Queria ter uma escada para o céu para poder vê-lo 

Queria ter uma escada para o céu para poder vê-lo todos os dias

Fevereiro 15, 2016 em Emoções 469 Compartilhados
Menina olhando o céu

Quem dera existisse uma escada para o céu para poder vê-lo a cada dia. Quem dera eu pudesse dizer novamente tudo o que quero. Quem dera eu pudesse demonstrar o que preciso, o que me importa e o que você ainda me traz.

Se eu pudesse voltar a vê-lo mesmo que fosse por um segundo, não o soltaria. Abraçaria tão forte que seria difícil nos distinguir. Seriamos duas almas fundidas, dois amores, duas vontades, duas eternidades fugazes.

Quero pensar que em algum lugar, não sei onde nem quando, voltarei a vê-lo. Adoraria ter a certeza de que você vive em outro mundo em plena felicidade. Daria o que fosse para saber que você pode me ver e escutar. 

Eu gosto de reviver em minha mente, olhar para o céu e imaginar que você sorri para mim todas as noites. Muitas vezes imagino que você me pisca o olho e que me torna cúmplice de seus olhares, como fazia quando estava aqui. 
Compartilhar

Homem sentado na lua brincando com o céu

Sinto sua falta

Sei que não voltará, mas preciso sentir sua presença perto. Prefiro pensar que alguma coisa sua me encosta todos os dias e que minha pele sabe e por isso estremece.

Tendo a pensar que cada pessoa que se foi é uma estrela no céu que nunca se apagará e que cada noite poderei olhá-la. É uma maneira a mais de dizer a mim mesma que todas estas lembranças conseguem iluminar o mundo toda noite.

Daria o que fosse para voltar a senti-lo e contar tudo o que me faz feliz e tudo o que me aflige. Por isso tenho que seguir adiante, reinventar os abraços e converter meus desejos em lembranças que me ajudam a passar cada dia.

Quando a vida nos separa de um ser querido, a lembrança de seu sorriso é a melhor maneira de seguir em frente. 
Compartilhar

Menina tentando chegar ao céu

Nunca deixaremos de sentir falta

Não, com o tempo as ausências não deixam de doer, simplesmente anestesiamos nosso coração. Acostumamos a sentir o vazio, mas a perda de um ser querido é uma ferida que não podemos curar, somente aceitar.

O importante é ser consciente de que nunca deixaremos de sentir falta. Temos que chorar, sentir que algo está quebrado, que eles se foram e que não existe um depois para dizer-lhes palavras.

No entanto, mesmo que nunca deixemos de sentir a solidão e a dor pela morte de um ser querido, podemos sim recuperar nossa vida e nossa vontade de viver. Passaram dias, meses ou anos e nossos seres queridos nunca deixarão de estar com nós, em nossas memórias e em nosso coração. Porque o fato de ter compartilhado a vida é o mais permanente deste mundo.

Olho para o céu acima e tento vê-lo entre tantas estrelas, busco entre as sombras sua imagem perdida. Desenho seu rosto nas nuvens que vejo  passar, viajando sem rumo fixo e, me guiando pela lua, lhe pergunto:

Onde você está?

E em seguida meu peito se agita me dando a resposta com uma lágrima derramada que me faz compreender de novo: Não está aqui, permanece em meu coração. 

Casal abraçado e céu turbulento

Quem vai para o céu nunca nos abandona 

Não é fácil admitir que existe uma parte de nossa história que ficou inacabada, que foi cortada pelo final da vida. Não é fácil porque nunca deixaremos de lembrar, sentir e pensar em tudo que ficou pendente.

Logo, para viver em harmonia com nós mesmos e com nossos entes queridos, devemos nos permitir realizar o luto em paz. Apesar da dor indesejável da ausência, nossa vida continua e devemos aceitar sua partida compreendendo o sentido da morte e da vida.

Não podemos evitar que nossa vida se paralise, que nosso coração dê uma virada e que nossas emoções nos bloqueiem.  Temos que ser conscientes de que nossa história depois do adeus começa a ser escrita com a dor das lágrimas e a melodia da esperança.

Ter que aprender a conviver com essa dor tortuosa assusta. Assusta muito porque é tão profunda que sabemos que é algo do qual não podemos nos desprender. No entanto, tivemos a felicidade de poder amá-los, assim como a sorte de ter feito parte do mundo deles.

Por isso, aqueles que foram nunca nos abandonam, permanecem em nós, em nosso coração e em tudo o que está relacionado a eles. É verdade que com eles se vai sua essência, mas junto a nosso coração permanece aquilo que nunca poderemos esquecer: a maravilhosa experiência de ter compartilhado nossa vida. 
Compartilhar
Recomendados para você