratava-se, nas palavras dos próprios habitantes da ilha, do motivo pelo qual eles se levantavam todas as manhãs.

Isso porque o ikigai não é nada mais nada menos do que ter um propósito, uma missão pessoal. Trata-se de uma forma de viver que implica algo mais do que simplesmente ir levando a vida. Alcançar essa meta de ter um propósito exige esforço e dedicação, mas também proporciona muitas recompensas.

Como encontrar o propósito da nossa vida?

Na cultura japonesa, considera-se que encontrar o propósito da nossa vida requer dois elementos indispensáveis. Por um lado, é necessário realizar aquelas atividades que fazem com que a vida valha a pena. O que isso vai ser especificamente vai depender de cada pessoa.

Por outro lado, conseguir uma existência com propósito requer também um estado mental concreto e uma série de hábitos. E é aí que, precisamente, entram as leis do ikigai. Através delas, é possível construir as bases necessárias para alcançar uma vida que mereça ser vivida.

As leis do ikigai

Como vimos anteriormente, seguir as leis do ikigai é fundamental para viver bem, pelo menos segundo os japoneses. Mas… quais são essas leis e como podemos aplicá-las? Vamos nos aprofundar em cada uma delas a seguir.

1- Encontre sua paixão

O primeiro passo e o mais importante para alcançar o estado do ikigai é perseguir seus sonhos. É praticamente impossível viver uma vida com propósito se abandonarmos o que realmente queremos fazer pelo caminho. Há ocasiões, no entanto,  em que encontrar nossa paixão e persegui-la não é especialmente fácil.

Existem muitas pressões para que nós abandonemos nossos sonhos e sejamos “realistas”. Você já conhece o caminho que teoricamente deve seguir. Estudar algo que tenha aplicabilidade de emprego, conseguir um trabalho fixo e economizar para poder sair de férias duas ou três semanas no ano.

Mas o que acontece com as pessoas que não querem seguir essa vida? Inconformados. Artistas de todo tipo. Pessoas que querem viver viajando. Empreendedores. Todas essas pessoas se sentiram muito presas vivendo uma vida assim. E muitas pessoas, na verdade, até se sentem assim mas se conformam com o que fazem.

Felizmente, cada vez mais pessoas se atrevem sair do pré-estabelecido pela sociedade e seguir seu próprio caminho. Em pleno século XXI, com todas as facilidades que existem hoje em dia, realizar seus sonhos é mais fácil que nunca. O maior obstáculo é o medo, mas se você superá-lo, vai encontrar cada vez mais oportunidades para alcançar sua paixão.

2- Mantenha-se ativo a nível físico e mental

Depois de trabalhar ou estudar o dia inteiro, o que a maioria das pessoas gosta de fazer é se desconectar. Talvez para isso essas pessoas se joguem no sofá para ver seriados. Ou elas podem ficar navegando pela internet sem ver nada em especial. Muitas pessoas acabam descontando no fast food ou bebendo além da conta.

Uma das mais importantes leis do ikigai, no entanto, é que você deve se manter sempre ativo. Independentemente do quão cansado você está, se você quiser encontrar o seu propósito, deve cuidar do modo como olha e trata seu próprio corpo e, é claro, a sua própria mente.

Para chegar lá, é fundamental que você tenha hábitos saudáveis. Comer de forma saudável, fazer alguma atividade física, aprender coisas novas… são hábitos que ajudarão a alcançar a excelência e o propósito da sua vida.

Mulher praticando respiração profunda

3- Conecte-se com outras pessoas

Uma das regras mais importantes do ikigai é compartilhar sua vida com os demais. É muito mais difícil encontrar o sentido da nossa vida em solidão. Por isso, você deve se assegurar de que seu propósito inclui conexões com outras pessoas que signifiquem muito para você.

Como vemos, essas três leis nos convidam a alimentar nosso ikigai a cada dia com o objetivo de dar um sentido para a nossa experiência na Terra. No entanto, os autores Héctor Garcia e Francesc Miralles propõem 10 leis para manter nosso ikigai vivo. Elas são derivadas da pesquisa que mencionamos anteriormente, que os levou até a ilha de Okinawa por longos períodos. São as seguintes:

  • Mantenha-se sempre ativo. É importante fazer coisas que você valorize, dedicar-se a aquilo que ama e ao que proporciona uma sensação de plenitude. Dessa forma, será possível levar beleza e utilidade para a vida dos outros.
  • Vá com calma. A pressa nunca é uma boa companheira. Ela nubla a nossa mente e pode provocar uma tomada de decisão equivocada. Quando incorporamos a calma e a serenidade, a vida adquire um novo significado.
  • Não coma até ficar cheio. Muitas vezes menos é mais, sempre e quando existir um certo equilíbrio. Aquilo que comemos também irá nos influenciar.
  • Tenha bons amigos. As pessoas que nos trazem coisas boas são fundamentais para experimentar a sensação de bem-estar e plenitude que tanto desejamos. Uma boa conversa, compartilhar momentos, divertir-se… Tudo isso contribui para que vivamos mais intensamente.
  • Fique em forma para o seu próximo aniversário. A saúde física é essencial para ter uma boa saúde emocional. Além disso, fazer exercícios libera hormônios que contribuem para a felicidade.
  • Sorria. Uma atitude agradável tanto em relação a nós mesmos quanto em relação aos demais contribui para manter relações saudáveis, mas também para nos sentirmos bem no momento. Não há nada mais importante do que aprender a aproveitar o momento presente.
  • Reconecte-se com a natureza. Carregar as baterias da nossa alma por meio do contato com a natureza nos proporciona uma sensação de liberdade e energia inigualáveis.
  • Agradeça. Agradecer é um ato de corações nobres, de quem aprecia a simplicidade e a complexidade da vida ao mesmo tempo, pois ambas formam parte do todo.
  • Viva o momento. Tudo que temos é o momento presente, o aqui e agora. Por isso, temos que parar de pensar no futuro e nos libertar das amarras do passado para aumentar nosso nível de felicidade.
  • Siga seu ikigai. No interior de cada um de nós há uma paixão, um talento esperando para ser descoberto, para nos motivar a dar o melhor de nós a cada dia.
Como se conectar com as leis do ikigai

Como podemos ver, encontrar o propósito da vida, o ikigai, torna-se muito mais fácil se seguirmos essas regras. Comece a aplicá-las e logo poderá aproveitar de todos os benefícios do ikigai.