Como enfrentar uma semana emocionalmente difícil?

Como enfrentar uma semana emocionalmente difícil?

fevereiro 23, 2018 em Psicologia 129 Compartilhados
Como enfrentar uma semana emocionalmente difícil?

Certamente você já teve que enfrentar dias especialmente complicados. Uma semana emocionalmente difícil que nos leva a um estado de nervosismo e impede o descanso ou relaxamento. Seja por trabalho, por decisões importantes, saúde de familiares, gastos imprevistos…

Como vemos, as razões podem ser várias, mas as sensações que elas causam costumam ser sempre as mesmas: angústia, falta de tranquilidade e mal-estar. Como você pode enfrentar esse pico emocionalmente tenso de forma satisfatória? Oferecemos algumas dicas para lidar com esse acontecimento, meta ou avaliação que lhe causa tanta ansiedade, evitando que, de alguma forma, você se deixe dominar por essa emoção.

Recomendações para lidar com uma semana emocionalmente difícil

Aprenda a reagir bem

Se você sabe como pode reagir diante dos diferentes tipos de acontecimentos, você está de parabéns! Assim, poderá escolher se você gosta dessa reação ou, ao contrário, se você preferiria mudá-la. Se você não sabe, ou não consegue pressentir qual será o seu comportamento em um determinado momento, preste atenção e faça uma viagem pelo seu passado para coletar pistas. Talvez você não encontre uma situação exatamente igual mas, sim, alguma com características importantes que se assemelhem.

Homem preocupado

Por exemplo, quando o seu chefe levantou a voz com você, qual foi a sua reação? Você voltou ao seu lugar, se sentou e continuou trabalhando, ou você aderiu à subida do tom de voz? Você foi desabafar com os seus colegas? A resposta a que você chegar lhe dará pistas de como você pode reagir diante de uma situação concreta em uma semana emocionalmente difícil.

Vejamos outras situações: se o seu filho é reprovado em duas matérias, imediatamente você o castiga? Você decide contratar um professor particular? Você grita com ele? Dependendo de qual seja a sua atitude diante da falta de responsabilidade dele, você saberá como pode agir em circunstâncias parecidas. Em suma, auto-observação e conhecimento pessoal.

Conte até dez e respire

Apesar de parecer uma coisa muito óbvia, o certo é que, na hora da verdade, não a fazemos. É importante contar em voz alta e expirar exageradamente: para cada pessoa um método ou outro será melhor. Suponhamos que, ao invés de contar de 1 a 10, para você seja mais prático se levantar da cadeira e olhar pela janela por uns segundos para relaxar. Então, faça isso!

O importante é que você seja capaz de controlar esse nervosismo. Além disso, o pico de ansiedade segue uma distribuição normal, ou seja, alcança um máximo que dura relativamente pouco. Se você conseguir superar esse instante sem tomar atitudes fugazes, vai notar como a sensação de angústia irá diminuir pouco a pouco.

Procure se divertir

Uma piada, um programa de humor, uma situação cômica… Procure algo que ajude a aliviar esse mal-estar interno e que lhe permita escapar um pouco. Em nenhum lugar está escrito que em uma semana emocionalmente difícil o positivismo está proibido. Pelo contrário. Lute por ele e abrace seus sonhos, o amor, a gratidão. São formas maravilhosas de encher o seu organismo de energia.

O riso não tem contraindicações, nem causa efeitos colaterais.
Compartilhar

Mantenha uma rotina diária

Conservar os mesmos horários e fazer coisas que o mantenham dentro da rotina semanal pode ser benéfico. Por exemplo, se você sabe que a sexta-feira será um dia no qual você terá mais estresse, o melhor é que fique o quanto possa dentro da sua rotina, de maneira que se sobrecarregue o menos possível, economizando no número de decisões a tomar.

Mulher feliz com a chegada de um novo dia

Alimentação e descanso adequados

Comprar um sorvete de chocolate ou se sentar em uma poltrona durante horas, apesar de ser algo muito comum em filmes, não é uma atitude resoluta que ajude a enfrentar uma semana emocionalmente difícil. Tudo o que ingerimos tem um efeito em nosso corpo, e nos enchermos de açúcar não melhora nem aumenta os nossos recursos de enfrentamento.

Pelo contrário. Pode ser que durante os primeiros minutos você se sinta realmente bem (o chocolate contém triptofano e produz serotonina), mas o seu efeito é passageiro. Por isso, é muito provável que você se levante do sofá e se sinta ainda pior, porque não mudou seu humor da maneira mais inteligente; de alguma forma, você o mascarou e evitou.

É preferível que você durma quantas horas for necessário e inclua na sua dieta aqueles nutrientes que o seu corpo necessita, especialmente no que diz respeito a vitaminas e minerais. Além disso, tente não congestioná-lo com calorias extras sem nenhum valor nutricional.

Reconheça a dificuldade da situação

Nem todas as pessoas percebem os acontecimentos da mesma maneira. Pode ser que um dos seus filhos enfrente um aniversário familiar com muito nervosismo porque não gosta das reuniões sociais, enquanto para você elas são agradáveis. Esses contrastes de percepção fazem diferença.

Por isso, muito relacionado com aprender a conhecer as suas reações está o fato de saber reconhecer a dificuldade da situação. Esse acontecimento é incômodo? Faz com que você fique paralisado? Você vai ganhar muito se for capaz de estimar bem a importância que dá a cada circunstância e como ela afeta o seu dia a dia. Se ela o impede de seguir com o seu dia normalmente, talvez seja uma oportunidade de tentar incluir um maior controle emocional nesse momento.

Nesse sentido, o fato em si é menos importante do que a nossa maneira de enfrentá-lo. Por isso, quanto mais preparados estivermos para enfrentar essa semana emocionalmente difícil, maior será a chance de que possamos sair da mesma de cabeça erguida.

Recomendados para você