Os benefícios de regular o relógio interno

· outubro 29, 2017

Quer conhecer os benefícios de regular o relógio interno do seu corpo?

A luz sempre esteve associada a emoções positivas. No verão, quando os dias são mais longos e, portanto, há mais luz, parece que a alegria se multiplica. Não há momentos mais inesquecíveis do que aqueles que passamos nos dias ensolarados junto ao mar, em um piquenique nas montanhas ou aproveitando o sol em um pequeno terraço.

O verão e a primavera, com a sua luz, são períodos de expansão, de se aventurar e experimentar; um contraponto ao outono e o inverno, que com as suas chuvas e dias mais curtos, nos motivam a retornar ao abrigo da nossa casa.

O nosso corpo, que também é parte da natureza, percebe as mudanças no meio ambiente e, através de mecanismos fisiológicos como a secreção de hormônios, nos faz sentir mais ou menos animados dependendo do ciclo ou da estação em que nos encontramos.

Da mesma forma, o nosso humor e energia variam com as estações, com os ciclos mais curtos, com a noite e o dia.

A luz e os ciclos naturais

O hipotálamo é uma pequena região localizada na parte mais profunda do cérebro, chamado de cérebro reptiliano. É uma estrutura fundamental responsável pela regulação dos processos básicos para a vida, como a temperatura do corpo, a ingestão de alimentos e líquidos, a libido, além de regular as emoções. Sentimos fome ou saciedade, ansiedade ou tranquilidade, dependendo dos hormônios que esta parte do cérebro secreta.

Funcionamento do cérebro

Como tudo o que tem a ver com o cérebro, é uma estrutura muito complexa, mas sabe-se com certeza que um dos fatores que influenciam decisivamente a função do hipotálamo é a luz que percebe no ambiente.

O cérebro evoluiu de “mãos dadas” com a natureza, de modo que o “natural” é que durante o dia, quando o cérebro é inundado com a luz solar, ele entenda que é o momento de atividade e, à noite, quando está escuro, é o momento de repouso e regeneração. Atualmente, esses horários não são mais tão fixos. Com a luz artificial, podemos ficar acordados até de madrugada.

Essa alteração dos ciclos naturais faz com que seja difícil regular o relógio interno e afeta a nossa saúde.

Não respeitar os ciclos naturais afeta a saúde

O nosso corpo e o nosso relógio interno são projetados para respeitar os ciclos da luz. Durante o dia, é necessário que recebamos luz solar para mantermos os níveis ideais de energia. A luz artificial não substitui a luz solar. É por isso que, em muitos casos, sentimos fadiga e precisamos de um café para nos reanimar.

“Onde o ar e o sol entram, o médico não entra.”
– Ditado popular –

A longo prazo, um déficit de luz solar direta aumenta o risco de sofrermos de depressão. É por isso que no inverno, quando os dias são mais curtos e saímos do trabalho quando já está anoitecendo, é muito mais comum sofrer de depressão. Além disso, o sol é a fonte mais importante de absorção da vitamina D, essencial para a fixação de cálcio nos ossos.

Homem cansado e com dor de cabeça

Um exemplo surpreendente do poder da luz sobre o nosso organismo tem a ver com a forma como acordamos. Normalmente nós programamos o relógio para despertar uma determinada hora pela manhã e o alarme interrompe o nosso sono bruscamente. Acendemos a luz, indo direto da escuridão da noite para a luz do dia em questão de segundos.

Na natureza, o amanhecer é algo que acontece de forma progressiva, e o nosso cérebro também está programado para acordar dessa maneira. Com o aumento gradual da luz natural, o cérebro vai despertando e abandona aos poucos o mundo dos sonhos.  Como não respeitamos esse ciclo natural, é muito difícil levantarmos da cama pela manhã.

Além de continuarmos com sono quando nos levantamos, essa maneira de acordar nos deixa cansados e estressados ao longo do dia, porque os processos naturais do sono, tão necessários para um bom descanso e regeneração, não ocorreram corretamente.

Como regular o relógio interno

Há algumas coisas que podemos fazer para regular o relógio interno:

  • Tentar ajustar os seus horários o máximo possível com os ciclos naturais, ouvindo o seu corpo. Algumas pessoas são mais ativas durante a manhã e outras à tarde, mas ficar acordado até muito tarde geralmente não é positivo em qualquer dos casos.
Os benefícios de regular o relógio interno

  • Durante o dia, procure passar o maior tempo possível na luz natural do sol. Como isso é muito complicado nas rotinas da vida moderna, tente tomar sol pelo menos meia hora por dia.
  • Torne o ambiente ao seu redor tão escuro quanto possível algumas horas antes de ir dormir. Acenda o menor número possível de luzes e se você puder evitar a luz das telas da tv, computador ou celular, muito melhor.
  • Tente não acordar bruscamente. Como é quase impossível despertar com a luz natural do amanhecer, uma vez que não se ajusta aos nossos horários, uma boa solução são os relógios chamados de “amanhecer gradual”. São despertadores que iluminam progressivamente o quarto até o momento em que devemos acordar, imitando o que seria um verdadeiro amanhecer.

Se você se sente cansado ou desanimado e não sabe por quê, sente que lhe falta energia e se arrasta de cansaço durante o dia, reveja as suas rotinas de horário e tente respeitar os ciclos do dia e da noite da natureza tanto quanto possível. Ao regular o relógio interno, você notará a diferença.