O hábito da leitura enaltece a alma - A Mente é Maravilhosa

A leitura enaltece a alma

dezembro 12, 2016 em Psicologia 2438 Compartilhados
A leitura enaltece a alma

“Não importa o quão ocupado você pensa que é, deve encontrar tempo para a leitura, ou se render à ignorância auto-escolhida”. Assim falava Confúcio séculos atrás. No entanto, com o passar do tempo, foi descoberto que a leitura é muito mais do que uma simples fonte de conhecimento.

Filósofos, escritores, cientistas e psicólogos, entre outros especialistas, já escreveram sobre as grandezas da leitura. Anos de estudo e teste após teste, os especialistas têm nos mostrado que a leitura é muito mais do que o acesso a um mundo meramente informativo, divertido ou imaginativo. É um ato que enaltece a sua alma. Você quer descobrir por quê?

A leitura segundo Ángel Gabilondo

Talvez você conheça Ángel Gabilondo como um ex-ministro da Educação do Governo da Espanha, mas muito antes disso, ele foi e é um renomado professor de Filosofia na Universidade Autónoma de Madrid. Para Gabilondo, a leitura é tão importante quanto comer ou manter nosso corpo em forma. De acordo com o filósofo, uma boa seleção de livros é tão importante quanto uma sábia escolha alimentar.

mulher-tomando-cafe-com-um-livro

Ángel Gabilondo acredita que a leitura é tão importante quanto viver. O ato de ler cria, recria, e ainda é capaz de transformar a realidade. Tanto é assim que os gregos e romanos a consideravam uma atividade que deveria ser feita todos os dias.

Como a leitura é saudável, por Emili Teixidor

Emili Teixidor é um autor literário que escreveu obras como A leitura e a vida. Para este escritor, como o pão que alimenta o nosso corpo, as letras fazem o mesmo com o cérebro. Cada palavra escrita dá vida à nossa mente.

Além disso, ele estima outros benefícios talvez mais prosaicos, mas igualmente necessários. Por exemplo, a leitura favorece as capacidades de concentração uma vez que parece ser uma atividade na qual nossa mente encontra um campo fértil para se desenvolver.

Teixidor estima que a leitura, ao exigir concentração, melhora as habilidades humanas de sobrevivência. Nossos antepassados caçadores precisavam de toda a sua atenção aos detalhes para poder comer. E o ato de ler facilitaria a manutenção desta atenção.

A leitura e a ciência

No entanto, também existem estudos que exploraram a fundo os efeitos da leitura. Eles descobriram que a leitura ativa o hemisfério esquerdo do cérebro, fazendo com que algumas áreas alcancem uma ativação intensa. Isso acontece tão naturalmente que afeta o desenvolvimento intelectual, existindo mais neurônios nas mentes que leem, segundo afirma Stanislas Dehaene, um neurologista do Collège de France.

Outros estudos demonstram que as pessoas analfabetas escutam pior do que aqueles que leem. Isto vem de pesquisas realizadas pelo neurocientista Alexandre Castro-Caldas, da Universidade Católica de Portugal.

homem-com-um-livro-e-um-cerebro

Ao ler, o nosso cérebro ativa as mesmas áreas que seriam ativadas se estivéssemos fazendo a ação literária no mundo real. Ou seja, ele recria o que você pensa. Isto segue o estudo da psicóloga Nicole K. Speer, da Universidade de Washington. Dessa forma, as ações registradas no texto se integram no conhecimento pessoal com um peso semelhante ao de uma experiência passada.

Além disso, o psicólogo Raymond Mar, da Universidade de Toronto, demonstrou que as pessoas leitoras são mais empáticas. Na verdade, aqueles que consomem romances ainda aumentam essa habilidade social em comparação com aqueles que focam em literatura especializada ou não leem nada.

Outros estudos sobre a leitura

Dentro da Universidade de Oxford foi realizado um estudo cuja conclusão é impressionante. Aquelas pessoas que leem por puro prazer tendem a ter mais sucesso profissional. Na verdade, aqueles que leram durante a sua adolescência aumentam suas chances na maturidade.

Outro detalhe singular está associado às doenças neurodegenerativas. A leitura é um excelente exercício para retardar e prevenir o avanço da doença de Alzheimer. Assim diz o Dr. Pablo Martinez-Lage, da Sociedade Espanhola de Neurologia.

Se todas estas razões não pareceram suficientes pra você, simplesmente leia. A leitura enaltece a alma, entretém, diverte e cria mundos imaginários cheios de paixão e encanto. Então, se você não o fizer pelo seu bem-estar psicológico e físico, leia pelo simples fato de se divertir. É simples assim.

Recomendados para você