Como superar o medo de falar em público

· abril 18, 2015

Renny Yagosesky define o medo do palco como a resposta psicofísica do organismo, geralmente intensa, que surge como consequência de pensamentos antecipatórios catastróficos sobre a situação real ou imaginária de falar em público.

A partir desta definição, podemos extrair uma primeira conclusão clara: temos medo porque visualizamos o fracasso, às vezes porque nos lembramos de acontecimentos passados, e em outras ocasiões simplesmente porque os imaginamos.

No entanto, também pode acontecer que o medo do palco seja uma simples questão ambiental. Escutamos tantas vezes falar sobre o medo do palco, há tantos livros, artigos, vídeos e cursos sobre como superar o medo de falar em público… este é um tema tão popular que parece normal sentir esse medo.

Por outro lado, se você vivesse em um ambiente em que as pessoas falam sem medo em qualquer circunstância, inclusive improvisando discursos (breves ou não tão breves), se expressam confortavelmente e lhe contam as maravilhas de dar conferências ou aulas, tudo seria muito diferente. O mais provável é que qualquer pessoa que tivesse contato com uma pessoa assim estivesse disposta a provar o sabor do sucesso no final de uma apresentação, por exemplo.

Se nunca o fez, não tema

Se você nunca falou em público e tem que enfrentar esta situação, é melhor prestar atenção em pessoas que gostam de fazê-lo. Observe como se movem, como se sentem bem, como se mostram seguras. E acima de tudo concentre-se nos aplausos no final, na cara de interesse do público.

Agora, coloque-se na sua pele e visualize. O que você sente?

Se você fracassou no passado, aprenda com seus erros

O fato de ter tido uma situação negativa no passado não significa que tenha que ser sempre assim. A primeira coisa que você tem a fazer é pensar sobre o que aconteceu; não no resultado, mas na sua atitude antes, durante e após o evento.

Tire suas conclusões, ria de si mesmo e reinicie sua mente. Pense positivo, e coloque-se na pele de um palestrante de sucesso, sinta os aplausos e o calor das pessoas.

Algumas ideias positivas para encarar o público

– AS PESSOAS NÃO VÃO PARA VER VOCÊ SOFRER, MAS PARA DESFRUTAR DO SEU DISCURSO.

As pessoas têm muito o que fazer para ir para falar mal de um conferencista. O que todos buscamos é aprender, desfrutar, compartilhar idéias.

Dê ao seu público o que ele quer: é o mesmo que você quer. Para que perder tempo com pensamentos negativos?

– ENSAIE, TREINE, PRATIQUE

Isso de visualizar é muito bom, mas isso não significa que você vai deixar tudo a cargo da sorte. Pratique, treine, ensaie…. Chame do que quiser.

Mas como a falar se aprende falando…. a quem canso repetindo o mesmo discurso várias vezes?

Não é necessário; na verdade, é quase desaconselhável. Encha um quarto de brinquedos ou papéis pintados com rostos e fale com eles. Se você errar… ótimo! Você já tem uma excelente oportunidade para improvisar, uma capacidade imprescindível para se desenvolver em público.

E, claro, grave-se e analise o que você faz. Isso é algo que dá a muitas pessoas um pânico horrível. Não importa, grave-se e assista aos vídeos quando sentir que você fez bem. Pode ser que você tenha que repeti-lo muitas vezes, mas não importa. Isso lhe ajudará a ganhar confiança e melhorar muito.

– NÃO PERMITA QUE NINGUÉM LHE DIGA QUE VOCÊ NÃO PODE

Fuja dessas pessoas tóxicas dedicadas a jogar seus próprios problemas em você. Concentre-se nas pessoas que o incentivam, apoiam e confiam nas suas possibilidades.

É você que se sabota? Então talvez seja hora de jogar fora o lixo. Libere-se de pensamentos negativos e aprenda a se amar.

Como dominar-se e controlar a situação

Você já se viu, ensaiou, encheu-se de energia positiva e praticou um pouco mais. Você está pronto para sair e triunfar.

Mas, ainda assim, você sente um pequeno tremor nas pernas ou nota uma espécie de suor frio por todo o corpo. Bem, talvez você esteja um pouco nervoso, mas também pode ser que sinta uma grande emoção. Tente canalizar suas energias e faça o seguinte:

– FALE COM PAIXÃO E ENCANTE SEU PÚBLICO

As pessoas sentirão muito mais interesse no que você diz e se envolverão no discurso. A energia positiva que você desprender lhe alimentará durante a palestra.

– DIVIDA SEU DISCURSO EM PARTES FÁCIEIS DE DIFERENCIAR

Isso irá ajudá-lo a enfrentar cada parte de forma independente, a memorizar o discurso e sentir que evolui com sucesso. Além disso, para o seu público também será mais fácil escutá-lo.

– RESPIRE FUNDO

As técnicas de respiração são fundamentais para falar em público, assim como para relaxar e se concentrar. Pratique a respiração diafragmática antes de começar a falar, consciente do que você faz. Você oxigenará seu corpo e se sentirá mais calmo.

– TOME UM COPO DE ÁGUA

Não se esqueça de beber um copo de água tranquilamente. Isso enviará ao seu cérebro uma mensagem de tranqüilidade. Além disso, tenha água ao alcance enquanto fala. Você pode tomar um gole de vez em quando, aproveitando a passagem entre uma sessão e outra, ou enquanto alguém faz uma pergunta.

– SEMPRE QUE PUDER, APROVEITE A TECNOLOGIA

Isso não significa que você deva levar o seu discurso escrito em uma apresentação e ler tudo, claro que não. Trata-se de apoiar-se na tecnologia para facilitar o seu discurso, seja através de slides que te ajudem a estruturar a conversa, fotos que tornem mais gráfico o que você diz ou qualquer outro elemento que facilite as coisas para você e que ajude o público a captar melhor a mensagem.

– CHEGUE COM ANTECEDÊNCIA AO LUGAR DO ATO

Assim, além de explorar com calma a sala e visualizar-se nesse contexto, você vai poder comprovar que tudo o que você precisa está bem: luzes, conexões elétricas, equipamentos de informática, etc.

Nunca discurse porque você tem que dizer algo, mas porque você tem algo a dizer.
(Richar Whately)

Imagem cedida por Andrew E. Larsen