Como detectar uma mentira

· julho 11, 2015

Assim como não é possível cometer um crime perfeito, tampouco é possível mentir sem que o nosso inconsciente nos denuncie. As mentiras exigem uma dose de concentração que excede as nossas possibilidades; podemos controlar o que dizemos, mas não as reações que são produzidas em nosso corpo no momento em que mentimos. Por isso, os detectores de mentira funcionam. Há alguns sinais que indicam que uma pessoa está mentindo, ou, pelo menos, ocultando parte da verdade. Tome nota para conseguir detectar uma mentira.

Mais pausas e repetição

Quando uma pessoa está mentindo, ela faz uma pausa maior do que a normal entre uma palavra e outra. Fala mais devagar, como quem calcula o que diz, justamente porque a sua mensagem não é espontânea. Mesmo quando é uma pergunta simples, que pode ser respondida com um simples “sim” ou “não”, ela responde com outra pergunta ou com frases que incluem as palavras com as quais a pergunta foi formulada.

Por exemplo, se alguém formula a pergunta “você quebrou o vaso da sala?”, quem mente responderá: “Quem, eu?”, ou “De que vaso está falando?”. A pergunta cumpre a função de ganhar tempo, enquanto se inventa uma resposta plausível.

Em outros casos, o mentiroso responde repetindo a frase da pergunta na resposta: “Não, não quebrei o vaso da sala, são suposições suas”. Esse mecanismo procura dar veracidade à resposta.

Ficar na defensiva e tensionar o corpo

As mentiras implicam uma tensão adicional para quem as utiliza. Essa tensão será vista refletida na linguagem corporal. Quem mente é mais inexpressivo com os olhos e com as mãos. Os mantém rígidos, precisamente porque está fazendo uso de toda a sua capacidades de autocontrole para não se denunciar.

Ainda que muitos insistam que os olhares evasivos são sinal de uma mentira, na realidade, acontece o contrário. A pessoa que mente mantém o olhar mais fixo do que o normal sobre o seu interlocutor, já que é outra maneira de controlar a situação. Precisa ficar atento para detectar qualquer sinal de alerta e poder corrigir-se. Por isso, um olhar extremamente fixo geralmente indica que estamos diante de uma pessoa mentirosa.

Quando uma pessoa é sincera, não tem problema em cooperar e dar explicações detalhadas de tudo o que lhe é perguntado. Por outro lado, o que mente assumirá qualquer pergunta como um ataque, ficará irritado e responderá de maneira sucinta.

Coceiras na boca e no nariz

O livro “A linguagem da sedução”, escrito por Phillippe Turchet, fala sobre como as mentiras geram reações físicas muito definidas. Isso foi o que pôde ser concluído após vários estudos experimentais.

Um sinal muito revelador de que se está mentindo é que a pessoa que o faz sente leves coceiras nos cantos dos lábios e na ponta do nariz. Há um triângulo imaginário que envolve essa zona do rosto (boca e nariz); se o seu interlocutor aproxima as mãos dessa zona, com certeza está mentindo, especialmente se os seus dedos se dirigem aos cantos: esse gesto é infalível.

Imagem cortesia de SantiMB.