Educação de valores, uma responsabilidade de todos

Educação de valores, uma responsabilidade de todos

junho 21, 2018 em Psicologia 0 Compartilhados
Educação de valores, uma responsabilidade de todos

A educação de valores é um conceito muito amplo, extenso e não muito específico que não cabe apenas aos professores, mas também aos pais e à sociedade em geral. No entanto, quase ninguém presta a devida atenção a ele. Pelo contrário, este assunto é deixado de lado em favor de reter conhecimento ou de passar nas matérias.

Existe algo muito mais importante do que conseguir um 10 numa prova ou uma nota de qualificação no boletim final de cada curso. Estamos nos referindo a ensinar respeito e responsabilidade, a formar em convivência e em consciência social. Infelizmente, são poucos os que apostam na educação de valores como um meio para transformar a sociedade.

A educação de valores é imprescindível

Por que existem tantos casos de bullying nas escolas? Em que momento tudo foi distorcido para que os pais perdessem a autoridade diante de seus filhos? Por que os jovens deixam tudo sujo e cheio de lixo? Está claro: porque a educação de valores não recebe a importância necessária.

Talvez a razão esteja no fato de que dar esse tipo de educação e transmiti-la da maneira correta requer esforço. Acima de tudo, requer tempo, algo que muitos pais e educadores não estão dispostos a oferecer aos mais jovens. Talvez tenhamos nos tornado egoístas demais. Talvez o futuro dos nossos filhos seja indiferente para nós.

“Educar sobre igualdade e respeito é educar contra a violência”.
-Benjamin Franklin-

Crianças correndo

Às vezes, acreditamos que estamos educando nossos filhos em valores. Por acaso não lhes dizemos o que devem ou não fazer? Não estabelecemos limites? É possível que sim, não temos dúvidas sobre isso. Mas nós damos o exemplo? É inútil dizer a uma criança “jogue o papel no lixo” se, depois, jogamos alguma coisa no chão e não a pegamos. Também não é encorajador dizer “você tem que fazer as pazes com o seu irmão” quando guardamos rancor dentro de nós.

O exemplo é a lição mais valiosa. Os valores mais importantes são transmitidos através dos nossos atos e palavras. Não podemos desejar que nossos filhos tratem os outros como iguais se nós não fizermos isso primeiro.

Assim, a educação de valores é necessária. Não somente para os jovens, mas também para nós, já que nos oferece a possibilidade de reaprender aquilo que não aprendemos da melhor maneira.

Os aspectos mais importantes da educação de valores

Não é apenas necessário que haja alguém que fale e transmita a educação de valores, mas é essencial que ela seja incluída em qualquer outra matéria. Assim como seria importante que este tipo de educação estivesse presente em todos os agregados familiares e na sociedade em geral. Mas em que aspectos a educação de valores é centrada?

  • Fomenta um espírito crítico sobre os costumes ou os hábitos de consumo, entre muitos outros.
  • Destaca a igualdade de oportunidades, independentemente de raça, cultura, gênero, nacionalidade ou religião.
  • Ensina pautas para tratar o meio ambiente com cuidado, evitando danificá-lo e sabendo desfrutar dele.
  • Transmite a tolerância em relação à sexualidade dos outros.
  • Fomenta um consumo responsável, dotando de ferramentas que permitam decidir com consciência.

Convivência pacífica e sustentável

Estes são alguns dos aspectos que se tenta transmitir com a educação de valores e que nos dão uma ideia sobre qual é o seu objetivo. A grande questão é: por que não ensinar valores na sala de aula ou dentro de casa? Talvez porque, nas salas de aula, dar as aulas programadas e terminar a grade curricular parecem ser as únicas coisas importantes. E em casa, porque você não pode dar o que não aprendeu.

“O objetivo da educação não é o conhecimento de fatos, mas de valores”.
-William Ralph Inge-

Entender e estar desde agora consciente do que é educação de valores abre um leque de possibilidades para investigar mais sobre o assunto e começar a transmiti-lo aos mais jovens.

Menina brincando com coelho

Sempre nos queixamos de como as pessoas não respeitam o meio ambiente, queimando grandes áreas de terreno fértil e verde em épocas de grande calor. Também nos queixamos de racismo ou intolerância em relação à sexualidade de outras pessoas, algo que até hoje alguns demonstram… Mas reclamar é inútil.

Para abordar este assunto, é preciso considerar a educação de valores como uma verdadeira prioridade. Porque, acima de tudo, estamos formando e ajudando indivíduos a crescer. Não importa apenas a inteligência deles ou o quanto eles sabem. É importante que eles saibam ser boas pessoas. Agora, para isso, devemos estar cientes de que esse tipo de educação é responsabilidade de todos.

Recomendados para você