Seu coração avisa quando está preparado para amar

· julho 31, 2015

Aprendemos a amar não quando encontramos uma pessoa perfeita, mas quando enxergamos de maneira perfeita uma pessoa imperfeita. 

Sam Keen

Você acredita na existência do destino? E no amor à primeira vista? Não sei se você concorda com a ideia de que existe uma única pessoa para cada um de nós.

O que provavelmente está correto é que pensamentos como este último são maneiras que encontramos para explicar a nós mesmos a verdade simples e habitual: o momento de encontrar uma pessoa é muito importante para determinar se ela é ou não “para você”.

Não queremos tirar a magia de pensar que o destino nos une a nossos companheiros, mas uma coisa está clara: nosso coração é quem informa à nossa mente se está preparado para amar. Nada mais.

Quando esta mensagem chega ao nosso ser, uma pessoa irá entrar como um raio de sol em sua vida. Irá tornar-se a pessoa que você decide amar.

Contarei uma história. Quando me mudei para outro país para aprofundar meus estudos e continuar a “aprender a viver”, minha situação não era muito boa. Não me sentia eu mesma e, o mais importante, ainda não tinha aprendido a gostar de mim mesma. Minha vida não era um sonho, não estava muito confortável comigo e, muito menos, com o meu coração.

Mas conheci aquele que é o meu melhor amigo. Ele se apaixonou por mim. Sentir que esta situação estava acontecendo com uma das melhores pessoas que havia encontrado na minha vida fazia com que eu me sentisse mal.

Sabe por quê? O fato de não saber amar a mim mesma não me permitia amar verdadeiramente uma pessoa tão incrível e especial. 

O coração dele estava e está preparado para isso. O meu ainda não, embora quisesse estar de todas as formas.

Durante toda esta etapa me senti – e sigo me sentindo – impotente, sabendo que não posso amar porque ainda não sou capaz de amar a mim mesma, o meu coração e o meu ser. E me entristece o fato de poder perdê-lo por isso. 

Talvez, em outro momento da minha vida, as coisas transcorram de forma muito diferente. No momento, a única coisa que posso fazer é sentir o amor dele em meu interior e aquecer aos poucos o meu coração.

Com isso aprendi que o amor é sentido quando as duas pessoas estão dispostas e animadas a compartilhá-lo.

pareja

Por tudo isso, adoraria que você entendesse que é muito importante identificar e assumir para si mesmo quando chegar a um ponto adequado de sua vida para oferecer e aceitar o amor.

Às vezes escolhemos amar quando nos sentimos vulneráveis ou assustados. Precisamos de alguém para preencher uma situação em que há algo que não temos. Este momento não precisa ser negativo, também pode ser o momento apropriado. No fim, o amor é uma união perfeita entre duas pessoas. 

Faz você se sentir plena porque você se sente preenchida, completa.  

As opiniões são divergentes em relação às oportunidades em que podemos estar preparados ou não para ter uma relação e amar de verdade. E, muitas vezes, este é o pior veneno para uma relação: precisamos acreditar que nosso coração está pronto e que acabamos de encontrar uma pessoa que também está preparada.

Fazemos de tudo para conseguir fazer funcionar algo que ainda não está pronto para tal.

No meu caso, fiz e sigo tentando fazer de tudo para que comece a amar meu melhor amigo. Às vezes a emoção que sinto é frustrante, pois decidi querer amar esta pessoa tão única, que me ama de forma tão autêntica e extraordinária.

Não negarei que muitas vezes pensei que se não está acontecendo, talvez seja porque este não é o momento adequado. Certamente até você mesmo o pensou em relação à sua vida e às suas relações infinitas vezes. Mas a situação, o tempo ou o momento não são os únicos elementos para que o amor funcione ou não. O momento não é o todo, mas é parte do todo. 

Uma vez me disseram que não importa a compatibilidade existente entre duas pessoas. Se você não se encontra bem nesse momento ou a vida da outra pessoa não está melhor, não podemos amar completamente.

Tudo isso não quer dizer que você não deva começar um relacionamento se o momento não for o correto. Mas tentar mais do que acredita que estaria disposto poderia causar muita dor para os dois.

Simplesmente deixe-se levar, aproveite e, o mais importante, aprenda a amar a si mesmo. Não viva com o pensamento de que você é capaz de mudar o que outro ser humano necessita, deseja ou, simplesmente, o seu momento pessoal.

Aprenda a ser sincero e honesto com a outra pessoa e consigo mesmo. O importante é presentear-se e estar envolvido com uma pessoa que seja capaz de amá-lo verdadeira e completamente.

A situação e o momento são os motivos pelos quais sentimo-nos com sorte por estarmos vivendo relações extraordinárias e plenas.

O momento é o que o leva a sentir uma gratidão imensa por ter encontrado esta pessoa justamente quando você o fez.