Como usar a risada e o bom humor para melhorar sua relação

Como usar a risada e o bom humor para melhorar sua relação

19, maio 2015 em Psicologia 2 Compartilhados
bom humor

A risada ajuda a aliviar a tensão e o estresse, eleva o estado de ânimo, melhora a criatividade e aumenta a energia, mas ela também tem um papel essencial na construção de relações fortes e saudáveis por aproximar as pessoas, criar intimidade e resolver conflitos e desacordos. Por isso, utilizar a risada e o bom humor pode ajudar a solucionar problemas no relacionamento e fortalecer o vínculo entre o casal.

O humor tem um papel importante nas relações amorosas. Nas novas, ele pode ser uma ferramenta muito eficaz, não somente para atrair a outra pessoa, mas também para superar qualquer incômodo ou vergonha nos primeiros encontros e enquanto o casal está se conhecendo. Nas relações a longo prazo, o humor ajuda a manter a emoções e a relação fresca e interessante. Também pode ajudar a superar os conflitos e desacordos que se acumulam com o tempo.

Compartilhar o prazer do bom humor cria uma sensação de intimidade e conexão entre duas pessoas, qualidades que definem relacionamentos de sucesso e sólidos. Quando você ri com outra pessoa, cria-se um vínculo positivo entre ambos. Essa união age como um forte amortecedor contra o estresse, desacordos, decepções e os maus tempos em um relacionamento.

O papel do humor nos problemas amorosos

O humor não é uma cura milagrosa para os problemas de um casal, mas pode ser uma ferramenta importante e muito útil para ajudar a superar os momentos difíceis que afetam todas as relações de vez em quando. Seja qual for o problema, é possível enfrentá-lo utilizando o humor para ajudar a resolvê-lo e fortalecer o relacionamento.

O humor pode ajudar a formar um vínculo mais forte entre o casal, suavizar as diferenças de opinião (inclusive sobre os temais mais sensíveis), dissipar a tensão, superar os problemas e contratempos, ver as coisas com uma perspectiva diferente ou, inclusive, nos tornar mais criativos na hora de buscar uma solução para os problemas.

Mas como aplicar o bom humor e a risada para conseguir isso?

#1 –  Usar o humor para suavizar o conflito

O conflito é uma parte inevitável de todas as relações, e pode ocorrer de muitas maneiras diferentes. Em qualquer caso, o modo como serão solucionados esses conflitos pode determinar o sucesso de uma relação.

Quando o conflito e o desacordo são problemas habituais em uma relação, o bom humor pode ajudar a aliviar a situação e restaurar a sensação de segurança e de conexão com o outro. Se utilizado com habilidade e com respeito, sem que pareça uma piada e sem ridicularizar o outro, um pouco de bom humor pode fazer com que o conflito e a tensão se transformem em uma oportunidade para a diversão e para a intimidade compartilhada.

O humor sem sarcasmos neutraliza os conflitos e ajuda a interromper a luta de poder que se produz em uma discussão para ver quem tem razão. Permite ser mais espontâneo e flexível para o problema sob outras perspectivas, encontrar uma solução criativa e deixar de lado as inibições pessoais para poder expressar o que realmente se sente. Dessa forma, surgirão sensações e emoções profundas e autênticas.

#2 – Assegurar-se de que o outro entendeu a brincadeira

O bom humor só ajuda a superar os problemas em um relacionamento quando ambas as partes são capazes de acompanhar a brincadeira e quando o humor não é utilizado como piada ou sarcasmo. Portanto, é importante prestar atenção no outro. Quando a piada ou a risada é unilateral – e não recíproca – o que se consegue é minar a confiança do outro, assim como a boa vontade, danificando o relacionamento e acentuando ainda mais o problema.

Portanto, o humor nas relações deve ser igualmente divertido e agradável para ambos. Se o outro não acredita que a piada é divertida, deve-se parar imediatamente, entender os motivos pelos quais o outros não quer fazer piadas e considerar o seu estado de ânimo.

#3 – Não usar o humor para encobrir outras emoções

O humor ajuda a nos mantermos flexíveis diante dos desafios da vida, mas há momentos nos quais o humor “não é saudável”, porque ele é utilizado para encobrir a realidade e não encarar as emoções dolorosas. A risada pode ser um disfarce para os sentimentos de dor, de medo, de ira e decepção quando não se sabe muito bem como expressar tais sentimentos. Nesse caso, a risada e o bom humor criam confusão e desconfiança nos relacionamentos.

#4 – Colocar o humor em prática

Nunca é tarde para desenvolver o lado brincalhão, travesso e divertido que tanto gostamos ver nos outros. Muitas pessoas não se enxergam assim e estão muito preocupadas com como vão parecer diante dos demais. Esse medo do ridículo ao tentar ser engraçado diante dos demais é muito limitante.

Para conseguir, é preciso agir com naturalidade, tentando recuperar a energia inata da infância e buscando momentos de qualidade para tirar essa alegria e o bom humor.

É importante vigiar os sinais não verbais do casal, para ver se é possível apreciar as tentativas de criar uma situação alegre, evitando o humor mesquinho. Fazer piadas inteligentes sobre assuntos íntimos do casal, que só são entendidas pelos dois e que só tenham sentido no marco dessa relação, acentua a intimidade e a cumplicidade.

Para arrancar um sorriso do outro, coisas simples também podem ser úteis, como fazer algo extravagante sem nenhum motivo, em um momento em que não esteja acontecendo nada, apenas pelo prazer de se divertir e fazer o outro rir.

Como o humor e o jogo se convertem em uma parte da vida, é possível encontrar oportunidades no dia a dia para ajudar a construir e manter as relações com os demais.

Recomendados para você