Se você sempre deixar seu filho ganhar, ele não poderá crescer

· julho 25, 2017

Você sempre deixa seu filho ganhar? Ainda que acredite que você, por ser mais velho e ter mais experiência, sempre estará na frente dele, deixá-lo ganhar transmite uma ideia de falso sucesso. Na verdade, talvez alguma vez seu filho tenha se dado conta disso e tenha respondido com alguma frase que o deixou atônito: “Papai, não me deixe ganhar, jogue direito”. Ele quer o desafio que você tenta afastar dele.

Apesar de que isso possa parecer uma bobagem, a verdade é que com esta atitude você está impedindo que seu filho cresça, que amadureça e que saiba que o sucesso às vezes é alcançado, mas outras vezes não. Além disso, é muito importante que ele aprenda a perder em suas primeiras etapas da vida. Porque nem sempre se ganha e saber enfrentar os dois resultados será muito valioso para ele no futuro.

Saber perder é tão importante quanto saber ganhar. Se você deixar seu filho ganhar sempre, ele nunca terá essa oportunidade.

Você deixa seu filho ganhar por medo de que ele se sinta mal?

Certamente na maioria das ocasiões você deixa seu filho ganhar porque teme que sua autoestima seja prejudicada, que ele se sinta mal e fique chateado por uma sucessão de derrotas. No entanto, tudo isso está potencializando o problema sem que você se dê conta, pois impede que seu filho passe pela grande experiência de saber o que é perder, de ter que melhorar e superar a si mesmo para ganhar.

A frase “é preciso saber perder” é muito certeira e, quando colocada em prática, permite superar barreiras, conflitos e problemas que sempre surgem quando menos esperamos. No entanto, tudo isso não será possível se você sempre deixar seu filho ganhar, fingindo perder, quando na realidade teria vencido. O que você pode fazer para não se sentir mal se sempre é vitorioso nos jogos?

Pai e filho pescando juntos

Uma maneira é dar uma vantagem ao seu filho. Assim, você se assegurará de estar no mesmo nível que ele. Você também pode levar em conta a dificuldade do jogo. Há alguns que ainda não serão para a sua idade. Estes tipos de jogos devem ser enfrentados de maneira colaborativa: fazendo um time diante de outro adversário, de forma que você aja como uma espécie de mentor para o seu aprendizado.

Acreditamos que as derrotas afetam a autoestima de nossos filhos, mas isso não é verdade. Contra todos os prognósticos, elas a fortalecem.

Se seu filho experimentar o que é perder, você terá uma grande oportunidade para ensinar-lhe como assimilar uma derrota. Por exemplo, você pode transmitir que é mais importante aproveitar o momento do que focar o resultado final. Desta maneira, ele aprenderá a priorizar em seus sentimentos o quanto se divertiu ao longo de toda a experiência.

A importância de experimentar a derrota

É muito importante que seu filho experimente a perda de suas batalhas, que saiba enfrentá-las com integridade e não caia diante delas. Assim, ele aprenderá a não se irritar com os demais, reconhecendo seu esforço e sua vitória. Por outro lado, muitas vezes quando ganham de nós aprendemos diversas lições de como fazer melhor na próxima vez.

Saber perder permitirá que seu filho não tome os fracassos como uma porta que se fecha repentinamente, e sim como uma oportunidade para melhorar, amadurecer e crescer neste aspecto que ainda lhe falta desenvolver. Assim, aumentará sua tolerância à frustração e, em vez de se deixar derrubar pelas adversidades, saberá utilizá-las a seu favor para sair fortalecido das mesmas.

Menino olhando pela janela

Sem dúvida, com a derrota a criança assumirá que tem uma parte de responsabilidade no que acontece também quando a realidade não cumpre com suas expectativas. Será uma oportunidade para não culpar os demais e não acreditar que a sorte ou o azar interferiram no resultado, por mais que seja o que nosso corpo pede que façamos. Desta maneira, ele ou ela verá o erro como uma possibilidade de corrigir algo que não foi feito da melhor forma, ou como uma oportunidade para mudar.

Perdendo, às vezes, também se ganha, pois sempre teremos aprendido algo.

Se você sempre deixar seu filho ganhar, estará impedindo que ele desfrute a grande experiência de perder que, ainda que inicialmente possa parecer negativa, é muito necessária. Cedo ou tarde ele encontrará dificuldades que terá que resolver. Se não aprendeu a perder, como pode esperar que aja com integridade, maturidade, e saiba se manter em pé diante de uma derrota com implicações mais importantes do que as envolvidas em um jogo?

Além disso, perdendo ou ganhando sempre aprendemos algo. No caminho o que importa é saber aproveitar o momento, já que é nele que podemos encontrar a verdadeira sustância de toda aprendizagem. Não tenha medo se seu filho ficar triste depois de perder um jogo. É só isso, um simples jogo, e você verá como passará rápido. Se ele aprender a aceitar o resultado, seja qual for, na esportiva, estará criando uma base muito forte e poderosa que lhe permitirá superar qualquer obstáculo que se apresente em seu futuro.