A ativação comportamental: uma ajuda para sair da depressão

A ativação comportamental: uma ajuda para sair da depressão

16, fevereiro 2017 em Psicologia 943 Compartilhados
A ativação comportamental: uma ajuda para sair da depressão

De repente, algo ruim acontece e a tristeza começa a se instaurar na sua vida. Você se sente mal, muito mal. Tudo gera uma dor de tal maneira que você não quer fazer nada. E você não faz. Fica deitado em sua cama olhando a vida passar. Chega um momento em que não é que você não deseja se mover, é que simplesmente não consegue.

E você se acostuma com essa falta de atividade. Parece que faz você se sentir melhor. Você se convence de que sair de casa significaria um aumento no desconforto. Porque desaparecer não desapareceu, mas parece que por não se mexer, você já ficou estabilizado e já até é suportável… Não! Reaja, recupere o controle da sua vida e comece a se sentir melhor! Há um longo caminho pela frente, mas temos que dar o primeiro passo… A ativação comportamental pode nos ajudar, vamos comigo?

A necessidade de tratar a depressão

Embora geralmente não se comente muito sobre estas questões, a realidade é que 13% das doenças são mentais. Devido à sua alta prevalência e aos riscos associados envolvidos, como o suicídio, a depressão é uma das condições mais importantes. Não é apenas a principal e mais comum  queixa em cuidados primários, mas também representa o problema de saúde que mais incapacita, já que a depressão tem o poder de enfraquecer todo o nosso organismo.

mulher-depressao

A prevalência desse tipo de doenças excede as taxas de diferentes doenças físicas, tais como o câncer e os problemas cardiovasculares. Além disso, espera-se que o número desse tipo de transtorno seja consideravelmente mais elevada para o ano de 2020 se não forem colocadas em prática estratégias para a prevenção e o tratamento, tais como a ativação comportamental.

Além de atingir um número considerável de pessoas, envolve uma série de custos para os pacientes, tanto a nível pessoal e social como financeiro. Por outro lado, é muitas vezes associada a outras doenças, tanto físicas como mentais. Finalmente, é uma doença que costuma se tornar crônica, fazendo com que tudo que foi comentado seja agravado.

Por que deve-se incentivar a ativação comportamental na depressão?

A ativação comportamental é uma ferramenta para superar a depressão que incide sobre os comportamentos que as pessoas deprimidas realizam. Assim, a aplicação desse instrumento terapêutico parte da análise do que as pessoas que têm esse diagnóstico fazem. Quando analisamos isso, o que encontramos é que as pessoas deprimidas realizam poucas atividades, e à medida que a depressão avança, o número é ainda mais reduzido.

Ou seja, quando estamos deprimidos, reduzimos a nossa taxa de atividade: nos recusamos a participar de novos projetos quando acabam aqueles que tínhamos em andamento e até mesmo abandonamos alguns. A ativação comportamental trabalha nestes abandonos. O que essa técnica tenta conseguir é fazer com que a pessoa aumente de maneira progressiva as coisas que faz.

Mas você precisa ter algo em mente. Não se trata de fazer coisas para fazer. O “X” da questão está em realizar mais atividades que sejam relevantes para a pessoa com depressão. Pode envolver várias tarefas, desde a leitura, praticar esportes, retomar amizades, dançar, até viajar ou ir para um almoço em nosso lugar favorito. Tudo isso deve ser feito gradualmente. Assim, tentamos refazer nossas vidas pouco a pouco.

mulher-feliz

Benefícios da ativação comportamental

A ativação comportamental foi amplamente estudada, de maneira que foram identificados os benefícios que traz em relação ao tratamento da depressão. O mais importante é que se apresenta como uma técnica alternativa ou complementar ao tratamento com drogas psicotrópicas, aumentando o impacto positivo do tratamento, encurtando o período de recuperação e reduzindo os efeitos colaterais.

De fato, foi demonstrado que a ativação comportamental é, pelo menos, tão eficaz quanto a utilização de fármacos psicotrópicos no tratamento da depressão. Mas não é só isso, ela apresenta um ponto positivo muito claro sobre os medicamentos: não causa os efeitos colaterais que o tratamento com remédios tem.

A ativação comportamental é uma técnica que tem se mostrado eficaz no tratamento deste problema de saúde. Isso não significa que deve ser posta em prática de forma isolada no processo terapêutico. Pelo contrário, é uma ferramenta a mais a ser considerada para recuperar a nossa saúde e o nosso bem-estar, e que deve sempre ser projetada, programada e controlada por um profissional.

Imagens cortesia de Frank Marino, Volkan Olmez e Austin Schmid.

Recomendados para você