Cuide da sua energia – A mente é maravilhosa

Cuide da sua energia

março 12, 2015 em Emoções 981 Compartilhados

Toda relação se baseia em trocas. Acontece a troca conselhos, opiniões, informações, presentes, favores e, entre amigas, é muito comum acontecer também a troca de roupas. Mas muitos de nós esquecemos da troca de energia que acontece em nossas relações. É sabido que existem pessoas que nos animam e nos deixam com um belo sorriso no rosto, enquanto outras nos deprimem e sugam toda a nossa energia…

Embora possa parecer estranho, no modo de falar de alguns psicólogos, essas pessoas são geralmente conhecidas como “Vampiros de Energia”. A verdade é que esse nome lhes cai muito bem, porque assim como as criaturas fictícias, estes indivíduos podem fazer com que você mesmo se transforme numa pessoa que suga a energia alheia.

Bom, depois de apresentar essa imagem tão desagradável, é justo esclarecer que a maioria destas pessoas não estão conscientes do dano que causam. Elas simplesmente têm essa forma de ser, se lamentam demais e querem se aproveitar dos outros ou, às vezes, ferem os outros pelo simples motivo de que também estão feridos.

Como podemos nos defender dos “ladrões” ou dos “vampiros” de energia?

A psicóloga, Dra. Sherrie Bourg Carter, diz que o primeiro passo para tomar cuidado com este tipo de indivíduos é saber identificá-los, inclusive fazendo uma autoanálise para descobrir se você mesmo é um deles. Em seguida, você deverá determinar quanto tempo pretende passar com essas pessoas.

O palestrante especializado em temas de superação pessoal, Craig Harper diz, em seu artigo “Protect Yourself Against Energy Vampires” (Proteja a si mesmo contra os vampiros de energia, em português), que depois de identificar essas pessoas, é preciso ter a iniciativa de mudar a maneira como você se comunica ou interage com elas. Sendo assim, você não pode permitir que suas palavras te influenciem da mesma maneira como as palavras de um amigo influenciariam.

Quando um amigo te conta sobre um problema pessoal, você se preocupa com ele e se coloca em seu lugar, além de oferecer sua solidariedade, ajudando, com sua energia na busca por uma solução. Entretanto, com uma destas pessoas, este uso da energia acaba sendo em vão.

Detecte a armadilha e evite-a

Frequentemente estes indivíduos querem ter o mesmo tipo de conversa (embora geralmente, acabe sendo um monólogo) sobre seus problemas. No entanto, eles não estão dispostos a agir nem seguir os conselhos que você deu. Então, mesmo que possa ser um pouco incômodo, as vezes é preciso dizer para eles algo como: “Na semana passada, nós já conversamos sobre sua relação abusiva, seu trabalho exasperante, ou qualquer que seja sua reclamação preferida; se não está disposto a fazer nada a respeito, prefiro não falar mais nada sobre esse tema.”

Em casos extremos, mesmo que pareça um pouco severo, é necessário evitar esse tipo de pessoa. No artigo mencionado antes, Harper compartilha as táticas que funcionaram com ele. “Quando um “Vampiro de energia” entra em meu escritório, me levanto como se estivesse pronto para ir a algum lugar. Lhes dou alguns minutos e se me dou conta de que a pessoa está voltando ao mesmo assunto de sempre, começo a andar e termino a conversa.”

Isso parece um comportamento antipático para você? Então reflita sobre o seguinte: tudo o que nós queremos é ser compassivos e ajudar a nossos companheiros e parentes. No entanto, alguns pessoas simplesmente não querem ser ajudadas; só nos procuram para aliviar o peso de seus problemas e deixam sempre uma parte da carga que tinham com você. Eles saem aliviados e nos deixam agoniados… Isso não é coisa de amizade verdadeira. Os amigos dão e recebem. Então defenda sua energia e proteja-se. 

Créditos da imagem: Hartwig HKD

Recomendados para você