Os 7 ensinamentos do caminho do guerreiro

· fevereiro 21, 2018

A cultura japonesa é antiga, e ao longo de sua história deu grande valor às virtudes em combate. O combatente japonês, ao contrário do que acontece em outras latitudes, deve ter fortes valores para ser digno. A palavra bushido fala precisamente disso, e é traduzida como o caminho do guerreiro.

Este caminho do guerreiro, ou bushido, fala sobre um código de ética aplicado pelos samurais. Contém uma série de princípios, mas acima de tudo, sete valores que devem reger a conduta. Dizem que os membros da classe dominante foram ensinados desde muito pequenos.

“Qualquer um pode entrar na mais difícil das batalhas e morrer. É fácil para um desengonçado, mas para um samurai é uma verdadeira decisão justa em equanimidade, e um verdadeiro valor saber viver quando é para viver e morrer quando é para morrer . ”
-Príncipe do Mito-

O caminho do guerreiro também é conhecido como o código samurai. Nele estão condensados princípios ​​do budismo, confucionismo e outras filosofias orientais. Ainda é um guia valioso para a vida. Estas são as 7 virtudes e ensinamentos que são exaltadas.

Ensinamentos do caminho do guerreiro

1. Coragem, uma virtude indispensável para ser livre

De acordo com o caminho do guerreiro, só quando se tem coragem é possível ser livre. É a coragem que nos permite viver plenamente, sem as restrições impostas pelo medo. É preciso coragem para decidir agir, principalmente para fazer grandes coisas.

Samurai em uma batalha

A coragem não é a coragem cega. Para que seja uma verdadeira coragem, ela deve ser acompanhada da inteligência e da força. O medo existe, mas não devemos nos deixar superar por ele. Em vez disso, devemos substituí-lo pela cautela e pelo respeito. Assim, a verdadeira coragem surgirá.

2. Que a cortesia nunca falte

No caminho do guerreiro, a cortesia não é simplesmente um conjunto de gestos gentis ou boas maneiras. Na realidade, é uma virtude intimamente relacionada ao respeito pelo outro, mesmo que seja um inimigo.

A cortesia é, acima de tudo, respeito e consideração pelo outro, independentemente das circunstâncias. Isso significa não ser cruel, ou fazer demonstrações desnecessárias de força ou poder. É uma virtude que mostra caráter e muita força interior.

3. A compaixão deve estar sempre presente

A força e o poder que você tem devem ser usados ​​para o bem de todas as pessoas. Isso é indicado pelo caminho do guerreiro, que também insiste no enorme valor da solidariedade. Esta é uma característica que adorna a força.

A compaixão não é apenas um sentimento, mas deve ser traduzida em ações concretas. Sempre que você puder ajudar alguém, faça isso. E se você não tiver a oportunidade de ajudar, você precisa sair e procurar essa possibilidade.

4. Justiça em primeiro lugar

O caminho do guerreiro diz que a justiça não tem meias medidas. De acordo com essa antiga sabedoria, a justiça simplesmente é saber definir o que é certo e diferenciá-lo do que não é. O certo é recompensado e o mal é punido.

Ser justo é sempre agir da maneira certa. Isso não deve depender do que os outros dizem, mas sim da própria pessoa. Todo mundo sabe em seu coração o que é certo e o que não é. Devemos seguir aquela luz que emana de nós mesmos.

Samurai na neve

5. A lealdade é própria dos espíritos fortes e nobres

O que alguém diz ou fala pertence completamente à própria pessoa. Portanto, as consequências também são nossas. É preciso ter um grande senso de responsabilidade antes de agir ou se expressar.

A lealdade é, acima de tudo, lealdade consigo mesmo. Ter a capacidade de ser consistente ou coerente. Nessa medida, é também um compromisso de responder por atos e palavras. A lealdade pertence apenas aos mais fortes e nobres.

6. A palavra e a sinceridade

Para o samurai, a palavra tem um valor imenso. Não se fala por falar, nem se diz por dizer. É por isso que, no caminho do guerreiro, as palavras são totalmente equivalentes aos atos. Quando se diz algo, é como se já tivesse sido feito.

Nesta filosofia, o valor de uma promessa é eliminado. Ela não é necessária. Basta dizer que algo será feito para se comprometer a fazê-lo. Isso só é possível para aqueles que são completamente honestos consigo mesmos e com os outros.

7. A honra exalta os seres humanos

De acordo com o caminho do guerreiro, a maior virtude de todos nós é a honra. Ser honrado significa agir com justiça, independentemente das circunstâncias. Cumprir com o dever e manter os valores, sem levar em conta se isso será aprovado pelos outros ou não.

Samurai

A honra está associada ao respeito consigo mesmo. Isso implica não se permitir ter comportamentos antiéticos ou desprezíveis. A honra é tão importante nesta filosofia que se você perdê-la, a única maneira de recuperá-la é tirando sua própria vida.

A coisa mais interessante sobre o caminho do guerreiro é que sendo um código ético tão antigo, os valores que promove mantêm sua validade. O mundo seria muito diferente se em cada conflito, ou em cada confronto, aplicássemos esses valiosos princípios dos guerreiros samurais.